terça-feira, 3 de maio de 2011

Elenin - Um velho conhecido a caminho

Créditos ao blog Evoluindo Sempre

https://lh4.googleusercontent.com/-cxJeQ6VqWXo/TXafqi5fZDI/AAAAAAAABJU/LLClcPHbF5A/s1600/estudando.jpg

O Asteroide 23187 2000 PN9, o qual tem aproximadamente 2,7km de diâmetro e foi descoberto no ano 2000, voltará a passar próximo à Terra em 11 março de 2011 numa distância equivalete a 45x a distância entre a Terra e a Lua. Não atingirá a Terra e a Nasa não está nem um pouco preocupada com sua aproximação, tanto que é possível ver uma animação no site da Nasa, onde em nenhum momento, o asteróide colide com a Terra, se houvesse algum tipo de colisão, não estaria de bandeja justamente naquele site, não é uma questão de confiar ou não nesse “orgão oficial”, a questão é ler as entrelinhas. A Nasa trabalha com a informação e contra-informação ao mesmo tempo, não dá nada de bandeja, por isso o 2000 PN9 não é o “maior de nossos problemas”. Será apenas uma otima oportunidade para os candidatos a astrônomos, observar e até mesmo fotografar a “pedrinha”.

https://lh6.googleusercontent.com/-KpnN3jPp7bk/TXWTlHZEqzI/AAAAAAAABIk/svAM4TYRp4s/s640/23187+%25282000+PN9%2529.gif

https://lh5.googleusercontent.com/-2QfBXSmEdpM/TXWUGYFu8zI/AAAAAAAABIs/liyxvBlf_aY/s640/23187+%25282000+PN9%2529+3.gif

Os planetas estão na linha branca, o asteróide na linha azul. E por favor pessoal, as linhas parecem próximas, pode parecer que haverá um colisão, mas são medidas astronômicas numa animação. Para aqueles que viram o asteróide em rota de colisão com a Terra, esqueceram de dar zoom na tela.

https://lh6.googleusercontent.com/-YHssCKecPK0/TXWTtLBgnPI/AAAAAAAABIo/EWe3OcK6D2w/s640/23187+%25282000+PN9%2529+2.gif

Veja a animação no site da Nasa.

Esse asteróide não é o Elenin.

O Elenin é um cometa que “foi descoberto” em 12 de dezembro de 2010 por um observador russo, Leonid Elenin, num observatório do Novo México, EUA. Os primeiros elementos apontavam para uma órbita com grande distância periélica.

Essas são as perspectivas de visualização e aproximação:

- O cometa iniciará sua visibilidade na constelação de Leão por volta de meados de julho de 2011 sendo visível ao anoitecer.

- Início de agosto de 2011 o cometa deve localizar-se no limite das constelações de Leão e Virgem, sempre visível ao anoitecer.

- Seu brilho deve aumentar rapidamente no final de agosto, na constelação de Virgem, porém já proximo do crepúsculo vespertino.

- No dia 4 de setembro ocorre mais uma aproximação, e ele poderá ser brevemente observado durante o crepúsculo vespertino.

- Diz-se, que entre os dias 12 e 15 de setembro de 2011 o cometa cruzará o campo de visão da câmera C3 da sonda SOHO.

- Após a conjunção com o Sol, o cometa reaparece ao amanhecer a partir de 25 de setembro. Diminuindo de brilho, o cometa atravessará as constelações de Leão, Câncer, Gêmeos e Touro, sendo visível de madrugada, encerrando sua aparição em final de novembro de 2011.

- A maior aproximação com a Terra de acordo com a animação no site da Nasa, será no dia 17 de outubro, 0,232 AU da Terra. Interessante que nessa animação não colocaram os nomes dos planetas, se alguém ainda não sabe, a Terra é o pontinho verde que está na 3ª linha branca de dentro para fora.

https://lh5.googleusercontent.com/-wd11Vi0_6CY/TXWVx-soRSI/AAAAAAAABIw/wbsXCX0EP44/s640/Elenin+17+de+outubro.gif

Veja a animação.

No entanto, os pesquisadores dizem que ainda é cedo e a órbita pode sofrer mudanças de cálculos nas próximas semanas, pois as previsões ainda são muito grosseiras, por sua “recente descoberta” e ninguém sabe como será essa visualização, poderá ser um cometa visível à vista de qualquer pessoa de forma espetacular ou passar despercebido, o que parece piada.

Interessante que mesmo em meio a tantos cálculos e até a possível órbita, não há informação (até agora) do tamanho oficial do cometa. (por que será?)

