segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Texto: Desperte, Agora

Autor: Blog InfoWorld
Com contribuição do Blog Wake Up!

Vamos pensar um pouco, digamos que tudo o que você sabe sobre o sistema e a sociedade em que vive, não seria considerado errado, mas sim, uma mentira altamente planejada pelos homens considerados "iluminados", as 13º famílias mais ricas do mundo, que de geração em geração vem implementando tecnicas de controle da mente, através do medo e da ignorância. Nossa mente é literalmente bombardeada, cheia de mentiras sobre você, sobre o verdadeira lado real da história, enfim sobre o mundo em que vivemos, tudo isso foi planejado a milhões de anos e que está ocorrendo agora mesmo, pelas forças negativas, no qual querem conquistar o mundo, eles querem controlar tudo, realmente tudo. Se isso ocorrer, caminharemos para a autodestruição. Se cada um de nós despertarmos, entao esse planeta viva a maior transformação que talvez ele ja tenha passado.

Se deixarmos tudo como está, ficaremos nesse mesmo padrao de fome e miséria, vamos acabar morrendo e mundo continuará a ser controlado por eles, seus filhos, netos, também vão ser, porque a sociedade, só se importava com o ato de consumir, trabalhar e esperar que a mídia "pense" em seu lugar, que fazem tudo aquilo que as pessoas que controlavam nos bastidores mandavam, ou seja, era passar medo e fazer com que você acredite na informação falsa, uma visao "casca de ovo" da vida, como diria o Icke.

Ou poderemos ir para o outro caminho, abrindo-se para a verdade e a divulgando, nao a impondo mas apenas divulgando, deixando a escolha para quem a ver, como por exemplo, o sistema bancário, sobre como funciona o mundo, sobre as taticas de problema-reação-solução, você pode alertar as pessoas, fazer com que elas, despertem e olhem por de trás das cortinas e assim podemos espalhar essas informações, ajudando outros a trilharem o caminho da liberdade, soltando-se das amarras seccionais do sistema. Se nós agirmos juntos num só objetivo, podemos com certeza, vencer e a humanidade retomará seu poder de decisão sobre nosso destino.

Não podemos culpar somente a "elite", porque nós somos tão culpados quanto a eles, porque somos nós que os sustentamos, não podemos ficar com cara de coitados e sermos vítimas, fazendo uma nova guerra de "nós e eles". Sim, nós somos vítimas, mas vítimas de nós mesmos, aceitando tudo o que vemos em vez de fazermos escolhas, continuando a alimentar esse sistema e aos poucos nós entregamos para eles a nossa liberdade, em um padrao onde alguns guiam bilhoes, e seu rebanho segmentado e regido pela policia de nós mesmos. Essa decisão parte do principio de que todos nós criamos a realidade, e todos nós podemos mudá-la, partindo do individuo para o coletivo, nao na base da "luta pela liberdade", mas sim na ESCOLHA pela liberdade.

A hora é agora, essa é hora de nos libertarmos, tomos somos livres, podemos mudar o passeio quando queremos, como diria Bill Hicks. Somos uma grande consciencia vivendo eternamente no caminho evolutivo. Continuemos nossa jornada, vamos lá pessoal, nós podemos mudar nossa realidade, eles têm ódio, nós temos o amor e assim vamos conseguir e teremos um futuro digno da expressão humanidade.

Algumas frases para refletir:

"Nós somos o que pensamos e o mundo é aquilo que todos nós pensamos" - David Icke

"Toda a matéria somente é energia condensada a uma vibração lenta. Então nós somos todos uma consciência que se experimenta subjetivamente. Não há nenhuma tal coisa como a morte. A vida é só um sonho. E nós somos a imaginação de nós mesmos." - Bill Hicks

Abraços

sábado, 29 de janeiro de 2011

A partir de abril/2011, lei da UE poderá retirar a internet de quem postar algo "ofensivo" ao estado

Créditos do Blog: Laura Botelho
Via: Blog Infoworld

Site com a informação original (em romeno): http://www.agentia.org/teoria-conspiratiei/ue-te-deconecteaza-de-la-net-daca-scrii-impotriva-puterii-8080.html

União européia te desconectará da rede,
se você postar qualquer coisa que fira a ordem e
vá contra o poder vigente.

