quinta-feira, 6 de março de 2014

Bebês Geneticamente Modificados já são uma Realidade

Tradução: Blog Wake Up!

A agência federal dos EUA, Food and Drug Administration (FDA), começa sua análise sobre procedimentos biológicos que, se bem sucedidos, irão permitir a criação de pessoas geneticamente modificadas, conforme relatado em um artigo publicado no The New York Times de autoria de Marcy Darnovsky, Diretora-Executiva do Centro de Genética e Sociedade.



"Este é um passo perigoso", alerta Darnovsky. Segundo ela, esses métodos "mudarão todas as células nos corpos de crianças nascidas como resultado de seu uso, e essas mudanças serão transmitidos às gerações futuras".

Estamos falando sobre os métodos que FDA chama de "Tecnologias de Manipulação Mitocondrial". Os materiais nucleares são extraídos a partir de um ovo ou embrião de uma mulher com doença mitocondrial hereditária e transplantados para um ovo ou doador de embrião saudável (os seus próprios materiais nucleares são removidos). Assim, os filhos irão levar os genes de três pessoas: mãe, pai e do doador.

Os desenvolvedores do método dizem que ele vai dar a oportunidade de mulheres doentes à dar luz a crianças saudáveis ​​com quem eles vão ser geneticamente relacionados . Alguns sugerem usá-los em casos de infertilidade associados com a idade. "Os objetivos são dignos, mas os métodos são particularmente problemáticos em termos de consequências para a sociedade e riscos para a saúde", diz o autora. E se as crianças ou as gerações seguintes irão manisfestarem complicações? E até onde vamos ir na tentativa de criar seres humanos geneticamente modificados?

Muitos cientistas e políticos falam que devem-se aplicar as ferramentas da engenharia genética humana com cuidado e ponderação e usá-las com o objetivo apenas para tratar doenças genéticas, mas não para manipular os traços hereditários de futuros filhos. "A modificação genética de esperma, óvulos e embriões em estágio inicial de desenvolvimento deve ser estritamente proibida. Caso contrário, há o risco de resvalar para experimentos em seres humanos e eugenia de alta tecnologia", escreve a autora.

No entanto, parece que a resistência a modificações genéticas hereditárias está diminuindo em muitos países. A idéia de manipulação mitocondrial é considerada não apenas pelos Estados Unidos , mas também por autoridades britânicas.

A autora observa que as mulheres com doenças mitocondriais têm formas menos perigosas de terem filhos (como adoção, fertilização in vitro usando óvulos doados).

"Se pudermos fazer alguma coisa, isso não significa que devemos fazê-la", conclui Marcy Darnovsky .

Fonte: Learning Mind - Genetically Modified Babies Are Already a Reality

Vídeo: Dissidente da Força Aérea dos EUA fala sobre os Rastros Químicos

Créditos: TheVedicObserver

Kristen Meghan trabalhou por 9 anos na Força Aérea dos EUA como higienista industrial. Ela foi testemunha direta da importação de grandes jarros de metais tóxicos em pó, incluindo bário, estrôncio e alumínio, sem referências de fabricantes ou destino. Quando ela começou a fazer perguntas a seus superiores sobre os materiais...Problemas começaram a acontecer para Kristen (como acontece com a maioria das pessoas que estão dentro do sistema fala ao público o que acontece nos bastidores...). Ela resolveu não fazer mais parte disso e contar ao público o que sabe.

Este é um trecho do discurso feito por Kristen em uma conferência em Nova York, EUA no dia 18 janeiro de 2014.

PS: Vídeo está com as legendas em espanhol.

terça-feira, 4 de março de 2014

Cientistas Japoneses Provam que Realmente Existem Auras

Tradução: Blog Wake Up!

Um grupo de cientistas japoneses da Universidade de Tóquio , sob a supervisão de Mio Watanabe, realizou uma série de experimentos em que conseguiram capturar visualmente a aura de uma pessoa , provando assim a sua existência! Com o auxílio de câmeras de alta sensibilidade os cientistas foram capazes de fotografar o brilho especial de uma pessoa. Notavelmente, o brilho aparece mais brilhante na parte da manhã e parece " desaparecer " da noite. É mais visível ao redor da face, boca , bochechas e pescoço. Os especialistas acreditam que esta técnica poderia se tornar uma nova ferramenta para o uso no diagnóstico e tratamento de muitas doenças. Um brilho fraco em torno de certas partes do corpo podem indicar a presença de uma doença ou distúrbio .


auras exist

É espantoso que a existência da aura permanece em dúvida se as técnicas para fotografá-la existem há décadas? Os pioneiros nesse campo , de fato, são os Kirlians , até hoje nenhum halos em torno de objetos fotografados são referidos como o "efeito Kirlian". Em seu tempo o casal patenteou muitas invenções para fotografar o brilho e capturou várias imagens do mesmo. Com o tempo, eles perceberam que as imagens variam de pessoa para pessoa.

