segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Discurso de David Icke: O Abuso e Sequestro Infantil por parte do Estado (2010)

Créditos do Blog Infoworld
Video Retirado do Canal:
Fabiocomplejo

Ps: Legenda em espanhol, mas da para entender muito bem! =)

Fragmento de um dos documentários e Maloney Maria Bill Maloney, onde David Icke dá um grande discurso em um comício em Trafalgar Square (Londres) às vítimas de abuso sexual na infância na Inglaterra e no mundo. Crianças que estão sendo levados por técnicos de serviço social e bienestrar família de suas casas sob falsas acusações e, em seguida, envolvê-los nas redes de pedofilia, pornografia e satanismo. Tudo isto gerido e apoiado diretamente pelo próprio Estado...(¬¬')

Vídeo: Eckhart Tolle - Qual é a minha responsabilidade?

Créditos do Canal universoconsciente

Vídeos: Bashar, sobre o "Eu" verdadeiro e as mudanças entre 2010 e 2012

Créditos do Canal avatarmarduk

Bashar é um Ser multi-dimensional que fala por meio do canal Darryl Anka daquilo que percebemos como o futuro.
Bashar explora uma vasta gama de assuntos com grande perspicácia, humor e uma profunda compreensão de como a criação da realidade ocorre.
Que tipo de relação queremos ter uns com os outros, e com o nosso mundo??
Que tipo de realidade queremos vivenciar??
A decisão é nossa!! Unicamente nossa!!

Abaixo os vídeos, boa reflexão ;):



Vídeo: Discurso de David Icke, em 1996 (em espanhol)

Créditos do Canal alvrosda

Discurso de David Icke no qual ele aborda de forma brilhante sobre o mundo atual, o sistema de controle rigido no qual nós vivemos, quem o comanda e as escolhas de podemos fazer para que o poder volta para a mao da verdadeira humanidade! Muito bom =)

PS: Em espanhol

Finlândia suspende vacinação contra H1N1 após vacina ser associada com aumento de narcolepsia

Créditos do Blog A Nova Ordem Mundial


O Instituto Nacional de Saúde e Bem-Estar da Finlândia(THL) suspendeu o uso da vacina H1N1 em meio a temores de que a vacina está relacionada com um aumento de 300 por cento nos casos de narcolepsia, doença neurológica em crianças e jovens ao longo dos últimos seis meses.

A notícia certamente irá desencorajar ainda mais pais e mães de vacinar seus filhos nos próximos meses, agora que a vacina da gripe suína será combinada com a vacina da gripe sazonal comum.

A narcolepsia é um distúrbio neurológico que pode ser desencadeado por um vírus. "Um paciente que sofre de narcolepsia pode adormecer de repente, por exemplo, enquanto fala ou come sem nenhum aviso prévio. Seus músculos também podem enfraquecer de repente, fazendo com que colapsem de repente. Não há nenhuma cura conhecida para a doença", relata o site de notícias. finlandesa YLE.

"O Instituto Nacional de Saúde e Bem-Estar da Finlândia decidiu nesta terça-feira recomendar para que a vacinação contra a gripe suína com a vacina Pandemrix, produzida pelo laboratório GSK, seja suspensa até que se prove ou não que a vacina é a causa do surto de casos de narcolepsia entre crianças e jovens", relata o maior jornal da Finlândia Helsingin Sanomat.

A narcolepsia é um distúrbio muito raro, mas 15 novos casos da doença surgiram em jovens e crianças desde Dezembro na Finlândia. "Há uma correlação clara entre o tempo os casos e as vacinas da gripe suína", relata o Helsingin Sanomat. O jornal reporta ainda que diversos casos não confirmados estão sendo estudados. Um número surpreendentemente elevado de casos de narcolepsia também surgiram na Suécia, na sequência do programa de vacinação H1N1.

Pekka Puska, diretor-geral da THL, disse que a suspensão permanecerá em vigor até que a potencial ligação entre a vacina e os casos de narcolepsia seja adequadamente investigada.

De acordo com a Kari Lankinen, médico-chefe da Agência de Medicina finlandesa, os médicos foram cúmplices em esconder a relação entre a vacina contra a gripe suína e narcolepsia e o fizeram para progredir em suas carreiras.

"Lankinen suspeita que o motivo para o silêncio era a preocupação dos médicos sobre os seus próprios objetivos profissionais - como terem seus artigos publicados em revistas médicas internacionais. Os médicos que fizeram as observações nos últimos meses agora trabalham com o Instituto Nacional de Saúde e Bem-Estar (THL)", relata YLE.fi.

No total, cerca de 750 finlandeses experimentaram efeitos colaterais após tomarem a vacina H1N1, de acordo com o Helsinki Times.

A notícia de ainda mais efeitos colaterais após a campanha de vacinação contra gripe suína deve enviar outro sinal de alerta para pais e mães de todo o mundo que estão planejando vacinar seus filhos contra a gripe sazonal neste outono (hemisfério norte).

Ambos a FDA e a OMS recomendaram que a vacina contra o H1N1 fosse incluída na próxima vacina sazonal, e departamentos de saúde dos EUA e na Europa, tanto quanto do Brasil, estão combinando as vacinas.

Como informamos no início deste ano, a investigação do presidente do sub-comitê de saúde do Conselho Europeu, Wolfgang Wodarg, sobre o surto de gripe suína de 2009, descobriu que a pandemia era um falso embuste fabricado por empresas farmacêuticas em conluio com a OMS para criar grandes lucros, pondo em perigo saúde pública.

Wodarg disse que os governos foram "ameaçados" por grupos de interesse especial dentro da indústria farmacêutica, bem como pela OMS para comprar as vacinas e injetar suas populações sem qualquer razão científica razoável para fazê-lo, e ainda em países como Alemanha e França, apenas cerca de 6% tomou a vacina, apesar de ter quantidade o suficiente para cobrir 90 por cento da população.

Wodarg disse que "não há outra explicação" para o que aconteceu fora o fato de que os que trabalhavam em conluio com a indústria farmacêutica fabricaram o pânico, a fim de gerar grandes lucros.

Ele também explicou como as autoridades de saúde já "estavam à espera que algo acontecesse" antes de a pandemia começar e depois explorou o vírus para seus próprios propósitos. Outro renomado epidemiologista, Tom Jefferson, é da mesma opinião.

Ambas as vacinas contra a gripe H1N1 e sazonais têm sido associadas com um número de diferentes efeitos colaterais em todo o mundo, incluindo a síndrome de Guillain-Barré, bem como a distonia, uma doença neurológica paralisante.

A vacina contra a gripe sazonal também tem sido associada com convulsões em menores de 5 anos. A vacina foi suspensa na Austrália para crianças menores de 5 anos.

No Brasil atê hoje não foram divulgados os dados sobre efeitos adversos associados a vacina, numa clara tentativa de burlar a população a acreditar que a vacina é segura.

Como divulgamos aqui meses atrás, a própria Anvisa reconheceu que não se conhecem até agora todos os efeitos adversos da vacina, em uma nota relacionada com a polêmica sobre o falso positivo para testes de HIV após vacinação contra o H1N1. Da mesma forma, até agora não foram divulgados o teor dos contratos com os laboratórios farmacêuticos, que possivelmente continham cláusulas isentando os laboratórios por quaisquer danos causados pela vacina.

Eu estou de posse de novas informações sobre vários casos de paralisia após a vacinação, e irei divulgá-los assim que tiver mais detalhes e provas.

Em uma outra frente, irei contar o relato do que aconteceu comigo, quando desde abril tento obter do governo maiores informações sobre efeitos adversos. Fui tratado com arrogância e desprezo por funcionários do ministério da saúde, mostrando que a transparência deste governo dito democrâtico é apenas uma fachada. Estou considerando, juntamente com outras pessoas, entrar com uma denúncia direta ao ministério público para forçar a divulgação destas informações ao público.

Abraços!!

Fontes relacionadas:
YLE.fi: Minister Calls for Thorough Examination of Possible Link Between H1N1 and Narcolepsy
Helsingin Sanomat: HH1N1 vaccinations suspended over narcolepsy scare

Helsinki Times THL stops swine flu vaccinations
YLE.fi: Vaccine Expert: Doctors Withheld Narcolepsy Symptoms
Wikipedia: narcolepsia

Censura a vista: Lei autoritária exigirá registro de blogs e permitirá acusação criminal por comentários

Créditos do Blog A Nova Ordem Mundial
Via: Blog Infoworld

http://globalvoicesonline.org/wp-content/uploads/2010/07/tijoladas-sem-censura-twitter-tijoladas11-311x300.jpg

Uma proposta que foi apresentada no dia 14 de abril deste ano tem como objetivo cercear a liberdade de expressão no Brasil através de blogs, umas das poucas fontes de informação ainda não controladas.


Se você mantém um blog ou se simplesmente se importa com a sua liberdade de expressão e com a defesa e garantia de liberdades individuais e coletivas informe-se e faça algo a respeito antes que todos tenhamos que testemunhar o nascimento de uma nova e poderosa CENSURA.

A proposta de número 7.131 de autoria do deputado federal Gerson Peres (PP-PA), foi apresentada no dia 14 de abril e pretende instaurar mecanismos de censura sob o pretexto de regulamentação.

Este ofensivo projeto de lei, que não só inclui blogs, mas também fóruns e mecanismos similares de publicação na internet (termos muito convenientemente vagos), inclui basicamente três pontos principais:

  • Comentários de blogs (e semelhantes) terão que ser previamente moderados.
  • Crimes contra honra - calúnia, injúria e difamação - advindos dos comentários de blogs serão de responsabilidade de seus editores, proprietários ou autores. Ações civis poderão ser impetradas contra o dono do blog.
  • Todos os blogs (e semelhantes) terão que ser registrados no registro.br. Este registro inclui informações tais como: Nome Completo, Endereço completo, Bairro, Cidade, Estado, CEP, Telefone (fixo, celular ou os dois), CPF e RG.

Caso o blog ou similar não estiver em conformidade com estas regras terá que pagar uma multa de R$2.000 até R$10.000 reais!!! Por exemplo, o meu blog seria multado, porque meu registro não é no registro.br, e provavelmente nunca será!

O pretexto utilizado é que os blogs e afins, por mais que tenha aumentado as possibilidades de manifestação do pensamento e liberdade de expressão, não são passíveis de responsabilização civíl e penal no caso de ocorrência de crimes contra a honra.

O que vemos aqui é um dupla armadilha. A primeira será de manter a identificação e o registro de cada um de nós blogueiros. Não haverá mais anonimato, todos os blogueiros serão conhecidos, pelo menos para o governo. A segunda é que, quando bem entenderem, poderão cancelar o registro no registro.br. Alguém ousou criticar a nova campanha de vacinação do governo? Simples, cancele seu registro, afinal, onde já se ouviu tamanha calúnia! ;)

Em relação ao comentários anônimos, caso você não tiver habilitado moderação ou não tiver muito cuidado para não deixar passar um comentário calunioso, pessoas mal intencionadas (ou até mesmo empresas ou departamentos do governo que se sintam expostos pelo blog ou fórum) poderão simplesmente escrever algo que possa ser visto como calúnia para que o responsável seja processado de forma civil e penal.

Apesar do foco da lei ser nos comentários anônimos, no meu ver o real objetivo é identificar e registrar todos os blogueiros, além de criar burocracia e esta ameaça constante que com certeza fará com que menos pessoas se aventurem a abrir um blog.

No caso dos fóruns, esta lei irá torná-los totalmente ineficaz. Ou você terá que achar uma forma de identificar os usuários do fórum ou terá que moderar todas as mensagens. Quem irá usar um fórum assim?

Uma outra implicação serão nos blogs corporativos de jornais, ou até matérias de jornais que permitam comentários. Os veículos de mídia terão que se certificar da identidade dos autor dos comentǽrios ou arcar com a responsabilidade por processos. O resultado será que lamentavelmente irão remover quaisquer oportunidades de interação com os usuários. A internet simplesmente virará o que vemos hoje na TV, um total controle da mídia corporativa.

Não apenas seremos todos nós blogueiros identificados, dando oportunidade para retaliações e coações por parte do governo quando postarmos verdades inconvenientes, mas teremos nosso blog rapidamente retirado do ar quando bem entenderem.

De acordo com o site Terra, o projeto de lei (PL-7131/2010) tramita na Câmara em regime de urgência, e aguarda apreciação em plenário, ainda sem data definida.

Leis similares estão sendo criadas nos Estados Unidos, e não me surpreende que o Brasil está querendo ficar a frente em matéria de controle totalitário.

Por favor, passe esta mensagem adiante, ou leia esta lei e dê sua opinião.

Por gentileza repasse este texto, mobilize suas redes e vamos barrar este texto absurdo. A omissão pode trazer sérias consequências.

Clique aqui para mandar sua reclamação para o nosso nobre deputado. Seja educado mas faça valer sua opinião.

Fontes:
Íntegra da proposta
Página de Gerson Peres na Camara
Ferramentas Blog: Projeto de lei quer responsabilizar donos de blogs por comentários "anônimos"
UOL: Projeto de lei quer regularizar os blogs brasileiros
Terra: Projeto de lei: anonimato na web pode penalizar blogueiros

Documentário: Orwell está se Revirando no Túmulo - Orwell Rolls In His Grave (2004)

Créditos do Blog Documentários de Verdade





(Grã Bretanha, 2004, 84 min. - Diretor: Robert Kane Pappas)

"Mentiras podem tornar-se verdades?
Explore o que a mídia não gosta de discutir: dela mesmo."


Imperdível! Fundamental! Um dos documentários mais importantes a serem assistidos!
Apoiando o 1° Encontro Nacional de Blogueiros Progressistas que acontecerá em São Paulo, nos dias 21 e 22 de agosto de 2010, o Docverdade tem a honra de postar um dos documentários mais importantes para a sociedade, mostrando a necessidade urgente da democratização da mídia.

"Orwell está se Revirando no Túmulo" (por causa da obra de Orwell "1984", que mostrava a centralização da informação pelo poder dominante) é um documentário que desnuda a mídia tradicional americana mostrando todo o lado corrupto e mesquinho dessa instituição, que cada vez mais está nas mãos de menos donos. Monopólios e oligopólios controlam a opinião das pessoas, escondendo informações, distorcendo fatos, destruindo a democracia. "Goebbels, chefe da mídia nazista, ficaria com inveja de tamanho poder alcançado por ela hoje".

O Documentário também alerta para a janela que se abriu para combater esse quadro: a Internet. Essa é uma excelente oportunidade de agirmos antes que ela se feche.

"Nós equivocadamente pensamos em nosso país como uma democracia, quando na verdade tornou-se uma midiacracia: onde a imprensa, que supostamente deveria verificar o abuso político, faz parte do abuso político" - Danny Schecter.

E a mídia tradicional brasileira, é diferente disso? Analise e tire suas conclusões.

Opções Download:
Megaupload
ou
Torrent TPB (682Mb)

Legendas pt-br

Eles estão nos vigiando: CIA e Google já reconhecem que fazem espionagem conjunta na internet

Créditos do Blog A Nova Ordem Mundial

http://1.bp.blogspot.com/_oZIu0_sM6zs/Sw8DwPKDnvI/AAAAAAAAAEo/kk-Xw3yDork/s1600/want-you+edit.JPG

As relações sempre existiram, mas agora CIA e Google reconhecem o início de uma colaboração baseada no controle da atividade na Internet, incluindo a espionagem com objetivos repressivos.

A empresa de monitoramento Recorded Future será a encarregada de estudar a informação coletada de maneira massiva na rede, com o objetivo de orientar a evolução futura de acontecimentos que a CIA achar de interesse para o Estado.

Para tal, a Recorded Future possui uma tecnologia “de análise temporal”, que realiza buscas analíticas em milhares de sites – incluindo blog, fontes de notícias online, portais governamentais, banco de dados de finanças e redes sociais – e compila as informações. Uma vez coletados os dados, a ferramenta extrai o quem, o quê, quando, onde e porquê de cada item. Isso inclui dados como entidades, eventos e tempo de duração de determinado evento.

Segundo as informações difundidas por alguns meios de comunicação, com esses dados a ferramenta mede o momento e o sentimento para cada item indexado para conseguir chegar a uma previsão razoável sobre o acontecerá na sequência. Esse processo permitiria que as pessoas explorem o passado, presente e futuro predicado de quase todas as coisas. O produto também oferece ferramentas de visualização para mostrar ligação entre informações e previsões, segundo a companhia.

Recorded Future afirma que faz análises sofisticadas com base na linguística e na estatística, ao serviço do que chamam “segurança nacional”. A CIA é um dos primeiros órgãos a adotarem essa tecnologia, em colaboração com Google.
Empresas de investimento e trading, grupos de monitoramento, relações públicas, gerenciamento de crise e agências de publicidade também estariam já utilizando a Recorded Future, segundo o site da firma.

Sediada na região de Boston, nos Estados Unidos, a Recorded Future conta com apenas 15 funcionários em todo o mundo, segundo a própria empresa, todos com ‘pedigrees’ distintos. Na equipe estão cientistas da computação, estatísticos e linguistas, alguns PhD.

Google já tinha investido capital no projeto a través da Google Ventures, departamento que se encarrega dos investimentos da empresa. Agora volta a fazê-lo só que com um sócio o In-Q-Tel, organismo através do qual a CIA investe em tecnologia.

A relação de trabalho entre os dois procura servir ao objetivo de entender os comportamentos de quem utiliza a Internet, estudá-los e prevê-los.
A Recorde Future afirma que já demonstrou que pode sim fazer previsões, se antecipando a um ataque do Hezzbollaz um mês antes de que o governo de Israel reagisse.

-------------------------------------------------------------------------------------------------

Tendo como base este último parágrafo, tem-se uma idéia de como esta tecnologia será utilizada no futuro para justificar agressões e intervenções a outros países


Fontes relacionadas:

Pais da Elite News: CIA e Google já reconhecem que fazem espionagem conjunta na Internet

Google planeja acabar com a internet nos EUA

Créditos do Blog A Nova Ordem Mundial


Paul Joseph Watson
Prison Planet.com
Quinta-feira, 19 de agosto de 2010

O acordo para o fim da neutralidade da internet do Google com a Verizon é apenas o início dos planos do Google para exterminar o Internet aberta e livre como parte de sua agenda pública de aquisição para controlar completamente a world wide web e terminar de uma vez por todas os sites de mídia independente, rádios e programas de TV.

O acordo do Google com a Verizon para acelerar certos conteúdos da Internet aos usuários abre a porta para a esterilização completa da rede mundial de computadores como uma força de mudança política. Segundo o plano do Google, a internet se assemelharia a TV a cabo, vozes independentes seriam silenciadas e toda a Internet seria comprada por gigantes de mídia multi-nacionais.

As pessoas que quiserem manter um simples blog enfrentarão preços proibitivos, TV on-line e programas de rádio deixarão de existir enquanto a internet é engolida pela mídia corporativa.

A verdadeira neutralidade da internet significa que sites de mídia independente que atraem sua audiência divulgando a verdade podem competir competir de igual para igual com os gigantes corporativos, como a ABC, CBS e CNN. O pacto da Google com a Verizon irá acabar com esta igualdade e por sua vez, eliminar tudo o que está fora do mainstream.

"A Internet não-neutra significa que empresas como a AT&T, Comcast, Verizon e Google podem transformar a internet em TV a cabo e escolher os vencedores e perdedores do mundo online", escreve Josh Silver. "Um problema apenas para os nerds da Internet? Muito pelo contrário. Todos os vídeos, rádio, telefone e outros serviços em breve serão entregues através de uma conexão Internet. Acabar com a neutralidade da internet acabaria com o potencial revolucionário de qualquer site pode funcionar como uma televisão ou uma rádio na rede. Isso significaria o fim da nossa oportunidade de arrancar o acesso ea distribuição de conteúdo de mídia de um punhado de corporações de mídia de massa que atualmente controlam a televisão e o rádio. "

O acordo também vai dividir a Internet em um sistema de duas camadas, um forma de pedágio digital, onde a velocidade e serviços satisfatórios podem apenas ser obtidos por aqueles dispostos a pagar taxas substanciais.

O pacto também dá ao Google e provedores de internet uma enorme margem para bloquear determinados sites em redes para celulares, ou seja, vários sites independentes, como este blog, seriam desligados para milhões de pessoas.

Uma vez que os críticos do Google forem silenciados para sempre a empresa poderá então levar a cabo a implementação de seus programa apoiado pela CIA de de conscientização total da informação, que irá vasculhar contas de Twitter, blogs e sites de todos os tipos de informações deixadas por usuários individuais, com o objetivo de utilizar esses dados para "prever o futuro" e dirigir e controlar completamente a vida e o comportamento das pessoas.

Eric Schmidt, o CEO do Google, anunciou que o Google, em conjunto com a CIA, está programado para se tornar um verdadeiro Big Brother e que a entidade "vai saber tanto sobre seus usuários que o site de busca será capaz de ajudá-los a planejar suas vidas" através do constante monitoramento de sua localização através dos celulares e dizendo-lhes para onde ir e o que fazer.

A muito tempo tem-se reportado as íntimas e longas conexões do Google com as redes de espionagem do governo americano.

Também não há dúvida de que o Google é uma das empresas na vanguarda do esforço do governo para usar a segurança cibernética como um pretexto para acabar com a Internet livre, tendo anteriormente trabalhado com a NSA e da CIA.

O recente escândalo com o Google no qual os veículos que tiram fotos para o google street acessavam os detalhes das redes wi-fi mapeando as atividades online levantou sérias questões sobre ligações do google com serviços de inteligência e sobre o abuso de leis de privacidade.

-------------------------------------------------------------------------------------------------

Vamos ver quanto tempo levará para que um acordo equivalente seja feito para o Brasil.

Fontes relacionadas:
Infowars: Google Plans To Kill Web In Internet Takeover Agenda
Google-Verizon Deal: The End of The Internet as We Know It
Telegraph: Young will have to change names to escape 'cyber past' warns Google's Eric Schmidt
BBC: Google and Verizon outline vision for 'open internet'

domingo, 29 de agosto de 2010

Bancor: O nome da moeda global que um chocante relatório do FMI propõe

Créditos do Blog A Nova Ordem Mundial

The Economic Collapse blog

Às vezes há coisas que são tão chocantes que você simplesmente não deseja relatá-los a menos que possa ser completa e totalmente documentado. Ao longo dos últimos anos, tem havido muitos rumores sobre uma moeda global que seria implantada, mas às vezes tem sido difícil apontar evidências de que essa moeda está realmente em implantação. Este não é mais o caso. Um documento intitulado "Reserva de Capitalização e Estabilidade Monetária Internacional" do Departamento de Estratégia, Política e Revisão do FMI recomenda que o mundo adote uma moeda global denominada "Bancor", e que um banco central global seja criado para administrar a moeda. O relatório é datado de 13 abril de 2010 e uma cópia completa pode ser lida aqui. Infelizmente, isso não é rumor e nem boato. Esta é uma proposta muito séria de um documento oficial de uma das instituições mais poderosas que está atualmente em execução da economia mundial. Quem segue o FMI sabe que o que o FMI quer o FMI geralmente consegue. Então, poderia uma moeda global conhecida como o "Bancor" estar no horizonte? Isso agora é uma questão legítima.

Então, de onde é que o nome "Bancor" vem?

Bem, acontece que "Bancor" é o nome de uma hipotética moeda mundial, uma vez sugerida por John Maynard Keynes. Keynes era um mundo famoso economista britânico que dirigiu a Comissão do Banco Mundial que criasse o FMI durante as negociações de Breton Woods.

A entrada na Wikipédia para "Bancor" coloca desta maneira:

"O bancor era uma unidade de moeda mundial de compensação proposta por John Maynard Keynes, enquanto chefe da delegação britânica e presidente da comissão do Banco Mundial, nas negociações que estabeleceram o sistema de Bretton Woods, mas esta moeda não foi implementada."
O relatório do FMI referido acima propôs nomear a vindoura unidade de moeda mundial como "Bancor", em homenagem a Keynes.

E os SDRs (Direitos de Saque Especiais)?

Ao longo dos últimos anos, diziam que os SDRs seriam a futura moeda global. Bem, o relatório prevê fazer dos SDRs seriam "a principal moeda de reserva" à medida que avançamos rumo a uma moeda global.

"Como um complemento a um sistema multi-polar, ou mesmo, mais ambiciosamente, seu ponto final lógico, um papel mais importante poderia ser considerado para os SDRs."

No entanto, o relatório também reconhece que os SDRs têm algumas limitações sérias. Como o valor dos SDRs estão intimamente ligados às moedas nacionais, qualquer coisa que afete estas moedas afetará os SDRs também.

Agora, os SDRs são compostos de uma cesta de moedas. A seguir está uma repartição dos componentes de um SDR .

* Dolar Americano (44%)
* Euro (34%)
* Yen (11%)
* Libra (11%)

O relatório do FMI reconhece que a mudança para as SDRs é apenas um movimento parcial de distanciação do dólar americano como moeda de reserva mundial e apela pela adoção de uma moeda que seria verdadeiramente internacional. A verdade é que os SDRs são desajeitados e pesados. Por agora, os SDRs ainda devem ser reconvertidos em uma moeda nacional antes que eles possam ser usados, o que realmente limita a sua utilidade de acordo com o relatório.

"A limitação dos SDRs como discutido anteriormente é que eles não são uma moeda. Os SDRs precisam ser convertidos, posteriormente, para uma moeda nacional para a maioria dos pagamentos ou as intervenções nos mercados cambiais, o que torna o seu uso incômodo em operações. E embora um sistema baseado em SDRs nos afastaria de uma moeda nacional dominante , o valor da SDR permaneceria fortemente ligado às condições e o desempenho dos países cujas moedas fazem parte desta cesta."

Então, qual é a resposta?

Bem, o relatório do FMI considera que a adoção de uma moeda global verdadeira administrado por um banco central global é a resposta.

Os autores do relatório acreditam que o ideal seria se o "Bancor" fosse imediatamente usada como moeda em muitas nações em todo o mundo, mas eles também reconhecem que uma abordagem mais "realista" seria para o "Bancor" circular ao lado moedas nacionais em primeiro lugar.

"Uma opção é para bancor ser aprovado por decreto como uma moeda comum (como o euro foi), uma abordagem que teria como resultado imediato a utilização generalizada e eliminaria a volatilidade da taxa de câmbio entre os adotantes (comparável, por exemplo, a Cooper 1984, 2006 e The Economist, 1988). Um pouco menos ambiciosa (e mais realista) seria a opção para o bancor circular ao lado de moedas nacionais, embora fosse necessário que ele fosse adotado como moeda por pelo menos alguns países para que um câmbio de mercado se desenvolva."

Então, quem iria imprimir e administrar o "Bancor"?

Bem... um banco central mundial, é claro. Seria algo como o Federal Reserve, totalmente fora do controle de qualquer governo nacional em particular.

"A moeda global, bancor, emitida por um banco central global (ver Suplemento 1, seção V) seria concebido como uma reserva estável de valor que não esteja ligado exclusivamente às condições de uma economia em particular. Enquanto o comércio e as finanças continuam a crescer rapidamente e a integração global aumentar, a importância desta perspectiva mais ampla deve continuar a crescer. "

De fato, em um certo ponto o relatório do FMI compara especificamente o banco central global proposto com o Federal Reserve americano.

"O banco central global poderia servir como um emprestador de última instância, proporcionando a liquidez sistêmica necessária em caso de choques adversos e mais automática do que a forma atual. Tal liquidez foi fornecida na mais recente crise principalmente pelo Federal Reserve dos EUA, mas que contudo, este nem sempre poderá fornecer uma liquidez desse tipo."

Então é isto que nós realmente precisamos?

Uma moeda mundial administrada por um banco central internacional nos moldes do Federal Reserve?

De forma alguma!

Como escrevi sobre anteriormente, o Federal Reserve tem desvalorizado o dólar americano em mais de 95% desde que foi criado e o governo americano acumulou a maior dívida da história do mundo sob este sistema.

Então, agora queremos impor um sistema desse tipo em todo o globo?

A verdade é que uma moeda global (seja chamada de "Bancor", ou seja dado um nome completamente diferente) seria um grande golpe na soberania nacional e representaria um passo importante para um governo global.

Considerando o quão desastroso o sistema do Federal Reserve e outros sistemas de bancos centrais ao redor do mundo têm sido, por que alguém iria sugerir que tivéssemos um sistema bancário global central modelado após o Federal Reserve?

Esperemos que o "Bancor" nunca veja a luz do dia.

No entanto, a verdade é que existem alguns interesses muito poderosos que estão absolutamente determinados a criar uma moeda global e um banco central global para a economia global que vivemos hoje dentro

Seria um grande erro pensar que isto não poderá acontecer.

Fontes relacionadas:
The Economic Collapse blog: Bancor: The Name Of The Global Currency That A Shocking IMF Report Is Proposing
FMI: Reserve Accumulation and International Monetary Stability

Documentário: Democracia Militar (2006)

Créditos do Blog Documentarios de Verdade


Democracia Militar from Vinicius Possebon (Moscão) on Vimeo.
(Brasil, 2006, 20 min. - Direção: Vinicius Possebon "Moscão")
A Constituição Brasileira garante a livre manifestação. Mas parece que, para alguns governos estaduais, isso só está no papel... Conheça Santa Catarina, e sua repressão.

Comentários do autor: Em 2006 a então relatora do tema “Defensores de Direitos Humanos” na Organização das Nações Unidas (ONU), Hina Jilani, realizou uma série de audiências no Brasil para ouvir as denuncias dos Movimentos Sociais sobre casos de violações dos direitos humanos no país. Este vídeo foi produzido para a ocasião de sua passagem por Santa Catarina.

O filme aborda três episódios recentes da história de Santa Catarina, são eles: a manifestação de repúdio ao “Relógio dos 500 anos” instalado pela Rede Globo nas capitais do país em 2000; a luta do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) no ano de 2005 e as manifestações de resistência ao aumento das tar¬ifas do transporte público em Florianópolis, episódio que ficou conhecido como “Revolta da Catraca”.

Nestes três casos, a violência da repressão e criminalização dos movimentos sociais, marcou o papel da Policia Militar catarinense na violação dos Direitos Humanos e dos Direitos civis básicos da livre manifestação e expressão, nos quais se sustenta o “Estado democrático de Direito”. A partir da denuncia, “Democracia Militar” busca fomentar o debate sobre a qualidade e, no limite, sobre a possibilidade de um regime democrático no qual a ação dos aparelhos repressivos pauta-se pelo total desrespeito aos direitos básicos dos cidadãos.

India Suspende programa de vacinação após a morte de quatro crianças

Créditos do Blog A Nova Ordem Mundial
Via: Blog Infoworld

Os programas de vacinação foram suspensos na Índia mais uma vez, quando quatro crianças morreram depois de terem recebido a vacina contra o sarampo em Lucknow. As quatro crianças desmaiaram logo após terem sido vacinados e testemunhas relataram ter visto os olhos das crianças revirarem à medida que começaram a ter convulsões. Todas as crianças tinham em torno de dois anos de idade, com a mais jovem de apenas seis meses. Infelizmente, as crianças morreram antes dos trabalhadores de assistência médica poderem alcançá-las.

Quando a notícia da morte se espalhou, as unidades de vacinação em 41 vilarejos foram interrompidas até que novas investigações sejam realizadas.

O jornal Indian Express afirma em seu artigo "4 crianças morrem em poucos minutos após a vacinação":

"O programa de imunização está sendo realizado como parte do governo Jachha Bachha Suraksha Abhiyan lançado em 15 de agosto. Minutos após a vacinação, as crianças começaram a ter respiração ofegante."

A NDTV informou que o Ministério da Saúde ordenou uma investigação depois que as quatro crianças, que agora já se acredita terem idades inferiores a nove meses, morreram após a vacina. A equipe de investigação ainda tem que chegar Uttar Pradesh, no entanto, o governo de Uttar Pradesh anunciou compensações para as famílias das vítimas.

Fontes relacionadas:

Vaccine Truth: India halts vaccine programme after the deaths of four
Indian Express: 4 children die within minutes of vaccination (Esta página foi removida. Você pode confirmar isto procurando pelo título no google.)
Weekly Blitz: India halt vaccine programmes after the deaths of four children

Novo estudo sugere que deficiência de vitamina D esteja ligada a doenças "hereditárias" como cancêr, esclorose múltipla e artrite reumatóide

Créditos do Blog A Nova Ordem Mundial
Via: Blog Infoworld

http://aturistaacidental.files.wordpress.com/2008/01/amanhecer1.jpg

Insuficiente exposição ao sol, resultando em baixos níveis da vitamina D, pode desempenhar um papel em uma ampla gama de doenças, tais como esclerose múltipla, a artrite reumatóide, diabetes tipo 1, alguns cânceres e até demência, disseram cientistas hoje.

Um estudo financiado pelo Conselho de Pesquisa Médica, do Wellcome Trust e outros, conseguiu mapear os pontos em que a vitamina D interage com o DNA. Cientistas da Universidade de Oxford descobriram que a vitamina exerce uma infl quência direta mais de 229 genes que são conhecidos por terem relação com certas doenças. Muitas das doenças que estão implicadas são mais comuns no hemisfério norte que nos ensolarados climas do hemisfério sul.

A Escócia, por exemplo, tem uma das taxas mais elevadas de esclerose múltipla no mundo. A doença é praticamente desconhecida na África. O estudo, publicado na revista Genome Research, presta um apoio substancial para a hipótese de que a migração da humanidade, centenas de milhares de anos atrás, para as partes mais frias e escuras do mundo teve um efeito tanto sobre a cor da pele e sensibilidade a certos tipos de doença.

A boa notícia é que - se os cientistas estiverem certos - doenças tais como a esclerose múltipla não são geneticamente pré-determinadas, mas uma mistura de hereditariedade e ambiente, diz Ebers. o estudo irá aumentar o suporte a mudanças nas recomendações sobre tomar suplementos de vitamina D.

Em uma outra reportagem, alguns experts sugerem que a dosagem óptima para prevenção de doenças seria em torno de 2.000 IU. As recomendações da OMS são de 200 até 600 IU. A Anvisa recomenda dosagens de no máximo até 400 IU. Não é de se surpreender que estas doenças, como muitas outras, afetem cada vez mais pessoas no mundo.

Fontes relacionadas:
WebMD: Vitamin D Deficiency Linked to Autoimmune Diseases
The Guardian: MS and arthritis may be linked to lack of sun, say scientists
Vitamin D Cancer Link Revealed: Could Popping a Pill Cut Cancer Risk?

Tecnologia de scaners corporais implantadas em vans nos EUA

Créditos do Blog A Nova Ordem Mundial
Via: Blog Infoworld

Enquanto a controvérsia em torno da privacidade de scanners corporais começa a aumentar, é importante notar que tribunais e aeroportos não são os únicos lugares onde o raio-x backscatter está sendo implantado.

A mesma tecnologia, capaz de ver através das roupas e paredes, também está sendo implementada nas ruas dos EUA.

American Science & Engineering, uma empresa sediada em Billerica, Massachusetts, vendeu para agências governamentais americanas e estrangeiras mais de 500 scanners de raio-x backscatter montados em vans que podem ser acionados ao passar por outros veículos para ver seus conteúdos. Joe Reiss, vice-presidente da marketing da empresa disse em uma entrevista. Embora o maior comprador das máquinas da AS&E ao longo dos últimos sete anos tem sido o Departamento de Operações de Defesa dos EUA no Afeganistão e do Iraque, Reiss diz que a polícia federais também implantaram vans para procurar bombas em veículo nos EUA.

"Este produto é hoje o sistema de inspeção de cargas e veículos mais vendido até hoje.", disse Reiss.

Abaixo está um vídeo da van em ação.



Será que a polícia federal brasileira irá receber também de presente dos EUA estas vans, assim como aconteceu com os body-scanners?

Fontes relacionadas:
Forbes: Full-Body Scan Technology Deployed In Street-Roving Vans

Relatório da CIA vazado pelo WikiLeaks diz que EUA "exportam" terrorismo

Créditos de: Blog A Nova Ordem Mundial

Um relatório sigiloso sobre terrorismo vazado pela WikiLeaks e criado pela unidade especial "Red Cell", da CIA (agência de inteligência dos EUA), cita diversos casos em que cidadãos americanos financiaram atividades terroristas.

O documento também analisa os efeitos para Washington caso os Estados Unidos passassem a ser vistos como um "exportador de terrorismo".

Datado de 5 de fevereiro de 2010, o relatório aponta que a própria CIA já admite que cidadãos americanos financiam, planejam ou participam ativamente de atentados terroristas e manifesta preocupação caso a comunidade internacional enxergue o país --que na última década lançou uma campanha global contra o terror-- como patrocinador de atividades terroristas.

"Ao contrário do senso comum, a exportação americana de terrorismo ou terroristas não é um fenômeno recente, e nem tem sido associado unicamente com radicais islâmicos ou pessoas de origens étnicas do Oriente Médio, África ou Sul da Ásia. Esta dinâmica desmente a crença americana de que nossa sociedade multicultural livre, aberta e e integrada diminui o fascínio dos cidadãos americanos pelo radicalismo e pelo terrorismo", diz o primeiro parágrafo do relatório da CIA.

A equipe do site WikiLeaks, que já anunciara na terça-feira à noite o vazamento de um relatório secreto da CIA para esta quarta-feira, diz que a agência de inteligência americana cita diversos casos em que ataques perpetrados por terroristas judeus, muçulmanos e ligados ao nacionalismo irlandês que eram baseados em território americano ou financiados por cidadãos dos EUA.

IMPACTOS

O texto da própria CIA nas primeiras páginas do relatório aponta graves consequências para Washington caso os EUA passem a ser vistos como um exportador de terrorismo. Entre elas:

Parceiros internacionais poderiam ter menos disposição em cooperar com os Estados Unidos em atividades envolvendo extradições jurídicas, incluindo a detenção, transferência e interrogatórios de suspeitos em outros países.
Alterando o status de "vítima de terrorismo" --o que concede aos EUA grande espaço de manobra para pressionar outras nações a extraditar cidadãos suspeitos-- para "exportador de terrorismo", outros países poderiam exigir uma política recíproca de Washington.
Outros países poderiam exigir que os EUA concedessem informações sobre supostos terroristas ou até extraditassem cidadãos ligados a atividades terroristas. Caso o governo americano se negasse a cooperar, tais nações poderiam se recusar a entregar suspeitos procurados por Washington, afetando alianças e relações bilaterais.

Fontes:
Relatório da CIA vazado pelo WikiLeaks diz que EUA "exportam" terrorismo

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Vídeo: A realidade é a matrix

Créditos de: Canal universoconsciente

O que é realidade? Quem somos nós? Atualmente filósofos, cientistas e pesquisadores estão explorando uma nova teoria em torno da idéia de que toda matéria é energia vibrante manifestada pela nossa consciência coletiva infinita.



"Quando eu percebo que não sou nada,
isso é sabedoria.
Quando eu percebo que eu sou tudo,
isso é amor.
E entre estes dois, flui minha vida. "
Nisargadatta Maharaj

Grant Morrisson, David Lynch, David Icke e Bill Hicks.

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Texto: Que vencedor que nada, por Eduardo Marinho

Créditos do Blog: Observar e Absorver
Via: Blog Infoworld


"Diante de uma sociedade que me obriga a coexistir com situações de extrema fragilidade e sofrimento, em que se aceita como "naturais" ou "inevitáveis" realidades como a fome, a miséria e a ignorância, se aponta como valores principais a propriedade, o consumo, a ostentação e se impõe a competição como forma de relacionamento vivencial entre as pessoas, só posso colocar minha vida em contraposição às correntes dominantes. Tanto em valores, quanto em comportamento e em objetivos de vida.
É preciso revelar dentro de nós os valores induzidos pelos meios de comunicação de massa, pelo massacre publicitário, pela propaganda ideológica, psicológica, inconsciente, sub-liminar ou não. Pela pressão social daqueles que aderem aos valores artificiais e, na falta de convicção, precisam impor aos demais, compor grupos e discriminar os que não lhes apóiam valores que, por si, não se sustentam. Temos em nós estes condicionamentos, em maior ou menor grau. São valores-causas do desequilíbrio social - a cultura da competição, em que todos são adversários potenciais, e a do consumo, em que o objetivo principal da vida é consumir, possuir, desfrutar, alcançar o máximo da fartura material, entre a ostentação e o desperdício. São enormes e estratégicas mentiras.
Não há competição onde há desigualdade de condições. Há covardia.
A massa dos "derrotados" aumenta, os "vencedores" se empilham em pirâmides de poder e privilégios ascendentes. No topo, o pequeno grupo. Os donos das mega-empresas transnacionais, dos grandes bancos e corporações financeiras, interferindo e controlando as políticas públicas e a mídia para os favorecer e encher, mais ainda, de poder e privilégios, em prejuízo dos direitos básicos da população e das obrigações principais do Estado.
Este é o sentido das minhas ações, do meu trabalho, da minha vida. Não tenho a ingenuidade de esperar ver o mundo conforme eu gostaria. Também não me é possível aderir a esses valores planejados e implantados como "a realidade", que fazem de irmãos, adversários e do objetivo da vida, o consumo excessivo, a posse, o conforto físico. Perdemos o contato direto com as necessidades abstratas, as principais do ser, o sentimento de integração, a sensação de utilidade ao coletivo, o eqüilíbrio emocional, as relações afetivas, a solidariedade, o senso de justiça, o desenvolvimento da consciência.
Existe em mim a necessidade incontrolável de plantar idéias, valores, questões, sentimentos. Denunciar as mentiras em que tantos acreditam, os valores falsos, as necessidades artificiais, a mediocridade da vida e a mesquinharia dos objetivos oferecidos. Apregoar os valores do espírito, solidariedade, integração, consciência. Denunciar o egoísmo da mentalidade competitiva, a crueldade - ou indiferença - das minorias dominantes.
Não espero colher os frutos das árvores que planto. E isso não diminui minha necessidade de seguir plantando, de trabalhar em direção contrária às correntes, aos valores vigentes, nocivos à grande maioria, embora - e por isso mesmo - a submetendo.
A discriminação, a perseguição dos organismos repressivos da administração pública, o desprezo dos convencionais são, por outro lado, elogios a quem não se submete. Eu teria vergonha de aderir aos valores dessa sociedade perversa. De ostentar riqueza como falso símbolo de vitória. Não estou aqui pra competir. Privilégios me constrangem, desperdícios me dão repulsa e entristecem. Superioridade social é uma encenação ridícula, subalternidade humana é uma ilusão triste.
Não compartilho dos valores vigentes. Não tenho como andar com as correntes. Sigo somente minha própria consciência. Minha "pobreza" é minha riqueza, minha "derrota" é minha vitória. Teria vergonha, neste mundo, de ser um "vencedor"."

Autor: Eduardo Marinho

------------------------------------------------------------------------------------------------
Comentário: Para vencermos a elite doentia, temos que nos livrar desses desejos de consumo artificiais, que nada mais sao do que ilusoes para sua mente. O valor do ser humano está no SER e nao no TER. Quando a humanidade acordar para isso, a piramide desabará. Parabéns Eduardo pelo maravilhoso texto, concordo com todas as letras, rsrs.

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Vídeo: Alex Jones - Vacinas que destroi o cérebro, nanotecnologia criando uma espécie de lobotomia

Créditos do Canal: luish06
Via: Blog Infoworld



Esse vídeo é impressionante, mostra artigos e documentos evidenciando um sinistro plano por detrás da criação de vacinas e doenças pelas super elites que querem dominar o planeta, restringindo os recursos naturais, as coisas somente para um "punhado" de pessoas. Domínio mundial sempre esteve nas mentes de grandes poderosos, isso jamais mudou. Apenas se tornou mais sangrendo e mais sinistro.

Definição de Lobotomia

domingo, 15 de agosto de 2010

Filme: La Belle Verte

Créditos do Blog: Lista Cognitio




















Ano de Lançamento
: 1996
Tamanho: 683 Mb
Género: Ficção
Áudio: Francês
Legenda: Português
Qualidade: DVDRip – Excelente Qualidade
realização: Colline Serreau

Link > Download

Sinopse: Filme francês que nos passa uma bela
mensagem de fraternidade. Alguns personagens de outra raça de humanos
mais evoluída em outro planeta vem visitar seus “loucos irmãos” e
causam revertério nas pessoas com quem falam, “despertando” elas para
espiritualidade. Várias críticas muito bem colocadas ao sistema
capitalista e à sociedade egoísta na qual vivemos.

Documentário: Vamos fazer dinheiro!

Créditos do Blog: Documentários de Verdade

(Alemanha, 2008, 108min. - Direção: Erwin Wagenhofer)

Documentário de altíssimo nível, essencial para se entender o mundo em que vivemos pela ótica financeira internacional. Dos mesmos criadores do documentário "We Feed the World".

Apesar de todo o velho discurso feito pelos neoliberais de que a globalização traria benefícios para todos os países ajudando a diminuir a pobreza no 3° Mundo, o que viu-se de fato foi em geral aumento desenfreado da miséria, onde o salário de um indivíduo geralmente mal cobre uma pobre subsistência.

O documentário mostra as chamadas “economias emergentes” por dentro, na visão de grandes investidores, bem como o cotidiano miserável dos homens, mulheres e crianças trabalhadoras nesses países.

Mostra também as idéias do Consenso de Washington, responsável pelas políticas liberais que moldaram nosso mundo econômico atual, assim como os mecanismos de colonização moderna como o FMI e Banco Mundial, perpetuando a injusta dívida dos países mais pobres em troca de suas riquezas. Explica o que são os paraísos fiscais, por onde passa a maioria do capital financeiro para encobrir os donos corruptos.

John Perkins, antigo assassino de economias, que também já apareceu aqui no documentário “The War on Democracy”, explica detalhadamente como era o seu ofício de levar as riquezas de países de 3° Mundo, sob a supervisão das instituições internacionais.

Passa ainda pela miséria que aflora nos EUA e pelas raízes da crise econômica espanhola causada pela bolha imobiliária.

“Na privatização, a sociedade é privada de um determinado bem ou serviço público no qual um investidor está interessado por razões de lucro.”

Torrent: filme + legendas Pt-Portugal (sem revisão)

Música: Gamma Ray - No World Order

Créditos pelo Vídeo: Canal TormentedStatue



Tradução da letra

Illuminati
Vocês vieram para tomar o controle
Vocês podem fazer o meu coração parar
Mas vocês nunca poderão destruir minha alma!
Todos nós seremos livres!


Illuminati

Vocês nunca tomarão o controle!
Sua nova ordem mundial
Não irá liderar ninguém!

Nós estamos unidos à sua frente
O paraíso é para todos!
Serem livres da escuridão!

Identifique-se

Créditos do Blog desconecte-se da sombra da ilusão

1. A pessoa não se contenta em viver simplesmente em busca de objetivos efêmeros.
2. Para ela, não basta apenas ter um trabalho estável, uma condição material satisfatória e o lado afetivo preenchido.
3. Para ela o ser humano é muito mais do que isso, é um ser que precisa sentir intensamente cada vez mais sua vida e a vida daqueles que o cercam.
4. Ela não é uma pessoa isolada, preocupa-se muito com a felicidade dos outros.
5. É como se quisesse participar de uma felicidade coletiva, de uma harmonia entre as pessoas.
6. Muitas vezes ela se choca ao perceber a maldade humana e ver o quanto poderíamos ser felizes mas, devido ao egoísmo, à agressividade, a mágoas, a vaidades e orgulhos, não somos.
7. Ela sente que não pertence a este mundo, que não se enquadra nas leis deste mundo. É como se ela lembrasse, mas ao mesmo tempo não conseguisse visualizar, suas recordações de um lugar muito diferente deste.
8. Ela estranha a maneira com que as pessoas vivem aqui.
9. Muitas vezes ela gosta de ficar sozinha, pensando, tentando adaptar-se a este mundo, tentando compreender porque as pessoas vivem dessa maneira, e passam algum tempo assim.
Livro recomendado para leitura: Mensageiros do Amanhecer

OMS declarou o fim da pandemia H1N1

Créditos do Blog: A Nova Ordem Mundial
Via: Blog Infoworld 2012


A OMS, que está atualmente sendo investigado por seu papel em exagerar a pandemia para o lucro das empresas farmacêuticas, hoje finalmente reduziu o alerta de pandemia do nível 6.

Após mais de um ano de terrorismo mental, onde a OMS, juntamente com os órgãos de saúde nacionais e a imprensa alardearam os perigos da gripe suína, levando à compra de bilhões de dólares em remédios e vacinas contra um vírus que provou ser menos perigoso que a gripe comum.

O Brasil levou a cabo a maior campanha de vacinação H1N1 no mundo inteiro, vacinando mais de 88 milhões de pessoas. Isto foi pago com mais de 2 bilhões de reais dos contribuintes, em um dos escândalos com o dinheiro público já visto no país.

Será que estão diminuindo o nível de pandemia para que possam elevar daqui a alguns meses, de forma a causar mais alarde e permitir com que os laboratórios vendam suas últimas doses encalhadas de remédios e vacinas?

Fontes:
O Globo: Ministério da Saúde manterá ações de monitoramento e prevenção da gripe suína

Jane Bürgermeister enfrenta possível prisão na Áustria

Créditos de: Blog A Nova Ordem Mundial
Via: Infoworld 2012

Jane Bürgermeister, ex-repórter para várias revistas importantes como Nature, Jornal de Medicina Britânico, entre outras, e autora da acusação em abril de 2009 contra a Baxter e OMS por manipularem a pandemia de gripe suína, corre o risco de ter seus direitos civis removidos ou até mesmo ser presa pela polícia Austríaca amanhã, dia 12 de agosto.

Jane é um exemplo de coragem, colocando sua reputação em perigo ao ir contra os grandes poderosos da nova ordem mundial: a ONU, OMS, governo americano e a indústria farmacêutica. Devemos a ela grande parte das informações que tivemos acesso sobre a farsa da pandemia. Jane também foi uma das primeiras pessoas a investigar a morte e possível assassinato do Presidente da Polônia, que também reportamos aqui a alguns meses atrás.

O governo austríaco forjou denúncias criminais contra Jane, que deverá se apresentar a corte autríaca para ser ouvida em relação sobre ser posta em tutela judicial.

Enquanto isso, Jane tem tido graves atritos com o mantenedor de seu antigo site, o www.theflucase.com, onde Johan Niklasson postou uma matéria intitulada "A lista dos 10.000", incitando violência e o assassinato das 10.000 pessoas no topo da pirâmide iluminatti. Jane acredita que este post, o qual ela repudiou expressamente, tem como objetivo associá-la ao terrorismo.

No vídeo abaixo, infelizmente apenas em inglês, Jane explica sua situação. Jane alega que está sendo perseguida pois os governos pretendem criar mais falsas pandemias e vacinações. Também informa que mais vacinações estão por vir, com novas tecnologias que afetam o sistema neurológico de forma a incapacitar os seres humanos de sentirem emoções como medo e raiva.




Jane também chama a atenção para uma crescente opressão sobre aqueles que criticam políticas governamentais, pandemias artificiais, inúteis campanhas de vacinação, entre outros. Alguns exemplos são o jornalista investigativo Rafal Gawronski, que passou 45 dias na prisão sem mesmo ter sido sentenciado por qualquer crime. Rafal reportou os fatos por trás do misterioso "incedente" que levou a morte do presidente da polônia. Natascha Koch, Rainer Hoffmann e Christine Persch são outros bloggers que enfrentaram ou enfrentam perseguição, detenção e prisão na Áustria e na Alemanha nas últimas semanas.

A Jane é uma verdade heroína, que infelizmente vem sido atacada de todas as formas em seu país de origem. Ajudem a divulgar estas informações, pois temos que apoiá-la neste momento em que precisa de nossa ajuda.

Eu creio não ter sido vítima ainda da ação do governo brasileiro por não residir no país. Eu venho tentando desde abril obter junto às autoridades da saúde os contratos com os laboratórios farmacêuticos e as estatísticas de efeitos adversos. Até agora tive respostas evasiva ou negativa aos meus pedidos. Estou em contato com outros bloggers que também são advogados para entrar com uma denúncia no ministério público para obter estas informações, que deveriam desde o princípio serem públicas.

Fontes relacionadas:
Atual blog de Jane Bürgermeister

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Artigo: Sacanagem "limpa"

Créditos do site Inacreditável

Fabricante de sabão em pó persegue seus compradores através de GPS

No Brasil não é fácil encontrar um produto de limpeza que não tenha sido fabricado pelo conglomerado Unilever. 80% de todos os brasileiros lavam com um produto da empresa. A agência de propaganda desta multinacional deve ter gasto boas horas de brainstorming para colocá-la ainda mais em evidência junto aos consumidores. E por isso mesmo a empresa esconde desde 1º de agosto um rastreador de GPS nas embalagens do sabão em pó, para poder rastrear seus desinformados clientes até suas casas. Os surpreendidos clientes brasileiros da marca Omo devem então ser filmados junto à porta de entrada de seus lares. E como presente eles receberão uma embalagem de sabão em pó e um dia grátis para toda a família num desses parques de diversão. Unilever quer aproveitar todas as gravações para uma campanha de marketing na televisão brasileira e na internet.

A grande piada é que a maioria dos brasileiros ainda não sabe que existe no país essa ação de propaganda de um fabricante de sabão em pó. Em um país onde muitos têm medo de abrir a porta a estranhos devido aos muitos ataques de criminosos, a Unilever deverá ter dificuldades em colocar os clientes de Omo junto à porta da casa e diante das câmeras. Por isso a idéia de colocar um dispositivo eletrônico nas embalagens do produto e, por controle remoto, ativar um sinal sonoro. O cliente deve ser levado a abrir a embalagem e encontrar um número de telefone, sob o qual receberá a confirmação de ser o ganhador de um prêmio. A partir de agosto de 2010, o filme sobre os surpreendidos clientes deverá alegadamente aparecer na página brasileira do Omo.

A Unilever parece desconhecer não só a esfera privada assim como os direitos dos clientes de ser protegidos diante de Stalking.

De acordo com a legislação brasileira, decreto-lei n°. 3.688/41. Lei das Contravenções Penais, o stalking configura contravenção penal (perturbação da tranqüilidade) com a seguinte descrição:

Art. 65. Molestar alguém ou perturbar-lhe a tranqüilidade, por acinte ou por motivo reprovável:


Pena – prisão simples, de quinze dias a dois meses, ou multa [...]

Muitos reclamam que o Brasil não almeja estar na vanguarda mundial. Mas isso não é verdade, pois já temos a urna eletrônica... e agora o GPS nos produtos que compramos – NR.

E quem sabe, o Brasil seja talvez apenas balão de ensaio para um desenvolvimento que logo chegará na Alemanha. Imagine você comprou um pacote de camisinhas e quando soa a campainha de casa, você se depara com a filmadora de um modesto representante do fabricante. Tecnicamente tudo é possível. Da próxima vez que tocar a campainha de sua casa, pense em Omo...

Artigo: A emissao monstruosa de papel-moeda

Créditos do site Inacreditável

A fragmentadora de papel ameaça os tigres de papel Dólar e Euro?

Uma grande peça de teatro é encenada no palco mundial para tentar nos convencer de que o Euro foi “salvo” novamente. Até os gregos puderam vender novamente seus títulos do tesouro. E deve ter sido assim mesmo, porém, a pergunta é : para quem? Para os gerentes dos fundos de pensão ou para o BCE? Na realidade, isso só é um jeito de arrumar mais tempo para que os países do Euro possam imprimir suas novas moedas em quantidades satisfatórias; isso está acontecendo por toda parte. O objetivo é possibilitar um “graceful exit” do Euro no segundo semestre de 2010 – caso seja necessário, pois a próxima crise do Euro vez com certeza.

É por isso que o Dólar norte-americano está sob pressão. Não somente em relação às outras moedas, mas ele vem sendo impresso maciçamente e querem aumentar tal prática. Nas últimas semanas apareceram diversas notícias a respeito de um programa monstruoso de monetarização do FED. Algo assim: o FED “goes all in” no mercado de derivativos OTC. Eles gostariam de garantir 25 trilhões de Dólares em derivativos Credit Default Swap (CDS), que se sustentam nas Commercial Mortgage Backed Securities (CMBS), ou seja, nos títulos de uma carteira de diversos créditos de escritórios, shoppings etc. Estes créditos apresentam atualmente uma enorme desvalorização, principalmente nos EUA através da queda do consumo típico de uma depressão na qual o país se encontra. Já no início de 2010, foi anunciada uma redução monstruosa do crédito para Commercial Real Estate (CRE) nos EUA, e na Europa ela apareceu agora.

É só aguardar e confirmar que Heli-Bem Bernanke deverá arrematar quantidades gigantescas destes CMBS com dólares emitidos recentemente, como ele já está fazendo com o RMBS da Fannie Mae e Freddie Mac. Ou ele deverá sustentar os emissores destes CDS, como foi feito com a AIG. E tudo isso em paralelo com 80% dos correntes Títulos do Tesouro norte-americano que o FED arremata com Dólares frescos. O restante 20% deve ser comprado por bancos centrais estrangeiros.

Pergunta-se então, quem é o aleijado e fraco dentre as “reservas monetárias”, o Euro ou o Dólar? Na realidade, ambas são “papel higiênico’, o Dólar tingido de verde, o Euro colorido. É somente uma questão de tempo até que todos estejam liquidados, pois entrementes a inflação dá seus primeiros sinais. Da China temos notícias que se avizinha um crash de proporções estrondosas, principalmente nos imóveis: 65 milhões de novas residências e cidades inteiras estão vazias.

Conforme nos foi informado, é assustador a quantidade de lojas e imóveis vazios nos centros das cidades européias. É claro que isso não é anunciado no sião-eletrônico, pois tal fato não endossa a mentira de recuperação econômica anunciada para iludir as ovelhas – NR.


Ouro

É auto-explicável que diante do monstruoso programa de emissão de dólares, o preço do ouro deve ser reprimido, pois assim evita-se a fuga das divisas para o ouro. Na semana passada, todos os meios foram empregados para isso, mas somente durante um curto período conseguiu-se uma modesta redução de 100 Dólares, algo para US$ 1.160/onça. Nada mais foi possível. O ouro depositado pelos clientes dos bancos é usado por estes na venda ou empréstimo.

Tão logo a crise dos derivativos apontar no horizonte, o preço do ouro irá disparar novamente. No decorrer de agosto e setembro deveremos ter um novo all-time-highs e ultrapassar a marca dos 1.300 dólares/onça.

Assim que aconteça algo mais sério no sistema e o preço do ouro disparar, mas não recuar mais, nós podemos ter em poucos dias algo em torno de $ 10.000/onça. Isso não poderá ser evitado eternamente. No início de maio, isso quase aconteceu. Então nada mais será possível fazer.

O infeliz dia dos pais das crianças no campo de concentração (não "oficializado" pelos porcos elitistas) de Gaza

Créditos do Blog Infinito Aldo Luz amanagé ré


Criança de 4 anos enfrenta soldados de Israel para defender o pai

cliquem para ampliar a imagem(na cena final vocês vão notar que o soldado de israel "aproveita" para colocar uma caixa cheia de verduras na viatura...)

4 de agosto de 2010

“Vocês são cachorros! Vocês são cachorros! Grita desesperado o menino de 4 anos que tenta libertar o pai das mãos dos soldados de Israel.
“Devolvam meu pai! Devolvam meu pai”!
O pai, Fadel de 36 anos, foi detido quando defendia sua horta dos tratores israelenses na aldeia de Al Baq’a, a leste de Hebron.
Badran Jaber, avô do menino, disse que seu genro foi agredido e lamentou “o coração duro, mais duro do que uma rocha, dos soldados israelenses que não se comoveram com o choro da criança ao levarem o pai preso”.
“O menino já não dorme perguntando pelo pai, mas não sabemos que fim ele levou, já que ninguém nos informa”.
A cena, tão comum na Palestina, está tendo repercussão e indignação internacional graças às imagens.
Tudo teria começado porque Fadel, cuja horta fica nas proximidades do colonato de Kiryat Arba’a expulsou os colonos invasores euro-sionistas quando tentavam roubar sua plantação, como comumente têm feito durante a colheita das azeitonas.

Deprimente

Artigo: Crise, Luta e Esperança

Créditos do Site: Resistir.info
Via: Blog Infoworld

por Miguel Urbano Rodrigues

O fim da actual crise de civilização é imprevisível. Inevitável, conduzirá ao desmoronar do capitalismo ou a uma era de barbárie.

Prever datas para o desfecho seria, porém, um exercício de futurologia.

Mas uma certeza se esboça já no horizonte: a derrota espera o imperialismo nas guerras criminosas que os EUA desencadearam para manter e ampliar o sistema de dominação mundial do capital.

Os EUA estão atolados em guerras perdidas no Afeganistão e no Iraque e a sua aliança com o Estado neofascista de Israel é um factor de tensão permanente no Médio Oriente. As estratégias agressivas que desenvolvem na América Latina, na África e na Ásia Oriental são também incompatíveis com as aspirações dos povos ameaçados, contribuindo para o subir da maré anti-americana.

Nesta fase, iniciada com as agressões no Médio Oriente e Ásia Central, o imperialismo estadounidense encontrou situações históricas muito diferentes da que precedeu o seu envolvimento no Vietname e a humilhante derrota que ali sofreu. Nos EUA somente uma minoria percebeu que a guerra estava perdida quando Giap desfechou a ofensiva do Tet. A resposta de Johnson e Kissinger, cedendo aos generais do Pentágono, foi a ampliação da escalada. A agressão alastrou para o Laos e Washington enviou mais tropas para a fornalha vietnamita, semeando a morte e a devastação no Sudeste Asiático.

Transcorreram anos até à retirada dos EUA. Os povos foram lentos a compreender que o desfecho da trágica agressão ao Vietname era o prólogo de uma crise que significou a perda da hegemonia que Washington exercia sobre a economia do Ocidente desde o final da II Guerra. Nada foi igual desde então.

Mas o establishment norte-americano não extraiu as lições implícitas no fracasso das guerras da Coreia e do Vietname. A estratégia foi reformulada, mas a ambição imperial permaneceu, assumindo novas formas.

O cenário das agressões adquiriu proporções planetárias a partir do desaparecimento da União Soviética.

A primeira guerra do Golfo foi decidida no final da presidência de George Bush pai perante a passividade da URSS, prestes a desintegrar-se. Washington proclamou então que a humanidade havia entrado numa era de paz permanente, sob a égide dos EUA, garantes da Nova Ordem Mundial. Um obscuro epígono do capitalismo, Francis Fukuyama, saudou a morte do comunismo e anunciou o "Fim da História", apontando o neoliberalismo como a ideologia para a eternidade.

O desmentido aos profetas imperiais não tardou.

Quando as torres do Word Trade Center desabaram, o mundo entrou numa fase de turbulências anunciatórias de uma profunda crise de civilização. Após o 11 de Setembro de 2001, Bush filho, alegando necessidade de uma "cruzada contra o terrorismo", e afirmando que Deus estava com os EUA, invadiu o Afeganistão, semeando a morte a destruição naquele remoto país da Ásia Central.

Depois chegou a segunda guerra iraquiana, iniciada à revelia do Conselho de Segurança das Nações Unidas. A terra milenária da Mesopotâmia foi ocupada, os seus museus saqueados, o seu petróleo e gás entregues às petrolíferas dos EUA, dezenas de milhares de iraquianos chacinados.

Autoproclamando-se nação predestinada, com vocação para redimir a humanidade dos seus pecados, os EUA, sob a batuta da extrema-direita republicana, passaram a actuar como um Estado terrorista, disseminando o terrorismo pelo planeta.

Essa trágica situação somente foi possível pela cumplicidade da União Europeia, do Japão e do Canadá, estados ditos civilizados. Com o seu aval ao establishment bushiano abriram as portas à barbárie.

A eleição de um negro para a Presidência dos EUA gerou a ilusão de que o pesadelo iria findar. Mas Barack Obama, que chegou à Casa Branca com o apoio entusiástico do grande capital, mudou o discurso, mas manteve a politica imperialista. Pior, agravou-a.

O PÂNTANO AFEGÃO

Admiradores do Presidente norte-americano afirmam que ele é um humanista, vítima de uma engrenagem que o instrumentaliza. Mas a defesa que dele fazem não convence.

O Prémio Nobel da Paz tomou decisões que contribuíram para aprofundar a crise mundial. No plano interno a sua política tem sido, no fundamental, de capitulação perante as exigências do grande capital. Significativamente, o seu secretário do Tesouro, Geithner é um político que goza da confiança total de Wall Street.

No terreno internacional, o Presidente aumentou muito o orçamento do Pentágono, pediu ao Congresso verbas colossais para as guerras asiáticas, enviou mais 30.000 militares para o Afeganistão, e faz da vitória nessa guerra uma prioridade da sua politica exterior.

Entretanto, acumula derrotas no teatro afegão. A ofensiva no Helmand foi um fracasso; a de Kandahar foi sucessivamente adiada.

A divulgação dos documentos secretos oferecidos pela WikiLeaks ao NY Times, ao Guardian e ao Der Spiegel instalou o pânico na Casa Branca, e o inquérito do Pentágono sobre a fuga de informações classificadas abalou fortemente a confiança dos americanos no sistema de segurança do Departamento de Defesa.

Em declarações recentes, Julian Assange, o australiano que criou o WikiLeaks, revelou que crimes cometidos pelo exército dos EUA excedem em horror os massacres do Vietname. A chamada Força Tarefa Conjunta 373 tem por missão abater secretamente chefes talibãs e elementos suspeitos de pertencer à Al Qaeda.

Grupos de matadores especiais intitulados Kia são responsáveis pelo assassínio de centenas de civis em ataques cujas vítimas são designadas nos relatórios como "mortos em acções".

O rol dos crimes das tropas de ocupação da NATO também ocuparia muitas páginas. A chacina de Kunduz, da responsabilidade do contingente alemão, abalou o governo da chanceler Merkel, mas foi apenas uma das muitas matanças de civis cometidas pelas tropas de ocupação.

Julian Assange cita como exemplo das atrocidades dos aliados o bombardeamento de uma aldeia por uma força polaca. Dezenas de pessoas ali reunidas para festejar um casamento morreram num acto de retaliação concebido com crueldade.

Rotineiramente, o alto comando norte-americano promove inquéritos nesses casos para "apurar responsabilidades". Mas ninguém é punido.

Hamid Karzai, o presidente fantoche, protesta e pede providências, mas a indignação é simulada.

Milhares de civis nas aldeias da fronteira paquistanesa foram mortos pelos bombardeamentos realizados pelos drones – os aviões sem piloto. O actual comandante Supremo, o general Petraeus, define essas "missões" assassinas como indispensáveis ao êxito da nova estratégia de luta "contra o terrorismo"

FARSA DRAMÁTICA

Hillary Clinton, o vice-presidente Joe Binden e James Baker, o secretário da Defesa, têm visitado frequentemente o Afeganistão.

A encenação pouco varia. Deslocam-se para levantar o moral das tropas, dizer lhes que estão a lutar pela pátria, pela liberdade e a democracia contra o terrorismo, que a luta exige grandes sacrifícios, mas que a vitória na guerra afegã é uma certeza.

Todos aproveitam para pedir ao Presidente Karzai que "governe democraticamente", afaste colaboradores que não merecem a confiança dos EUA, e ponha termo à corrupção implantada no país.

Karzai faz promessas, reúne assembleias tribais que lhe aprovam a política e repete que é fundamental negociar com os "talibãs recuperáveis". É ele, chefe da máfia, o primeiro responsável pelo sumiço de milhares de milhões de dólares doados em conferências internacionais para o desenvolvimento e reconstrução do país, destruído pela invasão americana. A realidade não alterou o método. Em Kabul, a última dessas conferências acaba de aprovar mais uns milhares de milhões para "ajudar" o Afeganistão.

Entretanto, a produção de ópio, insignificante à data da invasão, aumentou 90% na última década.

É do domínio público que familiares do presidente mantêm íntimas ligações com o negócio da droga.

Nas suas periódicas visitas ao Paquistão, Hillary Clinton admoesta o presidente Asif Zardari pela insuficiência do esforço de guerra nas áreas tribais do Waziristão na fronteira do Afeganistão. Joe Binden repete-lhe o discurso. Ambos insinuam cumplicidade do Exército com as chefias talibãs.

O Primeiro-ministro britânico Cameron ao visitar o país foi tão longe nas suas críticas que o governo de Islamabad cancelou uma visita a Londres do chefe dos serviços de inteligência paquistaneses convidado pelo Intelligence Service.

Crónicas de correspondente europeus em Kabul e declarações de soldados dos EUA regressados da guerra afegã esclarecem que a moral das tropas de combate caiu para um nível muito baixo.

A demissão do general Stanley McChrystal, que criticara numa entrevista o presidente Obama, contribuiu para acentuar o mal-estar no Alto Comando. O general tem um currículo de criminoso, mas as suas opiniões sobre a condução da guerra são partilhadas por muitos oficiais.

Assim vão as coisas na guerra podre do Afeganistão.

No Iraque, a "pacificação" é um mito como demonstra o aumento de mortos em atentados bombistas em Bagdad e na região Norte, controlada pelos kurdos. O discurso de Obama aos veteranos deficientes, no dia 1 de Agosto, sobre a retirada das tropas foi um exercício de hipocrisia, semeado de mentiras e estatísticas falsas.

Na Palestina, Israel continua a bloquear Gaza, bombardeada com frequência, e amplia a construção de casas na Jerusalém árabe e em colonatos na Cisjordânia.

O Irão é atingido por novas sanções, aprovadas pelo Conselho de Segurança, e a CIA promove atentados terroristas no Kuzistão, fronteiro do Iraque, e na província baluche, vizinha do Paquistão.

Na América Latina, Uribe, nas vésperas de ceder a presidência a Juan Manuel Santos, seu filhote político, criou uma crise com a Venezuela bolivariana ao forjar acusações sobre a presença das FARC em território daquele país. Os EUA, que vão instalar sete novas bases militares na Colômbia, aprovaram imediatamente a provocação.


Neste contexto de escalada militar em múltiplas frentes, a crise interna prossegue. O magro crescimento do PIB esconde a realidade.

O número de casas vendidas é o mais baixo dos últimos anos. Milhares de empresas fecham todos os meses. Em cidades outrora famosas pela riqueza, como Detroit e Pittsburg, bairros inteiros estão hoje desabitados. O desemprego alastra. Nas universidades aumenta o ensino elitista. A tão elogiada reforma dos "cuidados de saúde" dificultou mais o acesso de milhões de imigrantes ilegais aos hospitais (v.Fred Goldstein, odiario.info, 22/04/2010).

A Finança, essa prospera. Os gestores dos grandes bancos continuam a receber reformas e prémios fabulosos. Um desses gigantes, o Wells Fargo, acumulou lucros de milhares de milhões de dólares com a lavagem do dinheiro da droga (v. Cadima, Avante! , 29/07/2010).

O controlo hegemónico do sistema mediático pelo grande capital impede, porém, a humanidade de tomar consciência da profundidade da crise. Nos EUA, pólo do sistema, o discurso do Presidente transmite um panorama optimista da situação, anunciando melhores tempos e vitórias imaginárias.

Somente uma minoria de cidadãos, nos EUA, na Europa, e nos demais continentes estão em condições de descodificar o discurso da mentira irradiado pelo grande capital.

Para as forças progressistas ajudar os povos a compreender a complexidade e a extrema gravidade da crise do sistema é, por isso mesmo, uma tarefa revolucionária. Porque essa compreensão é fundamental para o incremento e dinamização da luta dos trabalhadores em cada país contra o projecto de dominação imposto pelo sistema que ameaça mergulhar a humanidade na barbárie.