Já baixaram leis e diretrizes para com a nossa alimentação - suplementos alimentares (Codex Alimentarius), com os medicamentos naturais (versos os sintéticos das farmácias) – nossa saúde física - e agora com a informação na WEB – nossa saúde mental - pois precisamos de informação, conectividade, mais que qualquer outra coisa nesse momento

A liberdade de expressão está no fim ou pelo menos cerceada. Estamos com as mãos atadas – temporariamente. Daremos um jeito de virar a mesa. Sempre temos uma saída.

O fato é que estou correndo com o que tenho que expor aqui. Vou acelerar minha informação daqui para frente. Peço que os amigos Blogueiros, façam o mesmo.

Perceba que nossa maior fonte conhecimento sobre tudo que está surgindo vem da Europa. Eu faço minhas pesquisas de fontes da Romênia, França, Alemanha, Inglaterra... e tudo isso será bloqueado, sem aviso prévio.

Já sabíamos que essa armação do Wikileaks era a peça fundamental para que eles pudessem ter um “motivo”, (mesmo que sem cabimento) para cortar nossa fonte, nossa troca acelerada de mensagens.

Tudo está seguindo conforme a AGENDA. Eles sabem que terão que evitar de alguma forma que mais e mais humanos despertem antes do BUUUM!

A nova lei que será aprovada (sem sombra de dúvida em abril) estipula que "qualquer cidadão da UE (por enquanto) pode ser desconectado da Internet no provedor de rede se postar em site, blog ou em qualquer outra forma de informações ou referências, que possam ser consideradas ofensivas para o Estado ou qualquer pessoa ou grupo de pessoas (...)

Os meios eletrônicos de informação utilizados serão suspensos ou excluídos pelo operador de hospedagem.

Essa imagem eu montei
Resumindo: o indivíduo que for contra o Estado ou contra as ações de um grupo de pessoas terá acesso limitado à rede, ou mesmo proibido temporária ou permanentemente a ela.

Caso você publique algo que eles julguem “ofensivo” postado em comentários de sites de terceiros, aqueles que possuem estes sites serão obrigados a apagar as mensagens ou imagens postadas.

Já viu que eu dancei nessa, pois muitas imagens eu mesma monto...

Isso não é tudo. O cidadão estará sujeito à legislação em vigor por difamação e calúnia, violação das leis etc. De acordo com cada país individualmente.

A internet nos foi dada pelos positivos como um meio rápido de expressão livre e dinâmica para acelerar nosso despertar, nossa evolução, e isso eles não esperavam...

Assim como um veneno pode nos matar, o mesmo veneno também pode nos curar. Essa é a lei do universo – o equilíbrio sempre – e essa eles não esperavam...

Laura Botelho
Mais Informações você encontra em
Blog Laura Botelho

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Texto: Filhos do Sol

Créditos do Blog Laura Botelho

"O conhecimento é o processo de acumular dados; a sabedoria consiste na sua simplificação". Martin H. Fischer

http://2.bp.blogspot.com/_wiL90e2EcTo/TT3jazAJDTI/AAAAAAAAPjY/jMC4Dp_JknE/s1600/skull.jpg

A palavra
pessoa provém do latim per + sonare, que significa ressoar, fazer eco. Com efeito, persona seria uma espécie de máscara que os antigos atores teatrais em Roma utilizavam durante a representação, a fim de que sua voz ou o da personagem fossem identificados.

A etimologia da palavra personagem é a forma etrusca "phersu", que aparece em duas inscrições alusivas a pessoas mascaradas. Com o tempo, a palavra "persona" passaria a designar o próprio papel representado pelo ator.

Mas diante da máxima que descreve cada pessoa como um ator a cada dia onde representa um ou vários papéis nesta vida, o vocábulo passou a designar o próprio ser humano.

Essa semana estava revendo um dos episódios da trilogia do personagem Indiana Jones - THE KINGDOM OF THE CRYSTAL SKULL. Nos últimos minutos do filme várias palavras me chamavam a atenção.

Como um arqueóloga sedenta de curiosidade, saí correndo para internet para ver o que havia ali que eu não estava vendo – a informação é sempre dada, temos apenas que torná-la menos complicada – nítida e de fácil compreensão.