A partir da intensidade do brilho, os Kirlians conseguem determinar a atividade total do corpo, a eficiência de diferentes drogas e tratamentos, bem como do estado dos órgãos e sistemas . Hoje, o método GDV (em portugues, Visualização da Descarga de Gás, desenvolvido pelo físico Dr. Korotkov) é muito bem desenvolvido e pode ser usado para realizar uma análise geral de todo o corpo. As fotos são qualitativamente e objetivamente interpretadas, reduzindo o risco de erros médicos. A eficácia dos diferentes tratamentos podem ser detectadas individualmente.


kirlian effect

O método GDV é baseado em emissões de luz que aparecem em campos eletromagnéticos de alta tensão. Se fosse aplicado no auxilio ao diagnóstico tradicional, então, os médicos não só poderiam facilmente realizar diagnósticos comuns em um curto espaço de tempo, mas também identificar as doenças que podem ocorrer no futuro. Isso pode melhorar muito a qualidade do atendimento preventivo.

É desnecessário dizer, que na antiga medicina oriental o conceito de aura é muito bem compreendido e comumente aceito. Práticas orientais , tanto médicas quanto espirituais , são inicialmente dirigidas a corrigir a aura, ou seja, o corpo espiritual ao invés da física. Recuperação em um nível físico, portanto, é apenas uma consequência de equilibrar a aura. Estes textos antigos também oferecem uma análise muito detalhada do corpo espiritual - os centros de energia, meridianos, canais, etc.

Fonte: Learning Mind - Japanese Scientists Prove That Auras Actually Exist

segunda-feira, 3 de março de 2014

Enorme objeto próximo a Júpiter vem em nossa direção

Créditos: Ufos Online



Fonte Original: StephenHannardADGUK

Resultados da Geoengenharia: Análise Releva Alto Índice de Alumínio em Amostras de Água da Capital de Santa Catarina

Créditos: Blog A Nova Ordem Mundial

Chemtrail, Ameaça Real no Brasil 

Pois bem, não é de hoje que venho alertado as pessoas de todo o Brasil para o perigo pelo qual estamos silenciosamente passando. A Geoengenharia Estratosférica de Aerossóis (SAG) já é uma realidade há mais de 20 anos e desde 2009 vem se intensificando nos países de terceiro mundo, principalmente no Brasil, na região Centro-Sul. Trata-se da dispersão de aerossóis na alta atmosfera. Isso é feito por aviões comerciais adaptados e já se sabe que os principais elementos químicos pulverizados são o Alumínio, o óxido de Alumínio, o Bário, o Estrôncio e o manganês.

As primeiras amostras foram recolhidas nos EUA na Califórnia, em Shasta Country no início de 2000. Francis Mengels, Bacharel em Ciências de Engenharia Florestais, mestrado em zoologia, um conservacionista do solo e biólogo aposentado que trabalhou durante trinta e cinco anos para o Serviço Florestal dos EUA, alertou sobre o rápido declínio dos peixes nos rios e córregos onde foram feitos os testes. Mengels apresentou um riacho que havia oferta abundante de peixes há alguns anos atrás. Porque a dieta principal dos peixes no rio é de insetos aquáticos, ele executou um método de amostra-padrão para medir a quantidade de insetos presentes no rio.


As amostras colhidas antes das pulverizações de Chemtrails havia em média 1000 insetos aquáticos. A atual amostra rendeu apenas 31 insetos. Uma queda espantosa de 96%. Mengels afirmou que os peixes sobrevivem de insetos, então eles estão morrendo de fome. Este rápido declínio na quantidade de insetos é provavelmente devido às mudanças químicas da água. As únicas alterações no rio que Mengels está consciente são aumento dramático de alumínio, bário e estrôncio, que ele acredita ser proveniente das pulverizações atmosféricas (geoengenharia).


Depois de mais de três anos de intensas operações de geoengenharia na capital de Santa Catarina, os primeiros resultados de análises que agora estão saindo, indicam, não por coincidência, o acúmulo das mesmas substâncias ora analisadas nas amostras do estado da Califórnia, principal estado vítima da geoengenharia nos EUA. E a substância química encontrada em excesso não podia ser outra se não o Alumínio, principal elemento usado nas operações de geoengenharia global.