Agora que você já conhece um pouco mais a respeito do Elenin, veja que ele pode ser um velho conhecido.

Alguns astrônomos afirmam que pode existir um enorme planeta, maior do que Júpiter, orbitando o Sol, mas com uma órbita tão distante que o colocaria dentro de uma estrutura chamada Nuvem de Oort, que perturba os cometas a partir da borda do sistema solar.

https://lh6.googleusercontent.com/-FXJoMKmMDj0/TXWXsWQ3z_I/AAAAAAAABI0/JPxaJ2KJFy4/s320/nibiru+na+placa.jpg

Nosso querido Zecharia Sitchin, historiador e arqueólogo nascido na Rússia e criado na Palestina, onde adquiriu profundos conhecimentos de arqueologia e história oriental, traduziu duas mil peças de tabuinhas sumérias (escritas cuneiforme). De acordo com as tabuinhas, Nibiru é o planeta de origem dos deuses da antiguidade e pais biológicos da humanidade, os Anunnaki, que possui um período órbital de 3600 anos e é quatro vezes maior do que a Terra, de cor avermelhada, e responsável por grandes catástrofes, no nosso planeta, durante suas passagens através de nosso sistema solar. Ele é representado como um disco alado, as famosas asas de Nibiru.

Os sumérios explicam que a aproximação desse planeta foi à causa do dilúvio citado na Bíblia. Sua aproximação pode também causar a inversão dos pólos na Terra.

Nibiru foi definido pelos sumérios como o planeta que cruza.

De acordo com alguns especialistas, segue abaixo a perspectiva da aproximação de Nibiru:

- 20 de fevereiro Nibiru está posicionada entre as órbitas de Marte e Júpiter. (Confira na animação do Elenin)

- 04 março Nibiru começa a cruzar o plano da eclíptica do nosso planeta causando geomagnético sintomas dramáticos.

- 15 de março – Saturno, Nibiru, Terra, o Sol, Marte, Júpiter e Urano estão alinhados o fato de que a cosmologia Hopi chamado como o primeiro conjunto.

- 03 de agosto Nibiru atravessa a órbita da Terra. (confere na animação).

- 21 de agosto Nibiru atravessa a órbita de Vênus. (confere também)

- 19 de setembro Nibiru atinge uma posição a meio caminho entre a Terra e o sol. (confere)

- 26 de setembro Nibiru passa entre a Terra e o sol para gerar a segunda combinação da lenda Hopi e intensificar as mudanças. (confere)

- 17 de outubro Nibiru chega ao local mais próximo da Terra.

- 22 de novembro Nibiru alinhamento entre a Terra e o Sol, a combinação de terceiros. (confere)

“Incrível coincidência” entre a órbita do Elenin e Nibiru, a diferença é que essas informações sobre o avistamento de Nibiru na Terra, circulam na internet há muito tempo, já os cálculos ainda “grosseiros” do Elenin, “recentemente descoberto” informam quase de maneira precisa as mesmas datas, sem contar a imagem da órbita extremamente parecida dos dois.

https://lh6.googleusercontent.com/-UIrA24yfKZ0/TXWczqTaWBI/AAAAAAAABJA/9CU5RW407CA/s640/orbita+elenin+2.gif

https://lh6.googleusercontent.com/-HhC34JVAigI/TXWYM0fd7bI/AAAAAAAABI4/y2v_wa9OfGs/s640/Nibiru+orbita.jpg

Estamos falando do mesmo objeto, novamente os mesmos personagens com nomes diferentes. Parece uma louca brincadeira, mas não é! O importante para quem comanda o jogo, é bagunçar a informação.

No dia 15 de março, Nibiru, a Terra o Sol, estarão em alinhamento (Veja na figura abaixo). A primeira das três conjunções onde a Terra é pega nas linhas ou na calha que liga o Sol no gradiente gravitacional junto a Nibiru. O sol estará puxando para um lado e Nibiru para o outro lado, por conta dessa aproximação, os pólos magnéticos estão sendo influenciados e mudarão de forma gradual.

https://lh4.googleusercontent.com/-8z5K8vmv_Cg/TXWdYHIiV-I/AAAAAAAABJE/Rj7BvXukVEs/s640/Alinhamento+Sol+-+Terra+-+Elenin.gif

Também recentemente…

O observatório espacial WISE, da NASA, pode ter “encontrado” um quase mitológico Planeta X, um filho rebelde do Sol. Uma divulgação preliminar das primeiras 14 semanas de dados está prevista para Abril de 2011, e a versão final da pesquisa completa está prevista para março de 2012 (pelo jeito todos os segredos do mundo serão descobertos em 2012). Os cientistas John Matese e Daniel Whitmire, defendem que os dados coletados pelo WISE podem ter registrado o Planeta X, que eles chamam de Tyche (Tique) a irmã boazinha da deusa Nêmesis.