Akator – disse Indiana Jones.
AKAKOR – é palavra mais certa. Não sei por que usaram de outra forma, mas o mais encontrado em pesquisas é Akakor.
Diz-se que o Akakorianos eram uma raça superior, como os atlantes e nos deixaram informações que narram a história mais antigas do mundo, desde o seu início na zero hora, quando os deuses nos deixaram até o momento atual.

Esses registros foram escritos em um texto hieroglífico chamado "roteiro dos antepassados". Os sacerdotes Akakorianos profetizaram que "os bárbaros brancos acabarão por descobrir Akakor e lá irão encontrar sua própria imagem no espelho, assim, o círculo será fechado".


Essa idéia foi retratada no filme quando Indiana Jones estava no centro do circulo e diante dos 13 deuses de Akakor.

Logo após a segunda catástrofe mundial, os deuses voltaram a Akakor, mas apenas alguns. Apenas dois irmãos ficaram: Lhasa e Samon

Enki e Elin estão em todas as áreas do Globo terrestre, identificados por culturas afastadas umas das outras e com nomes diferentes, mas podemos identificá-los claramente na forma como organizaram o mundo.

Lhasa (um dos irmãos) foi o inovador decisivo para acivilização Ugha Mongulala, supostamente construiu Macchu Picchu como um posto avançado desse Império, mais uma fortaleza subterrânea altamente protegida em uma localidade inacessível, durante os 300 anos do seu reinado.

Antes de partir para seu planeta convocou os anciãos do povo e os mais altos sacerdotes para passar suas leis para eles, e o que lhes reservava o futuro, tal qual fizeram com “Noé”.

A primeira grande catástrofe deu à superfície da uma nova Terra. Continentes foram inundados. O Rio Grande foi substituído por uma nova linha de montanhas e correu rapidamente agora para o Oriente. Em suas margens nasceram e cresceram grandes florestas com propagação do calor úmido sobre as regiões orientais do império. No Ocidente, onde tinham surgido montanhas enormes, as pessoas se congelaram no frio das grandes altitudes. A grande catástrofe causou uma devastação terrível, como havia sido anunciado pelos deuses.

Os deuses ordenaram que as pessoas vivessem de acordo com os mandamentos dos Deuses obedecendo sempre ao legado deixado por eles. Segunda a descrição de sua partida, Lhasa subiu a Serra da Lua, que pairava sobre Macchu Picchu, e em seu disco voador retiraram os seres humanos. (talvez escravos)

A lenda de Akakor recebeu uma dimensão inteiramente nova, quando Karl Brugger, um jornalista, escritor alemão foi assassinado em frente a um restaurante no Rio de Janeiro, em 01 de janeiro de 1984 por um misterioso "assaltante" que nada roubou disparando uma rajada de balas de uma Uzi calibre 9mm.

Karl estava justamente se preparando para sua última expedição, a qual finalmente iria penetrar na tal misteriosa cidade e concluir o restante de seus achados em novos livros. Ele buscava à cidade perdida dos "deuses" – Akhakor - nos confins da Selva Amazônica Brasileira, mas pelo visto atraiu a atenção daqueles que não queriam que ele revelasse mais nada, após seu último livro.

O título do livro de Karl - A crônica de Akakor – retrata as histórias da tribo Ugha Mogulala da Amazônia (que também faz uma aparição no filme de Indiana Jones). O conteúdo do livro é oriundo de uma entrevista do Jornalista Karl em 1971 com um decendente dessa tribo Ugha Mogulala, chamado Tatunca Nara - filho de um soldado alemão com mãe índia. O índio falava perfeitamente alemão, além de outras línguas.

Na Segunda Guerra Mundial (1939-1945) Adolf Hitler, enviou para expedições cientistas e militares à Amazônia brasileira justamente de modo a tentar encontrar as tais cidades dos deuses (AKAHIM, AKHANIS e AKHAKOR) Cerca de 2 mil alemães foram mandados para o Brasil e nenhum deles jamais retornou.

Tatunca Nara não é um índio qualquer - é um príncipe, segundo ele - e que na região amazônica existiam nada menos que 3 cidades importantes habitadas por seu povo, chamadas Akahim, Akakor e Akanis. Aparentemente, Akahim e Akakor eram / são ligados através de uma passagem subterrânea.

