quarta-feira, 20 de maio de 2009

"Parem o Futuro Pesadelo a todo o custo! (chips e cartoes de identificação), diz jornalista do The Guardian

http://1.bp.blogspot.com/_uTGJ8P1HNSo/SHuOXeUaFqI/AAAAAAAADos/V8BlajXm8mI/s400/daniel%2Bestulin.JPG

Um jornalista Londrino, do The Guardian, adverte para um futuro horrendo de controle local, assédio e a subjugação da população caso aceite os Cartões de Identificação, microchips.

Paul Joseph Watson
Prison Planet.com
Terça-feira, 19 de maio de 2009

Tradução: Fim dos Tempos.net

O Jornalista do editorial londrino The Guardian, Charlie Skelton, que iniciou a cobertura da 2009 Bilderberg Conferência numa forma jovial e escarnecedora, já está avisando que o odioso tratamento conferido a ele pela policia e por espiões disfarçados é apenas uma amostra do que podemos esperar em nosso dia a dia, se permitirmos que a agenda dos Bilderbergs, especificamente, a implementação dos cartões de identificação e microchips lograrem êxito. Inicialmente, se colocando a cobrir o evento de forma satírica, Skelton deixou a Grécia ontem com frio na espinha com relação à forma como tinha sido assediado, detido e perseguido durante dias a fio pelas autoridades apenas por tirar fotografias do hotel onde membros dos Bilderberg estavam hospedados. “A minha experiência ao longo dos últimos dias na Grécia concedeu-me uma única e séria conclusão”, escreve Skelton, “que temos de lutar, lutar, lutar, agora - já, nesta segunda, com cada centímetro cúbico de nossas almas – a fim de parar com os cartões de identificação. ” Posso dizer-lhe agora que o argumento “Se eu tiver feito nada de errado, por que iria me preocupar em mostrar quem eu sou?” É sub-humano. Pior que isso é ser um cavalo de hóquei. É tudo sobre o poder de interrogar, a obrigação de demonstrar, a justificação da existência, de um poder questionador sobre a subserviência do questionado . (Você sabia que a maioria dos policiais gregos não usa um número (identificação)? Esta é uma obrigação que vai somente num único sentido). Eu tenho aprendido isso de diferentes formas, detenções ,seguranças zangados, e choque com policias sem identificação e mais um monte de outras situações por conta de correr atrás dos Bilderberg. Eu passei a semana vivendo um possível pesadelo futuro e muitos diferentes terríveis passados. Eu tive um pequeno vislumbre de um mundo controlado e submetido a forças de segurança intocáveis. E isso me deixou abalado. Isso me deixou, literalmente, em frangalhos.

Skelton acrescenta que o bilhete de identidade transforma o cidadão em um suspeito e seria “o fim de tudo”, observando que os planos são também preparados para substituir o cartão com um microchip implantável para uma maior eficiência e monitoramento da população, um assunto que foi para discussão no ano passado na conferência do grupo Bilderberg . Durante a reunião em Washington DC, a fonte do jornalista Jim Tucker disse-lhe que os Bilderberg discutiram sobre o implante de microchips em massa nos seres humanos, o qual seria introduzido sob o pretexto da luta contra o terrorismo, que os “bons” seriam autorizados a circular livremente a partir de aeroportos desde que seus microchips possam ser digitalizados e as informações armazenadas em um banco de dados. Destacando o fato que as autoridades da Grécia descobriram facilmente como intimidar e assediar os jornalistas porque não eram tão poucos ali. Skelton agora está conclamando para um dilúvio de jornalistas com o intuito de cobrirem o próximo encontro dos Bilderberg em 2010. “Publicidade é como sal na lesma gigante Bilderberg. Assim, sugiro que no próximo ano voltemos um pouco mais preparados. Se a imprensa convencional se recusa a fazer a devida cobertura a este enorme evento anual, então, os cidadãos interessados terão de criar uma mídia popular para que as informações cheguem a todos. Encontre a maior lente que você tiver e junte-se a nós no encontro dos Bilderberg em 2010.

Não faço idéia de onde será esta reunião, mas é geralmente noticiado com alguns dias de antecedência”, escreve. O encontro dos Bilderberg em 2009 foi novamente marcado por um quase apagão universal da imprensa que deixou de registrar cerca de 150 dos maiores mandatários do planeta se reunindo em segredo para orientar o futuro do mundo. O encontro do G8 ou o Fórum Econômico Mundial atraem milhares de jornalistas com cobertura total, não ocorrendo o mesmo com os Bilderberg, apesar de seu fascínio e sigilo, que normalmente atraem jornalistas que procuram um lugar ao sol - como uma mariposa para a chama. O encontro foi mencionado por apenas um punhado de empresas de mídia corporativa. Nenhuma rede de noticiário estadunidense ousou tocar na história. Conforme Skelton destacou, quanto mais luz se jogar nas obscuras atividades dos Bilderberg’s, mais questionamentos surgirão por parte das pessoas. “Pedindo aos jornais que envie um correspondente. Pedindo ao MP para fazer perguntas ao parlamento. Isso aconteceu há poucos dias na Holanda. Citando um artigo de Paul Joseph Watson em prisonplanet.com, uma autoridade holandesa do MP questionou no parlamento sobre a participação do Primeiro-Ministro, o Ministro dos Assuntos Europeus e a Rainha Beatriz, pedindo-lhes para tornar públicas quaisquer itens que estavam na ordem do dia, e se a ratificação do Tratado de Lisboa foi discutido ", ele escreve.

FONTE

2 comentários:

Remy disse...

Isso pode fazer parte do plano de 'obcessão complexa' que ocorre com lideres e poderosos mundiais, patrocinado pelo trevosos do plano extrafísico.

caetano disse...

no brasil ja existe uma lei que obriga o uso de documento unico, varios paises tbm, com certeza muito em breve isso sera obrigatorio e quem não aceitar não podera comprar ném vender.