sexta-feira, 9 de abril de 2010

Pesquisadores acreditam que o encontro do Grupo Bilderberg de 2010 ocorrerá na Inglaterra

Via: O Libertário
Fonte: www.prisonplanet.com
Tradução automática

Paul Joseph Watson
Prison Planet.com
Quinta-feira, 8 de abril, 2010

Com a rápida aproximação da conferência 2010 do Grupo Bilderberg, o consenso parece indicar que o Reino Unido ou a Irlanda será o provável local para o encontro anual da elite global.
Com a Comissão Trilateral definida para reunir-se em Dublim, na Irlanda, a entre 7 e 9 de Maio, alguns acreditam que seja padrão ambos (Bilderbergs e a Comissão Trilateral) se encontrarem na mesma localidade.
Sleuths no fórum Bilderberg.org também observou que o Fórum Econômico Internacional das Américas, que este ano cai em junho entre 7 e 10 geralmente ocorre pelo menos três semanas após a conferência de Bilderberg se este tem lugar na Europa Ocidental, o que significa que este ano o encontro seria provavelmente em meados de maio.


"Se o padrão acima existe, Bilderberg 2010 será em algum lugar na Europa Ocidental e as ilhas britânicas no fim de semana de 14 de maio.
Se ocorrer na América do Norte, que parece menos provável, seria o fim de semana de 4 de junho", escreve um pesquisador.

Outros têm sugerido início de junho como data da reunião da Comissão Trilateral provavelmente porque a convocação ocorrerá mais tarde que o habitual este ano - que normalmente realizar sua conferência, em abril.

O facto de Bilderberg tem ocorrido fora da América do Norte duas vezes nos quatro últimos anos sugere que a Europa será escolhida como destino neste ano.
Bilderberg foi modificada pela última hospedado no Reino Unido em 1998, quando a reunião foi realizada na Escócia.
Antes disso, o Reino Unido foi palco em 1986 e 1977. O hiato de 12 anos desde a última reunião no Reino Unido sugere que é hora de as ilhas britânicas serem o anfitrião mais uma vez, pois nunca houve um período de mais de 12 anos entre as conferências no Reino Unido desde que o Grupo Bilderberg foi formado em 1954.

O Reino Unido também surge como uma localização possível porque coincidiria com as eleições gerais do Reino Unido, que deverá ter lugar no dia 6 de maio. "Eu diria que a reunião terá lugar antes dessa data e que Cameron, que está relacionado à aristocracia escocesa, seriam convidados e, posteriormente, selecionados para o poder", escreve outro pesquisador.

Existem rumores de que o presidente Obama participou da conferência de 2008 antes de sua vitória nas eleições no final daquele ano.
Há inúmeros casos em que primeiros-ministros e presidentes passaram a se tornar líderes logo depois de participar de reuniões do Bilderberg, os exemplos mais notáveis são Bill Clinton e Tony Blair.

Johnson e John Kerry candidato em 2004, John Edwards também foi ungido pelo grupo depois que ele fez um discurso brilhante durante a conferência em 2004.
Os membros do Grupo Bilderberg ainda quebraram as regras da casa ao aplaudir Edwards, no final de um discurso que ele deu aos elitistas sobre a política norte-americana. A escolha de Edwards foi chocante para os especialistas de mídia que esperavam Dick Gephardt para garantir a posição.
The New York Post informou que ainda Gephardt tinha sido escolhido e adesivos "Kerry-Gephardt" estavam sendo colocados em veículos da campanha antes de ser removido quando Edwards foi anunciado como o número dois de Kerry.

Um relatório de 2008 do jornal Português destaca o fato de que Pedro Santana Lopes e José Sócrates participaram na reunião de 2004 em Stresa, Itália, antes de se tornar primeiro-ministro de Portugal.

O principal fator que vai contra a conferência ser realizada no Reino Unido é a preferência dos Bilderberg para a privacidade como a consciência crescente da sua agenda e atrai mais atenção da imprensa e de manifestantes.
Embora a imprensa do Reino Unido não pode ser invocada para dar ao caso a atenção que merece, não há dúvida de que centenas de cidadãos do Reino Unido saberão sobre onde a reunião está ocorrendo para se manifestarem.

Recentes reuniões Bilderberg no Canadá, Turquia e Grécia foram as que atraíram significativo interesse da mídia, bem como numerosos protestos.
Na verdade, é irônico que Bilderberg têm confiado na mídia americana como a mais flexível na medida em que rotineiramente faz quase nenhuma cobertura que seja para um evento que atrai 200 ou mais das pessoas mais influentes do planeta.
A conferência de 2008, em Chantilly, Virgínia foi acompanhada por um blackout quase universal da mídia em nome da imprensa dos Estados Unidos.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...