Tatunca alegou que o ano zero das histórias de sua tribo seria por volta de 10.481 aC. Segundo Tatunca, os Ugha Mongulala foram escolhidos pelos "deuses" para serem os “guardiões do planeta” até sua volta. Segundo seus registros, os mogulalas estariam no continente americano há mais de 12 000 anos

Claro que a ciência desqualifica essa idéia, pois iria contra toda a baboseira que nos ensinaram desde o Jardim de infância dizendo que não havia “civilização” na América do Sul.

E eu ainda me vesti de índio para encenar o “descobrimento do Brasil...”

Esses Deuses vieram de um sistema solar conhecido como "Schwerta", e assim que chegaram construíram um sistema de túneis subterrâneos na América do Sul. O índio Tatunca contou que todas as outras cidades foram completamente destruídas na primeira grande Catástrofe 13 anos após a partida dos Deuses.

Aos Ugha Mongulala foram dadas pedras especiais para "ver" em qualquer lugar na Terra e para registrar os principais eventos do planeta, pois novamente a Terra sofreria mudanças em seu ambiente de maneira catastrófica. Os Maias sabiam disso...

Uma narrativa que cabe perfeitamente no quadro (mais uma peça do quebra cabeça) quando a gente tem a história desde o começo. Tudo fica perfeitamente cabível quando sabemos sobre como Atlântida se deslocava e o Dilúvio proveniente desse deslocamento incluindo as mudanças climáticas no planeta de tempos em tempos.

Tatunca ainda acrescentou que havia um Grande Templo do Sol, que continha documentos, tais como mapas e desenhos que contam a história da própria Terra.


As 13 cidades subterrâneas e suas civilizações foram deixadas para trás pelos deuses quando os sinais de mudanças com o SOL se faziam presentes. Eles nunca ficam quando a coisa fica feia...

A primeira cidade, Akanis, foi construída em um lugar onde os dois oceanos se encontram (Panamá?). A segunda foi Akakor (ano 7.315 aC) e estava muito acima do rio Purus, em um vale no alto das montanhas da fronteira entre Brasil e Peru: A cidade inteira era cercada por um muro de pedra alto com 13 portões, segundo o índio alemão.

26 cidades menores de pedra foram construídas em torno de Akakor, incluindo Humbaya Paititi e na Bolívia, Emin, Cadira na Venezuela, etc. As mais recentes cidades foram Cuczo e Macchu Picchuessas como são visíveis ninguém discute sua localização, mas também não sabem dizer para onde foram seus habitantes.

Índio Tatunka Nara sustenta que seu povo se dividiu após a invasão dos espanhóis se espalhando por várias regiões. Uma parte para a ilha de Páscoa, outra para o que é ho­je o Acre, alto rio Solimões, e mais um grupo, finalmente, para o norte do rio Negro, na região da serra do Gurupira.

Ninguém sabe realmente o que há por baixo daquele manto verde e rugoso, lindo e poderoso que é a floresta Amazônia. Pouco ou quase nada nos é dito ou acrescentado nas escolas a não ser sua geografia. Gravar nome de afluentes é uma maneira idiota de se manter alguém ocupado. Uma estratégia mental para desviar de outras perguntas.

Cabeça do Cachorro é uma área situada no extremo noroeste do Brasil, Estado do Amazonas, fronteira com a Colômbia. É assim conhecida por causa do desenho formado pela linha da fronteira brasileira com seus países vizinhos, que lembram o formato da cabeça do cão, quando está com a boca aberta.

Cabeça de Cachorro é uma área imensa, um "vazio cartográfico", de 1,8 milhão de quilômetros quadrados de floresta que nunca foi devidamente mapeado, que se estende do extremo oeste do Acre até o extremo norte do Amapá.

Relatos de pilotos que já sobrevoaram a região dizem ter visto, atrás da serra do Gurupira, formações que lembram ruínas e cavernas, tanto quanto as pirâmides, um acervo milenar.

