terça-feira, 6 de abril de 2010

A Cura

Créditos de: Saúde Perfeita

"O que não se usa, atrofia"
"Não existe efeito sem causa"


Para se curar qualquer problema de saúde (física ou mental) que surge em nossa vida, basta remover a causa responsável pelo surgimento do problema (que é o efeito devido a essa causa). Isto é óbvio, mas poucas pessoas implementam este procedimento na prática, mesmo sabendo que não existe efeito (problema) sem causa. Por que isso ocorre? Geralmente é porque não se faz uma análise correta da situação e, quando se faz, o mau hábito (responsável pelo surgimento do problema) já se tornou um vício de difícil erradicação.

Quando se quebra uma perna e a imobilizamos (com gesso) durante um bom tempo, ao retirarmos o gesso a perna sofreu uma atrofia, por falta de uso. Isso pode nos dificultar o andar (problema). Se exercitarmos frequentemente o nosso bíceps, ele se hipertrofia (aumenta de tamanho) e nós ficamos um "muque" bem saliente. Se formos a uma academia de ginástica para exercitarmos frequentemente todos os músculos do corpo, ficamos com todo o corpo musculoso, com todos os músculos hipertrofiados.

Todas as pessoas obesas (com excesso de peso) possuem esse excesso de substâncias corporais devido à inserção de substâncias (também em excesso) sólidas e líquidas pela boca, através da chamada alimentação. Diminuindo-se o volume excessivo se alimentos ingeridos (que é a causa da obesidade) diminui-se a obesidade. Por que os obesos geralmente não fazem isso? Porque a alimentação excessiva já virou um vício de difícil erradicação (por estar vinculado a um grande prazer). Portanto, uma forma óbvia de se eliminar a obesidade é fazer jejuns alimentares periódicos.

O câncer, em qualquer parte do corpo, é uma multiplicação excessiva e desordenada de células do próprio corpo, aumentando o volume de substâncias presentes no local afetado. Esse volume em excesso tem, como origem inicial, a alimentação (física e mental) dessa pessoa. Portanto, diminuindo-se o volume (e, também, melhorando a qualidade) da alimentação bucal e eliminando-se os pensamentos (e consequentes sentimentos) negativos (que constitui a alimentação mental), o câncer passa a não ter mais elementos disponíveis para o seu crescimento. Portanto, também neste caso, o jejum alimentar periódico ajuda na eliminação de qualquer tipo de câncer.

Com o avanço da idade, os homens costumam ter um aumento do volume da próstata, o que costuma ser chamado de Hiperplasia Prostática Benigna (HPB). Ela pode ser sentida como uma maior dificuldade de micção, com uma saída da urina através de um jato menos potente. A HPB pode evoluir para um câncer de próstata. Por que a próstata aumenta de tamanho e o que fazer para reduzir o seu tamanho?

A próstata é uma glândula interna que possui músculos. Da mesma forma que o nosso bíceps aumenta de volume quando exercitado rotineiramente, a próstata também irá aumentar de volume, quando exercitada com bastante frequência. Quando é que exercitamos a próstata? Através da atividade sexual ! Quando o homem ejacula, parte do líquido ejaculado é fabricado pela próstata. Portanto, quanto menos o homem ejacular, menor é a probabilidade de a sua próstata crescer. Convém lembrar que é possível ter relações sexuais normais sem chegar à ejaculação, praticando o que se chama de transmutação (ou magia, alquimia) sexual. Obviamente, uma menor ingestão alimentar bucal também irá contribuir para evitar um crescimento excessivo da próstata. Portanto, o jejum rotineiro continua sendo uma boa técnica para tentar evitar o aumento do volume prostático.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...