 Vejamos a matéria apresentada pelo Diário Catarinense, onde ele revela o aumento do alumínio, mas não relaciona as causas com a geoengenharia global:

Água de Florianópolis tem níveis de alumínio acima do recomendado pelo Ministério da Saúde

A pedido do Diário Catarinense, um laboratório testou a água de Florianópolis em cinco pontos da cidade e constatou valores de alumínio acima do recomendado pelo Ministério da Saúde. No centro, em Coqueiros, no Continente, e no Rio Tavares, no Sul, o valor é quase três vezes acima do permitido. Os bairros Barra da Lagoa, no Leste, e Ingleses, no Norte, também fizeram parte do estudo. Pesquisas ainda em andamento investigam as relações do produto com o surgimento de doenças como depressão, Parkinson e Alzheimer.


As irregularidades da água são a conclusão de um trabalho feito pelo QMC Laboratório de Análises, credenciado à Agência Reguladora de Serviços de Saneamento Básico do Estado de Santa Catarina (Agesan). De acordo com a bíoquimica do Laboratório Municipal de Florianópolis Eliana Maria de Almeida, o alumínio é um metal pesado de efeito cumulativo incorporado aos órgãos do corpo humano.

O presidente da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental Afonso Veiga Filho explica que as alterações nos níveis de alumínio da água não costumam ser comuns nas cidades brasileiras.

— O produto é usado no tratamento da água, pois o sulfato de alumínio auxilia na coagulação dos materiais em suspensão, para separar as impurezas presentes na água. Se o problema for eventual, não chega a acarretar problemas maiores — explica.

Insuficiência de cloro também é apontada pelo estudo 

O relatório encomendado pelo DC apontou irregularidades nos níveis de cloro em dois bairros da capital catarinense. Na Barra da Lagoa, no Leste, a concentração é de menos da metade do exigido por lei (0,07mg por litro, quando o MS estabele o mínimo de 0,2mg). No Rio Tavares, no Sul, a concentração é de 0,17mg.

O engenheiro sanitarista Rodrigo Fagonde Motta chama atenção para a contribuição do cloro abaixo do recomendado para o surgimento de enfermidades como o hipotiroidismo, aumento de peso e fadiga.

O que diz a Casan 

Responsável pelo setor de qualidade de água, o engenheiro da Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan), José Luciano Soares, contesta o estudo.

— Os resultados apresentados pelo QMC não são verdade absoluta, pois foram coletas pontuais e o relatório da Casan apresenta um histórico de resultados mais representativos para uma análise geral da água da cidade — contesta o técnico da companhia.

Segundo o especialista, a alteração é registrada em altas precipitações, pois nestes casos a quantidade de alumínio é aumentada para remover cor e turbidez da água.

— Como o metal é solúvel, somente mudando a tecnologia atual da Estação de Tratamento de Água seria possível diminuir esses valores. A Casan está investindo em obras de infraestrutura nas unidades de tratamento para aprimorar o processo e garantir que o produto chegue ao consumidor dentro dos padrões estabelecidos pela legislação — explica José Luciano Soares.  



Fonte: [Resultados da Geoengenharia] Análise Releva Alto Índice de Alumínio em Amostras de Água da Capital de Santa Catarina

Astrólogo Russo Previu em 2011 a 3ª Guerra Mundial com início em 2014

Créditos: CbNews 

O astrólogo russo Pavel Globa previu em 2011, que 2014 seria o início da terceira Guerra mundial. Nostradamus também previu uma guerra entre Estados Unidos, Rússia e a Europa. Ele foi mais longe e previu a Guerra para depois dos Jogos de Inverno de Sochi.

Agora resta ver a revelação Pavel Globa vai se realizar ou não, mas considerando agitação civil e militar em curso na região da Crimeia envolvendo Rússia, União Europeia, Reino Unido e Estados Unidos, as previsões já estão se confirmando.

Em 2011, Pavel Globa fez previsões para o futuro próximo e distante. Por exemplo:  previu os terremotos no Japão e o início da terceira Guerra Mundial para 2014.

Ainda em 2011, Pavel Globa disse:

” A guerra deve começar em março de 2014 ou durante os Jogos Olímpicos de Sochi. É também possível que a guerra comece cinco dias após o fim de jogos ” . No entanto, ele não especificou em que país começaria essa guerra.

As tropas russas começaram a intensificar seus movimentos de ocupação em 28 de fevereiro, ou seja, apenas 5 dias depois dos Jogos Olímpicos de Sochi. Ou seja ou Pavel Globa tinha muito conhecimento do caldeirão russo ou suas previsões realmente estão certas e teremos mais uma guerra mundial.

Jornalistas russos dizem que Globa tinha previsto, entre outras coisas, a queda da URSS, o desastre de Chernobyl e os ataques terroristas do WTC em 11 de setembro de 2001, nos Estados Unidos.

A revelação do astrólogo sobre a Guerra parecia improvável, mas veio a invasão russa na Crimeia, e se tudo for confirmado o mundo está perdido.