Isso significa que 35% da Amazônia brasileira (uma área maior do que os sete Estados do Sul e do Sudeste) não possui informações básicas de cartografia, como altimetria de relevo, profundidade de rios e variações de cobertura vegetal - cruciais para o planejamento de defesa, desenvolvimento e pesquisa da região, segundo especialista nesse assunto.

Um espaço, um documento, uma herança geomorfológica de clima seco que hoje está sob uma roupagem de clima muito úmido, quando não estava na época em que os deuses mandavam por lá. Com o tempo houve uma modifi­cação climática brutal, abrangida pela umidificação pelo florestamento relativamente recente.

Isso aponta que durante o período qua­ternário (de 1 a 3 milhões de anos atrás), desde o fim do terciário (de 5 a 10 milhões de anos atrás) e por todos os períodos glaciais aconteceram cli­mas secos na Amazônia e estão voltando a esse estágio novamente.


Essas regiões tabus, onde precisamente se situam pirâmides e outros bizarros monumentos são facilmente rastreados por aviadores que cruzam o Brasil o tempo todo, mas não ganham voz quando o assunto é: “o que é aquilo lá embaixo?!”

Outra prova documental que nos faz pensar, foi obtida em 1944, por Waldemar Julsrud que descobriu acidentalmente um sítio arqueológico estranho em Acambaro, no México. A escavação do sítio rendeu mais de 33.500 pedra, cerâmica e artefatos de jade entre 4.500 aC a 6.500 a.C

A coleção conta com imagens de seres aquáticos como criaturas monstro, estranho animal com formas humanas, e uma série de outras criações inexplicáveis.

As figuras indicam uma possível associação entre humanos e dinossauros e seres reptilianos. A coleção de Julsrud após sua morte foi posta em armazém e lacrada - não aberta ao público.

Sem esquecer-se de mencionar o crânio de cristal utilizado no filme de Indiana Jones que é uma réplica do verdadeiro - batizado com o nome de Mitchell-Hedges - exatamente o primeiro deles descoberto pelo arqueólogo do mesmo nome, em 1924 nas ruínas de Belize, América Central.

Segundo o índio Nara, em Akahim existiria um objeto grande e muito antigo, entregue há milhares de anos aos sacerdotes Moguladas pelos “deuses vindos do céu”. Tal artefato, de acordo com as tradições, começaria a “cantar quando os deuses retornassem a terra”.

Será que já estão “cantando”? Eu juro que posso ouvir daqui...

Laura botelho

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Documentário: David Icke - The BigBrother, The Big Picture

Créditos do Canal favonom
Créditos pela Legenda: Canal ShaoHuaLong

"Big Brother, the big picture" do jornalista e escritor David Icke, palestra feita no final de 2008, com muita informação sobre o estado orwelliano escravagista que vem tomando forma nos dias atuais. Aproveite as informações ;)

Abraço à todos




































Documentário: A Matrix da Vida (em espanhol)

Créditos do blog Mirabilia

Excelente documentário sobre como se processa o poder da cura através de várias terapias e suas crenças.

O importante aqui é deixar claro que a “cura” como a conhecemos nada mais é que o retorno ao equilíbrio energético do organismo.

O poder de se organizar internamente provem da fé, da crença interna de que isso é possível.

As energias são muitas, mas basta que para isso você esteja aberto para a compreensão dessas mudanças em sua vida.

Assista a esse vídeo e mude sua maneira de ver a enfermidade. Ainda há tempo. Só depende de você. Há informação por toda parte, mas você terá que busca-la.


LA MATRIZ DE LA VIDA -www.reconexion.org - DOCUMENTAL COMPLETO - THE LIVING MATRIX from www.reconexion.org on Vimeo.

Texto: Medicina Cartesiana

Créditos do blog Mirabilia

A medicina ainda hoje se mantém cega e inalterada por anos e anos, limitando-se a velha física materialista de Newton – que prega que tudo deve ser provado com base em verificação estatística, um efeito que obedece a uma determinada causa. Tudo é justificável à luz da ciência, mas essa ciência – ou conhecimento – está muito, mas muito limitado,ultrapassado e controlado.

A medicina de hoje nos dá medo. E por que será? Não deveria, pois estamos avançados tecnologicamente para “resolver” todos os casos epidemiológicos, casos endêmicos que surgem na humanidade. O negócio todo é que quando eles “consertam” uma coisa, aparece outra pra complicar a vida “já controlada” do ser humano, por que será?

Você já observou que quando vamos a um médico vamos na realidade a um “especialista de enfermidade” e não a um “especialista da saúde”?

Não quero fazer críticas aos médicos de nenhuma classe, pois eles são seres humanos e não máquinas, e como seres que falham, e são passíveis de manipulação, como qualquer um de nós, quero destacar e apontar como essas pessoas, que escolheram seguir o ideal de ajudar ao semelhante a entrar em harmonia novamente, são manipulados pelo ambiente e não se dão conta, apenas seguem um padrão que foi imposto e exercido há alguns poucos anos atrás.

Tenho muitos médicos na família. Muitos amigos queridos, gente da área de saúde, e não seria justo acusá-los de nada, pois como disse antes, são seres fazendo as melhores escolhas, o melhor que podem dentro do seu plano de vida, de seu conhecimento.

A chamada medicina holística holístico refere se ao TODO - em algum momento da história da humanidade foi quebrada, partida, desmembrada, separada em partes... Basta fazer uma pesquisa básica sobre medicina alternativa em todo o mundo e veremos que ela tem base de milhares de anos atrás e sempre deu certo.

O momento de voltar a unir as partes é esse, e devemos rever em que momento da nossa história houve esse desvio e retornar ao caminho novamente. Urge essa mudança de comportamento.

Não temos muito tempo. Em muito breve não teremos prédios hospitalares, equipamentos sofisticados, medicamentos de última geração. Teremos que voltar a nos reeducar por si só, voltar ao equilíbrio do nosso corpo.

O verdadeiro terapeuta é você!

Quando estamos conscientes da nossa soberania sobre a nossa saúde, deixamos de necessitar de terapeutas. O enfermo é o único que pode curar-se. Nada pode fazê-lo em seu lugar. A autocura é a única medicina que cura. A questão é que o sistema trabalha para que esqueçamos a nossa condição de seres soberanos e nos convertamos em seres submissos e dependentes do sistema. Temos que romper as algemas.

Devemos buscar informação de como obter essa prática. E temos sorte ainda, pois ela está aí, disponível para quem quiser. Se você não vê ou não aceita outra visão sobre a nossa saúde é sua escolha.

Fazemos escolhas o tempo todo e estar atento a essas escolhas é que determina o grau de informação, a linha tênue entre ser realmente um médico, alguém que exerce a prática de manutenção e restauração do equilíbrio humano, ou apenas alguém que exerce uma atividade lucrativa que paga as contas do mês ou visa dar alguns momentos de alívio para alguém que lhe solicita.

Eu sei que muitos médicos respeitados até incentivam as pessoas a procurarem mudar suas formas de vida, sua alimentação, sua maneira de levar a vida, a família, e o trabalho ao invés de tomarem medicamentos, mas não entra na mente dessa gente isso, pois estão “condicionados” – foram programados desde o berço – a entenderem que sem remédios, não há cura! Não culpo os médicos...

Há um sistema de enfermidades controlando tudo
ao invés de um Sistema de Saúde.

Quem deve mudar a forma de pensar somos nós e exigir uma melhora na informação da saúde pública. Há inúmeras maneiras de equilibrar nosso corpo de maneira a retroagir um sintoma sem medicamentos alopáticos - não digo só a um simples resfriado - mas a qualquer tipo de sintoma que não apresentávamos antes de nascer.

Essa medicina cartesiana é burra e se mantém desinformada para manter um movimento obscuro do qual você não tem conhecimento - ainda.

Observe que ela só reconhece como científico o que se vê, o que toca, ou o que mede, e nega toda a conexão entre as emoções, o pensamento, consciência, o conjunto humano. Pessoas que sofrem dos mesmos sintomas (doença) são tratadas de forma igual, sendo ignorada a singularidade de cada um, a individualidade da experiência de cada um em relação ao ambiente que lhe afeta.

Entenda, não há “doença”, assim como não existe “cura” – são apenas SINTOMAS que expressam um pensamento estressado e conflituoso.

A Medicina Cartesiana, ou seja, aqueles que estão por trás dela, mentem quando dizem que as vacinas nos protegem, mentem quando dizem que a AIDs é contagiosa e mentem quando dizem que o câncer é um mistério sem cura. Pesquisem sobre isso.

Uma vacina pode provocar a mesma enfermidade para que se destina. Alguém lhe avisou sobre isso? Avisaram a você que a pessoa vacinada pode transmitir a enfermidade ainda que não esteja enferma? E que a vacina pode sensibilizar a pessoa perante a enfermidade?

Se procurarmos um profissional para nos queixarmos de um sintoma, do qual ele não tem como justificar estatisticamente, rotulará nossa enfermidade como “psicossomática” e nos dará uma infinidade de medicamentos para tentar “apagar” os sintomas. Mas observem um detalhe, somente aquilo que não se encaixa em suas pesquisas! Todo sistema que não se encaixa no modelo fornecido é psicossomático, segundo a medicina de hoje...

Acreditem, TODO SINTOMA (doença) É PSICOSSOMÁTICO!
"Homem, conheça-te a si mesmo, para poder conhecer
os deuses e reconhecer o Deus que habita em ti"
Hipócrates

O que Hipócrates sabia que não sabemos hoje?
Será que ele sabia que os sintomas não deveriam ser reprimidos e sim considerados como indicadores de um desequilíbrio, indicadores de que algo está errado na vida desse ser? Mas por outro lado, quem irá assumir que há algo de muito errado em sua vida? Devemos pensar antes de jogar a pedra...

Eu mudaria minha vida, meu estilo de viver, minha maneira de pensar, de se comportar para não adoecer com tanta freqüência? Pense nisso.
Será que eu teria forças para mudar aquilo que me faz mal, que me aborrece?
Será que ao invés de tomar PROZAC, uma aspirina, um antitérmico eu poderia rever alguns momentos de minha existência e ser mais flexível com tudo?

Nãoooo... isso é muito doloroso, é melhor tomar algo que faça tudo desaparecer da minha frente! Apaguem os “sinais” que indicam o caminho errado, pelo amor de Deus!

Ninguém quer mudar...

Não podemos culpar os médicos, mas podemos pedir a eles que revejam essa hipótese. Pedir que avaliem o TODO do ser, ao invés de apenas a “parte” que dói... Pedir que não avaliem nossa dor com base apenas em uma estatística, em números e análises químicas...

Devemos pedir que nos ouça e nos olhe nos olhos, nos abrace e nos convença que não temos nada de grave, que uma boa canja de galinha não cure. Pedir que aguardemos que o próprio corpo estimulará os sistema natural de desintoxicação e que acreditemos nisso.

Doutor, quando a coisa for muito simples, o efeito placebo é o remédio mais apropriado! Doutor acredite, mais de 80% dos tratamentos médicos utilizados hoje não foram rigorosamente testados e pesquisados por médicos especialistas no ramo. Mas quando se trata de um tratamento “alternativo” – esse deverá ser estudado e analisado antes de ser praticado ou vendido comercialmente.

Doutor, a indústria farmacêutica e as multinacionais são quem decidem o que se ensina aos futuros médicos nas faculdades e o que se publica e expõe nos congressos de medicina! Acorda!

Os hospitais públicos estão entregues as baratas - literalmente. Não há recursos para aquilo que só gasta e não entra nada!

O cartel farmacêutico se integra com os principais produtores mundiais de "comida" como a Nestlé, Kellogg, Proctor e Gamble etc. O Flúor que é colocado na água e em outros produtos é um supressor mental, bem como os adoçantes como o aspartame que você acha hoje em quase todas as bebidas suaves, chamadas Diet e Ligth... E você achando que depois de comer feito um elefante acredita mesmo que um refrigerante irá diminuir o peso da sua consciência? Acorda!

Estão modificando nossos organismos, nossos genes com alimentos tóxicos, com a água contaminada e o ar envenenado. Crianças recebem até 35 vacinas absurdas antes dos 7 anos.


Mais e mais crianças são diagnosticas com “desvio de atenção” ou um “Défic” cognitivo, pois “eles” não sabem como controlá-los. Já que estão saindo do padrão.

Então injete
Ritalin neles!

Essas crianças não querem ser carneirinhos como vocês!

Eu sei, temos muito MEDO de morrer, de perder a vida por uma dúvida infundada. Melhor crer nos poderosos... Mas quero deixar apenas mais esse último aviso. Pesquise sobre tudo isso, pois temos pouco tempo...

Laura botelho

Catástrofe na Região Serrana, Geopolítica e Novela

Créditos de Ecocídio

Alguém mais reparou no que realmente está acontecendo no Brasil, em especial no Rio de Janeiro?

P

A Globo sempre disse que em suas novelas, a vida imita a arte e a arte imita a vida. Esse é o segundo capítulo da mais recente telenovela. Sim, telenovela, pois não é própria Globo que está faturando alto e que continua transmitindo e nos entretendo com a desculpa de “informar” em tempo real da “maior catástrofe natural da história do Brasil”?

O paradoxo, quer dizer, paradoxo para a visão humanista - já que na visão elitista global (nos dois sentidos) tais atos são corriqueiros e totalmente naturais – é que no primeiro capítulo da novela real da globo e do Governo internacional brasileiro, os bandidos do tráfico – vilões para nós expectadores e peões do atual Estado Corporativista que é o Brasil – tiveram suas rotas de fugas abertas durante a totalmente planejada operação de invasão e conquista do Complexo do Alemão – evento esse que serviu de vitrine para o novo modelo de controle de operações de tráfico e demais crimes e fraudes nos morros e favelas do Rio (e breve em todo Brasil – não percam, totalmente em 3D!): a milícia. Imagino até o Capitão Nascimento dizendo, “Mas dessa vez,parceiro, a milícia cresceu. Ela é toda a Corporação e tem mais integrantes, as Forças Armadas. O que era a milícia antigamente, agora é mero entrenimento”.

Voltando ao paradoxo, no segundo e mais recente capítulo, o HAARP “forças da Natureza” matam centenas de pessoas e a catástrofe é transmitida internacionalmente. Como a equipe de produção da novela (assim como amigos e patrocinadores elitistas, além de “curiosos”) tem que estar sempre nas locações de filmagem - ainda mais em um evento de tamanha proporção “nunca antes visto na história desse país” – o setor turístico e hoteleiro de Petrópolis, Teresópolis, Nova Friburgo e demais munícipíos “palcos do evento” intrigantemente não foi afetado. E NÃO me refiro aos pequenos e médios estabelecimentos… Sim, perderam alguns turistas que cancelaram suas reservas, mas acaso tiveram seus empreendimentos destruídos ou pelo menos com algum deslizamento ou alagamento mínimos??

Literalmente dois pesos e duas medidas.

A trama principal da novela novamente é exposta: Uma grande ação geopolítica, que tem por objetivos consolidar o uso das forças armadas em conflitos e “catástrofes” dentro do país, sob o embuste de ações humanitárias, pacificadoras e de segurança para os eventos de pão e circo (Copa América -mesmo adiada, Copa do Mundo, Olimpíadas…). Tudo isso com muito drama, aventura, humor e os outros “temperos” que sempre vemos na TV e nos cinemas.

O terceiro capítulo teve início hoje. Enquanto o “núcleo” Região Serrana continua sendo gravado e transmitido, o Morro do Borel, que já é “pacificado”, acaba de receber sua nova “arma” contra as chuvas descomunais causadas pelo hoax Aquecimento Global: Sirenes que avisam a população e que podem literalmente “salvar vidas”.

Não esqueçam que em uma novela, as mortes dos atores são meticulosamente planejadas pelo autor e majestosamente criadas pelo diretor e sua equipe de produção. A única diferença nessa novela 3D e totalmente interativa é que os figurantes são tão talentosos – se não mais – quanto os atores principais, pois demonstram com perfeição e naturalidade suas expressões e sentimentos, principalmente em cenas de drama, morte, perdas e desespero.

Não deixem de acompanhar os próximos capítulos.

PS: Enquanto as pessoas continuam doando e ajudando, algúem viu a Globo, atores, jornalistas, apresentadores, etc (bem como os bancos, multinacionais, grandes empresários & cia) doando alguma coisa??? Só estão rindo e se divertindo…

E você doou para o Criança Esperança, não? ;D

Comentário: Veja no blog a verdade oculta sobre esse canal da mídia porca corporativa aqui