terça-feira, 3 de maio de 2011

O Vaticano e sua relação "britanica"

Créditos ao Blog Liberdade Mental

A base integral da http://www.blogger.com/img/blank.gifcultura e lenda "Britânica" provêm dos fenícios (adoradores dos Nagas). A cruz vermelha de São Jorge (Inglaterra) e as cruzes de Santo André (Escócia), São Patrício (Irlanda), e as insígnias da Escandinávia, eram todas carregadas como estandartes sagrados de vitória pelos fenícios. A cruz vermelha era a cruz de fogo, um símbolo ariano-fenício para o Sol, como era a Suástica, mais tarde usada pelos nazistas. O símbolo britânico clássico da Britânia provêm da deusa rainha fenícia chamada Barati e do deus rei chamado Barat. Esses dois traçam um paralelo com os mesmos deuses babilônicos Nimrod e Semiramis.

Um dos maiores centros dos arianos-hititas-fenícios era a Cilicia na Ásia Menor e aqui Barati era adorada como Perathea e mais tarde como Diana. O clã da elite "real" dos arianos era chamado de "Os Barats". Os Vedas indianos dizem que o rei Barat deu seu nome à raça Dinástica da qual ele foi o fundador, e o termo Barat era usado pelos Vedas como Brithat ou Brithad A Divina - com uma semelhança aos termos Britain e British.

Parat, Prat e Prydi, são alguns de outros derivados de Barat. A forma original era Barat-ana ou Brithad-ana. O sufixo ana em hitita-sumeriano significa ANE em escocês e mais tarde ONE (um) em inglê. Barat-ana ou Briton portanto significa "Um dos Barats" (Bruits), ou seja Britânia, que faz um paralelo com as mesmas entidades Semiramis (estátua da liberdade) da Babilônia e Isis do Egito antigo.


Vamos ver as fotos do Vaticano vistas de ângulos que normalmente não vemos. Nessa foto abaixo vemos o pátio do Vaticano com um Obelisco bem no meio. O obelisco é um símbolo fálico do Egito antigo. Isso ajuda a explicar porque o cristianismo é tão Patriarcal. Os obeliscos possuem uma relação primitiva com o Culto Solar.



No centro do Pátio vemos uma Cruz, e sua semelhança NITÍDA com a bandeira Britânica/Inglesa. Fazendo um paralelo com a Cruz do Zodiáco, percebemos o Obelisco ao centro como Símbolo Solar. Talvez isso ajude na compreenção da ligação do cristianismo e a religião do Egito Antigo. Assim, temos Jesus como a deidade solar do cristianismo, ou seja, a base ou centro de sua fé pagã. Percebemos então, que os nomes foram mudados, mas a simbologia permanece.



Veja na foto abaixo como o Vaticano visto de cima é parecido a um buraco de fechadura. Porque será?




Nessa foto abaixo repare na "seta" em vermelho e pra onde ela está apontando.


Agora note a semelhança com a bandeira nazista.


O termo Suástica provêm da palavra sânscrita, svasti que significa "bem-estar", e era considerada um símbolo positivo até os nazistas a inclinarem tornando-a um símbolo de destruição. A Suástica, assim como de para os fenícios, foi também um símbolo sagrado para o hinduísmo, que representava o SOL ou Brahma (um deus hindú - Abraham/Abraão). Como sempre, notamos a importância do Sol em todas as culturas antigas. Claro, ele é a Singularidade, o NÚCLEO de nosso Sistema Planetário.


Abração!


Links complementares:
http://www.jordanmaxwell.com/

Sindrome das marionetes
http://bloglaurabotelho.blogspot.com/2011/04/sindrome-das-marionetes.html

Vatican Secrets EXPOSED! Jordan Maxwell
http://www.youtube.com/watch?v=5p_rrTs_WfQ

http://projectavalon.net/lang/pt/whats_new.html

http://www.bibliotecapleyades.net/biblianazar/esp_biblianazar_jehovah10.htm

http://www.spectrumgothic.com.br/ocultismo/simbolos/cruz_simbolismos.htm

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...