Perguntaram aos cientista porque a escolha desse nome, veja a resposta e breves comentários meus em vermelho:

“Na década de 1980 foi sugerida a existência de um companheiro diferente do Sol.

Propôs-se que esse objeto, batizado com o nome da deusa grega Nêmesis, explicaria as extinções em massa periódicas na Terra.

Nêmesis teria uma órbita altamente elíptica, perturbando os cometas na Nuvem de Oort aproximadamente a cada 26 milhões de anos, enviando uma chuva de cometas em direção ao interior do Sistema Solar.

Alguns desses cometas teriam se chocado com a Terra, causando resultados catastróficos para a vida.

Análises científicas mais recentes já não dão apoio à ideia de que as extinções na Terra acontecem em intervalos regulares. Assim, a hipótese de Nêmesis não é mais necessária. (clara, contra informação)

No entanto, é possível que o Sol tenha um companheiro distante, nunca visto, em uma órbita mais circular, com um período de alguns milhões de anos – que não causaria efeitos devastadores para a vida na Terra. (vamos ver…)

Para distinguir esse objeto da malévola Nêmesis, os astrônomos escolheram o nome de sua benevolente irmã na mitologia grega, Tique”. ( IMPORTANTE: conheça melhor essa irmã benevolente clicando aqui)

Elenin, Tyche, Planeta X, Nêmesis, Planeta Chupão, Hércubulus, Absinto são todos os mesmos personagens em diferentes textos, crenças, religiões e civilizações, as mais antigas registraram a passagem do planeta que cruza e nos deixaram as pistas.

Nossa civilização atual também!

Tycus – Impacto Mortal – Filme lançado em 1998

https://lh5.googleusercontent.com/-19kVgaB3HKs/TXWfluvNhoI/AAAAAAAABJI/HM4DJx1_YcQ/s400/tycus.jpg

Peter Crawford, um físico de Denver, descobriu um ponto no céu e o planeta Terra nunca mais será o mesmo…

A aventura começa quando Jake Lowe, um repórter fotográfico decide investigar por conta própria uma suspeita envolvendo a Amtorg, uma companhia de mineração.

De tanto xeretar, ele descobre uma misteriosa cidade subterrânea no interior da Cordilheira Sierras.
Batizada de “Operação Arcângelo”, é uma iniciativa de caráter privado que servirá para abrigar um pequeno grupo de seres humanos de uma terrível catástrofe que está para acontecer…

Tycus – um cometa gigante – está em rota de colisão com… a Lua !
A magnitude desse choque provocará um efeito gravitacional sob a Terra que trará consequências devastadoras para o planeta…

Uma força mortal que desencadeará a fúria da natureza…
Produção de 1998 com 95 minutos de duração, “Tycus – Impacto Mortal”, foi dirigido pelo cineasta John Putch,
diretor de diversos episódios de “Star Trek – Next Generation”.

Mais uma incrível coincidência na escolha do nome! E a imagem poster do filme, te lembra algo?

https://lh3.googleusercontent.com/-z_xQvstSffg/TXWgBdmwmmI/AAAAAAAABJM/Gaa7NhGHty0/s400/Nibiru+2.jpg

A representação de Nibiru que conhecemos.

Quando o segundo Sol chegar, saberemos!
Enquanto isso, faça a sua parte: estude, pesquise, siga sua intuição.

Beijão no coração
Ravena





Fontes de pesquisa:

http://ssd.jpl.nasa.gov

http://ssd.jpl.nasa.gov/sbdb.cgi?sstr=2000%20PN9;orb=1;cov=0;log=0;cad=0#orbJPL

http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=planeta-x&id=010130110222

http://rea-brasil.org/cometas/10×1.htm

http://gaea-neco.blogspot.com/2011/02/cometa-brilhante-visivel-em-novembro-de.html

http://pijamasurf.com/2011/03/nibiru-el-planeta-x-cruzaria-la-eliptica-de-la-tierra-en-marzo/

http://planetx-hercolubus-nibiru.blogspot.com

http://bloglaurabotelho.blogspot.com/2011/02/tyche-elenin-ou-nibiru.html

http://evoluindo-sempre.blogspot.com/2010/05/vivo-ou-morto-um-alerta-crop-circle.html

Nenhum comentário: