quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Documentário: Operação Prato - Linha Direta

A Operação Prato foi a maior investigação ufológica já realizada por órgãos governamentais no Brasil. Durante quase quatro meses a Força Aérea Brasileira através do I Comar (Comando Aéreo Regional) disponibilizou agentes militares para investigarem estranhas manifestações de objetos voadores não identificados.

O fenômeno, segundo relato das vítimas, emitia um feixe luminoso, que as deixava em estado de inanição. A população apelidou o misterioso movimento de luzes de "Chupa-chupa", pois havia a crença de que o feixe luminoso sugava o sangue das pessoas. Assustadas e desprotegidas, muitas famílias optaram pela fuga. Porém, parte da população decidiu enfrentar o desconhecido. Os moradores armaram-se com paus, pedras, velhas espingardas e terçados e passavam as noites em vigília, aguardando a aparição das luzes.



Para tentar evitar a aproximação do objeto, acendiam fogueiras, batiam em latas, apitavam e soltavam fogos de artifício. Impotentes diante de tanta desordem, os prefeitos da região pediram ajuda às Forças Armadas. Daí surgiu a misteriosa Operação Prato.

A missão era sigilosa e durou oficialmente apenas quatro meses. O cancelamento, sem qualquer tipo de explicação, frustrou o então capitão Uyrangê Bolívar Soares de Hollanda Lima e sua equipe, que estavam, na opinião deles, obtendo avanços notáveis. Segundo Hollanda, os militares não viram apenas luzes, mas naves espaciais gigantescas, que teriam sido filmadas e fotografadas pela equipe.



Em outubro de 1997, Hollanda, então coronel reformado, teria se suicidado no Rio de Janeiro, enforcando-se com o cordão do seu roupão. Sua estranha morte é mais um ingrediente misterioso dessa fantástica história.



O Documentário tem a duração de 44 minutos.




FONTE

terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Estrondo sugere queda de objeto estranho na Arábia Saudita

Eventos surpreendentes estão ocorrendo ao redor do mundo e nada sobre eles estão sendo publicado. Na Arábia Saudita, na semana passada ocorreu um notável avistamento do que poderia ser muito bem um acidente com OVNI, e foi testemunhado por milhões de indivíduos na redondeza. Fotos e vídeos ilustram o incidente.

Fóruns de discussões na Internet em árabe formados por cidadãos do Oriente Médio, afirmam ter testemunhado o que está sendo descrito, até mesmo por alguns veículos de comunicação da imprensa árabe conservadora, como uma possível queda de um OVNI que estava fazendo manobras para assustar os humanos. Outros estão afirmando que o objeto era um Asteróide ou um Satélite. As testemunhas estão esperando uma explicação das agências meteorológicas locais, mas ainda não receberam nenhuma resposta.

Na quarta-feira, dia 7 de janeiro de 2009, depois do horário das orações à noite, foi ouvido um enorme estrondo vindo do céu, seguido pelo avistamento de uma luz enorme e intensa que vinha do oeste sobre o leste de Al-Qasim, na região da Arábia Saudita, perto da importante cidade de Riyadh. Muitos habitantes viram vários meteoros antes da explosão, mas mesmo assim, existem testemunhas que afirmam que esta explosão não tem nada a ver com meteoros porque tinha uma cor verde azulada e o objeto que estava explodindo emitia raios laser verdes.



Uma testemunha chamada Khalid comentou que ninguém jamais havia presenciado um fato como este.

Até no Kwait, pessoas viram o incidente. Muitas pessoas ficaram apavoradas e rezaram. Alguns postaram mensagens na Internet afirmando que a explosão poderia ser um sinal de Deus para que a guerra terminasse em Gaza. Os habitantes da região onde o objeto caiu, afirmam que ouviram uma explosão e um tremor enorme no solo, o que indica que o objeto provavelmente caiu. O governo Saudita não liberou nenhuma informação sobre o local do estrondo, mas informou ter isolado a área.

FONTE

segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Empresas e coorporações anunciam demissões em todo mundo

Diante da crise econômica global e na tentativa de reduzir os custos, empresas nos EUA, Europa e Japão anunciaram nesta segunda-feira (26) dezenas de milhares de demissões. Somente as demissões divulgadas hoje somam mais de 70 mil empregos.

Além disso, a agência de notícias japonesa Jiji Press informou pela manhã que as 12 maiores montadoras do Japão esperam cortar um total de 25 mil empregos no atual ano fiscal, que termina em 31 de março, para compensar a crise.

No Brasil, a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) anunciou nesta segunda-feira que, no estado, cerca de 130 mil postos de trabalho foram fechados no setor industrial no mês de dezembro. Todos os segmentos demitiram.

Siga lendo aqui.


->Parece que os planos para a implantação do Governo Global estão cada vez mais acelerados.Note que na notícia cita "empresas dos EUA, Europa e Japão", ou seja só a elite global, de uma forma que isto parecia que já estava combinado.Só nós resta continuar a acompanhar os acontecimentos e ver o fim que isso vai dar.

sábado, 24 de janeiro de 2009

Seria um OVNI na posse de Barack Obama? - Vídeo

A TV americana já comenta o fato e as pessoas na Internet também.

A verdade é que durante a transmissão da CNN da posse do Presidente Barack Obama, apareceu uma mancha escura no fundo que fez com que várias pessoas achassem que era um OVNI.

Vejam o filme:



veja a matéria na íntegra aqui:

FONTE

sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

O Descrédito

http://www.alentejolitoral.pt/PortalRegional/PublishingImages/Aconselhamento%20e%20Apoio/Esclarecimentos%20ao%20Consumo/cartao%20credito.jpg

A nossa civilização atual foi construída usando a atividade de Crédito. Após a falência de uma instituição de crédito norte-americana (com fortes vínculos com o setor imobiliário), veio aos olhos da população uma faceta perversa dessa atividade econômica: uma grande parcela da movimentação econômica nada tem a ver com atividades produtivas, são pura especulação financeira, constituindo uma economia podre. Começou a ficar mais claro para a população que todas as instituições financeiras (principalmente os bancos) trabalham majoritariamente com dinheiro virtual: nos bancos, dos 100% do dinheiro que eles dizem ter, cerca de 90% desse dinheiro é virtual (escritural) e apenas 10% é dinheiro físico. Portanto, qualquer banco do mundo quebra se seus correntistas forem sacar seus dinheiros em um mesmo instante. Por causa disso, o crédito que reinava se transformou em Descrédito: uma instituição financeira já não acredita na solidez financeira de outra instituição (com razão!), e como consequência o público fica sujeito a uma quantidade menor de crédito financeiro para suas atividades na sociedade.

Os manipuladores mundiais estão se aproveitando desta situação para efetuar uma concentração financeira ainda maior do mercado, para aumentar seu poder de controle sobre a população mundial: bancos estão comprando bancos, por exemplo (gerando monopólios). A tática de concentração de poder já vem sendo implementada há muito tempo, como na instituição da União Européia, Organização das Nações Unidas, etc. O caminho correto é exatamente o oposto: o da descentralização, com a distribuição de poder (e liberdade) para toda a população. Temos um exemplo muito didático dos benefícios desta descentralização de poder: antigamente os computadores eram caros e concentrados em apenas alguns pontos, com acesso restrito do público; posteriormente, o processo computacional foi distribuído por toda a população, gerando a internet que todos nós temos acesso (que nos permite acesso a informações impossíveis pelo processo antigo). A mesma distribuição pode ser feita com a energia elétrica (extraída do vácuo), tendo sua geração não-poluente feita na casa de cada pessoa. Os manipuladores mundiais odeiam esta distribuição de poder, obviamente, e tudo fazem para impedir sua disseminação.

FONTE

terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Obama dá sua posição em relação à Nova Ordem Mundial

Barack Obama assumi hoje o poder dos EUA.Coloco abaixo um video no qual ele diz sua posição em relação a tão comentada Nova Ordem Mundial.Ele disse isso durante sua turnê européia, no fim do ano passado.

Confira o vídeo abaixo:

domingo, 18 de janeiro de 2009

Explicações Micro Chips, Uma Moeda Mundial, Um So Governo - Vídeo

Umas das melhores explicações que já vi sobre o sistema mundial de uma so moeda, que todos nos já estamos usando, chamado créditos e débitos,.
Esse vídeo Dublado em português, mostra e fala sobre a implementação de micro chips. para as pessoas poderem comprar e vender, sobre o código de barras em todos os produtos, fala sobre um único governo mundial, uma só moeda (micro chip), chamado Nova Ordem Mundial.


sábado, 17 de janeiro de 2009

Órgãos afetados pelo flúor

Texto retirado do livro: "O Flúor e Outros Vilões da Humanidade"

O Flúor, desde que foi adicionado a água de consumo, passou a ter como opositores cientistas, dentistas, médicos e ecologistas, preocupados com os seus efeitos sistêmicos em plantas, animais e no Homem.


Seguem-se estudos recentes sobre o Flúor, demonstrando os efeitos maléficos causados por esse elemento, possivelmente o maior vilão de toda a historia do Homem.


“A fluoretação da água é um fenômeno peculiar americano. Ela começou quando o amianto revestia canos, chumbo era colocado na gasolina, PCB’s introduzidos em transformadores e o DDT era considerado como seguro e efetivo. Um a um esses produtos químicos foram sendo banidos, mas a fluoretação permaneceu intocada” (The absurdities of Water Fluoridation, Paul Connet, Ph.D., Novembro 2002).


Esse mesmo autor acrescenta que a fluoretação é anti-ética, porque não respeita o direito individual de uso, porque não se pode controlar a dose dada ao paciente, e porque ignora o fato de que algumas pessoas são mais vulneráveis aos efeitos tóxicos do que outras.


“fluoretação é um erro extremamente perigoso” (...) “Fluosilicicos nunca foram testados quanto a segurança em humanos e animais” (...) “Espantosamente os fluossilicicos são resíduos de industrias de fertilizantes e contém quantidades traço de contaminantes, tal como o Arsênico, mercúrio, Chumbo e outros” (Paul Beeber, presidente da Coligação de Oposição à Fluoretação do Estado de Nova York).

Com relação aos distúrbios orgânicos causados pelo flúor, pesquisas têm demonstrado que:

- os sintomas iniciais de fluorose Osteoarticular, são caracterizados por dores nas juntas, que é difícil de distinguir de artrite. De acordo com a revista de fluoretação “Chemical Engineering News”, pelo fato de que sintomas clínicos são semelhantes à artrite, as duas primeiras fases de Fluorose osteoarticular podem ser facilmente mal diagnosticadas (como artrite). Da mesma forma, a própria Organização Mundial de Saúde alerta que casos iniciais (de Fluorose osteoarticular) podem ser diagnosticados como reumatóides ou osteoartrite”.


É estimado que aproximadamente 40 milhões de americanos sofrem de artrite, do tipo mais comum, a osteoartrite.


Reforçando a campanha anti-fluor, Paul Connet, Ph.D., professor de Química da Universidade de St. Lawrense e Michael Connet publicaram, em Março de 2001, o artigo “50 reasons to Oppose Fluoridation” (50 razões para se opor a fluoretação), do qual extraímos alguns trechos:


Sendo cumulativo, somente 50% do Flúor ingerido diariamente é excretado pelos rins, o restante fica acumulado nos ossos, glândula pineal e outros tecidos.


O nível de flúor na água (1ppm) é 100 vezes mais alta que a normalmente encontrada no leite materno, que é de apenas 0,01 ppm.

O Flúor é mutagenico, causa dano cromossômico e altera a função dos espermatozóides, reduzindo assim a taxa de fertilidade. Ele forma complexos com grandes números de metais, inclusive os necessários ao organismo. Altera enzimas onde o magnésio é um importante co-fator e carreia Alumínio para o cérebro, agravando o Alzheimer.

Em 1995 o jornal norte-americano “Neurotoxicology and Teratology” publicou estudos mostrando que o Flúor acumulado no cérebro de ratos produziu déficit comportamental típico de agentes neurotóxicos. No estudo, o Flúor induz dano na região do hipocampo cerebral, área ligada a hiperatividade e déficits cognitivos.

Estudos chineses mostram baixa de Q.I. em crianças, associados a exposição ao Flúor (Li e colaboradores, 1995, Zhao e colaboradores, 1996 e Lu e colaboradores, 2000).


O Flúor acumula em ossos, tornando-os quebradiços e aumenta a taxa de fraturas de bacias em idosos. Dezenas de estudos de laboratórios têm demonstrado que o Flúor é mutagênico e que é uma substancia carcinogênica. Ratos tratados com Flúor tiveram um significativo aumento estatístico de câncer ósseo (osteosarcoma), o que não foi encontrado nos ratos controles.


Acumulando-se na glândula pineal, reduz a produção de melantonina, hormônio importante na indução do sono e cuja redução pode levar ao inicio precoce da puberdade.


“Anteriormente, no século XX, o Flúor era prescrito por um certo numero de médicos europeus para reduzir a atividade da glândula tireóide, para aqueles que sofriam de hipertireoidismo” (Merck Index, 1960, pg. 952, Waldbott e colaboradores, 1978, pg 163).

O Flúor é, portanto, um depressivo tireoidiano, podendo levar a hipotireoidismo e consequentemente a disturbios relacionados a ele, como depressões, fadiga, aumento de peso, dores musculares, aumento de colesterol e doenças cardíacas.

FONTE

sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

Um vídeo realmente fantástico

O vídeo a seguir mostra um F-16 em companhia de algo enorme no céu.


O Vídeo da BBC do dia 20 de setembro de 2007, e está sem som.

Trata-se de um filme feito por um piloto de um F-16 das forças israelitas em exercício de guerra na fronteira com a Síria.

Vejam o vídeo:





FONTE

Zodiacus - Documentário

Profecia das nações -> ISRAEL, astrologia e profecias para 2009.




terça-feira, 13 de janeiro de 2009

A cura de todas as doenças


O cientista Royal Raymond Rife

Este brilhante cientista (1888-1971), após estudar no Johns Hopkins, desenvolveu uma tecnologia que é ainda comumente usada hoje nos campos da ótica, eletrônica, radio-química, bioquímica, balística e aviação.

Os modernos microscópios eletrônicos matam instantaneamente tudo o que estiver sob ele, vendo apenas os restos mumificados e os detritos. O que o microscópio de Rife pode ver é a atividade viva de viroses viventes enquanto eles mudam de forma para se acomodar as mudanças no ambiente, duplicam rapidamente em resposta aos carcinógenos e transformam células normais em células tumorosas.

Rife identificou meticulosamente a assinatura espectroscópica individual de cada micróbio. Ele então girou lentamente prismas de blocos de quartzo para focar a luz de comprimento de onda único sobre os microorganismos que estava examinando. Este comprimento de onda foi selecionado porque ressonava com a frequência da assinatura do espectroscópio do micróbio baseado no fato agora estabelecido de que cada molécula oscila em sua distinta frequência.

Os átomos que se juntam para formar uma molécula são mantidos juntos nessa configuração molecular com uma cadeia de energias covalentes que emite e absorve sua própria frequência eletromagnética específica. Nenhuma entre duas espécies de moléculas têm as mesmas oscilações eletromagnéticas ou assinatura energética. A ressonância amplifica a luz da mesma maneira que duas ondas do oceano intensificam uma a outra quando se juntam.

O resultado de usar um comprimento de onda ressonante é que os microorganismos que são invisíveis na luz branca repentinamente se tornam visíveis em um brilhante flash de luz quando são expostas à frequência de cor que ressona com a sua própria e distinta assinatura espectroscópia. Rife foi então pode ver estes organismos, invisíveis de outra forma e assisti-los invadindo ativamente culturas de tecidos. A descoberta de Rife possibilitou a ele ver organismos que ninguém mais poderia ver com microscópios comuns.



Mais de 75% dos organismos que Rife podia ver com seu Microscópio Universal são visíveis somente com a luz ultravioleta. Mas a luz ultravioleta está fora do âmbito da visão humana, é invisível para nós. O gênio de Rife permitiu a ele superar esta limitação pelo heteródino, que basicamente, é uma técnica de combinar dois sinais para obter um terceiro sinal. Ele iluminou o microscópio (geralmente um vírus ou bactéria) com dois comprimentos de ondas da mesma frequência da luz ultravioleta que ressonava com a assinatura do espectro do micróbio. Estes dois comprimentos de ondas produziram interferência onde eles se juntaram.

Esta interferência era, em efeito, uma terceira onda, mais longa que adentrou a porção visível do espectro eletromagnético. Foi assim que Rife tornou visíveis os micróbios invisíveis sem matá-los, um feito notável que os microscópios eletrônicos atuais não podem repetir.

Neste tempo, Rife estava tão à frente dos seus colegas dos anos 1930 que eles não poderiam compreender o quê ele estava fazendo, sem ir ao laboratório de Rife em San Diego para ver através o seu microscópio de vírus, eles mesmos. E muitos fizeram exatamente isso.

Uma delas foi Virginia Livingston. Ela finalmente mudou-se de New Jersey para Point Loma nos arredores de San Diego e se tornou uma frequente visitante do seu laboratório. Hoje, é frequentemente dado a Virginia Livingston o crédito por identificar o organismo que causa o câncer humano, começando pelas pesquisas que ela começou a publicar em 1948.

Na realidade, Royal Raymond Rife tinha identificado o vírus do câncer humano primeiro ... nos anos 20! Então, Rife fez mais de 20.000 tentativas sem sucesso para transformar células normais em células tumorais. Ele finalmente conseguiu quando irradiou o vírus do câncer, o passou pelo filtro ultrafino de porcelana que retia células e injetou em animais de laboratório. Não satisfeito em provar que este vírus causaria um tumor, Rife então criou 400 tumores em sucessão a partir da mesma cultura.



Ele documentou tudo com filme, fotografias e registros meticulosos. Ele deu ao vírus do câncer o nome “Cryptocides Primordiales”. Virginia, em seus papéis, o renomeou “Progenitor Cryptocides”. Royal Rife nunca foi nem mesmo mencionado em seus papéis. De fato, Rife raramente obteve o crédito por suas descobertas monumentais. Ele era um cientista quieto e modesto, dedicado a expandir suas descobertas, mais do que ambições, fama e glória.

Rife também trabalhou com cientistas e doutores renomados do seu tempo, que também confirmaram ou endossaram várias áreas do seu trabalho. Ele usou o mesmo princípio para matá-las, a que as tornou visíveis: a ressonância. Aumentando a intensidade de uma frequência que ressonava naturalmente com estes micróbios, Rife aumentou suas oscilações naturais até que eles distorcerem e desintegrarem do seu estresse natural. Rife chamou esta frequência de “taxa oscilatória mortal (TOM), e não causou danos nenhum aos tecidos vizinhos.

Os instrumentos de Rife atuais usam certas frequências selecionadas e seus harmônicos para executar o trabalho. Estes princípios podem ser ilustrados pelo uso de uma intensa nota musical para quebrar uma taça de vidro: as moléculas do vidro já estão oscilando em algum harmônico (múltiplos) dessa nota musical; elas estão em ressonância com elas. Porque todas as outras têm frequências de ressonância diferentes, nada além do vidro é destruído. Há literalmente centenas de trilhões de frequências de ressonância diferentes e cada espécie e molécula tem a sua própria, bem peculiar.



Rife levou muitos anos até descobrir as frequências que destruiam especificamente herpes, pólio, meningite espinhal, tétano, influenza e um número imenso de outros organismos causadores de doenças perigosas.

Em 1934, a Universidade da Califórnia do Sul formou um comitê especial de pesquisa médica para trazer pacientes de câncer terminal do Hospital de Pasadema County para o laboratório e clinica de Rife em San Diego para tratamento. A equipe incluia doutores e patologistas reconhecidos para examinar os pacientes – se ainda vivos – em 90 dias.

Após os 90 dias de tratamento, o comitê concluiu que 86,5% dos pacientes tinham sido completamente curados. O tratamento foi então ajustado e os restantes 13,5% dos pacientes também reagiram nas 4 semanas seguintes. O índice de recuperação total usando a tecnologia de Rife foi de 100%.

Em 20 de novembro, 44 das mais respeitadas autoridades médicas do país honraram Rife com um banquete anunciando “o fim de todas as doenças” sob os cuidados do Dr. Milbank Johnson em Pasadema. Mas em 1939, quase todos estes distintos doutores e cientistas negaram ter encontrado com Rife. O quê aconteceu para fazer com que tantos homens brilhantes tivessem esse completo lapso de memória? Parece que a notícia do milagre de Rife com pacientes terminais tinha chegado a outros ouvidos.



Em primeiro lugar, uma tentativa foi feita para “comprar” Rife. Morris Fishbein, que tinha adquirido todo o estoque da Associação Médica Americana em 1934, enviou um advogado/procurador a Rife com um oferta “irrecusável”. Rife recusou. Nunca soubemos os termos exatos desta oferta. Mas sabemos os termos da oferta que Fishbein fez para Harry Hoxsey para controlar o seu remédio herbal contra câncer. Os associados de Fishbein receberiam todos os lucros por nove anos e Hoxsey não receberia nada. Depois, se eles estivessem contentes com o desempenho do produto, Hoxsey passaria a receber 10% dos lucros. Hoxsey decidiu continuar o negócio sozinho.

Quando Hoxsey recusou a proposta de Fishbein, este valeu-se das suas conexões políticas imensamente poderosas para prender Hoxsey 125 vezes em 16 meses. As acusações (baseadas em prática sem licença) foram sempre removidas no tribunal, mas o tormento levou Hoxsey à loucura.

Mas Fishbein deve ter concluído que a sua estratégia não funcionaria com Rife. Primeiro, Rife não poderia ser preso por prática sem licença como Hoxsey. Um acusação falsa significaria que as testemunhas de defesa de Rife seriam apresentadas por proeminentes autoridades médicas trabalhando com Rife. E a defesa teria a oportunidade de apresentar evidência como o estudo médico de 1934 feito com o comitê americano. A última coisa no mundo que a indústria farmacêutica queria era uma audiência pública sobre a terapia sem dor que curou 100% dos pacientes terminais de câncer e não custa nada além de um pouco de eletricidade. Isto poderia dar às pessoas a idéia de que elas não precisavam de drogas.

E finalmente, Rife tinha gasto décadas acumulando meticulosa evidência de seu trabalho, incluindo filmes e fotografias de imagens congeladas. Nenhuma outra tática era necessária. O primeiro incidente foi o gradual roubo de componentes, fotografias, filmes e registros escritos do laboratório de Rife. O ladrão nunca foi pego. Então, enquanto Rife se esforçava para reproduzir seus dados perdidos , alguém vandalizou seus preciosos microscópios de vírus. Peças do seu microscópio de 5682 partes foram roubadas.

Antes, um incêndio provocado tinha destruído o laboratório de Burnett de vários milhões de dólares, justamente quando cientistas estavam preparando-se para anunciar a confirmação do trabalho de Rife. Mas o pior aconteceu mais tarde, quando a polícia confiscou ilegalmente o restante dos 50 anos de pesquisas de Rife.

Os jornais médicos, patrocinados quase que inteiramente pelos anúncios das empresas de drogas e controlados pela AMA, recusaram publicar qualquer artigo de qualquer um envolvido com a terapia de Rife. Portanto, uma geração inteira de estudantes de medicina se formaram e começaram a trabalhar sem nunca terem ouvido falar dos importantes avanços da medicina de Rife.

A conclusão inevitável alcançada por Rife foi que seu trabalho durante toda a vida e as descobertas não só tinham sido ignoradas, mas provavelmente seriam enterradas com ele. Naquele ponto, ele parou de produzir e gastou o último terço da sua vida se afogando no alcoolismo.

FONTE

segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

A saga da doutora Phyllis Mullenix

http://www.fluoridealert.org/images/DSYT/mullenix.jpg

O Dra. Phyllis Mullenix, então chefe do Toxology Department at the Forsyth Dental Center, afiliado ao Harvard Medical School, foi convidada pelo Dr. Harold Hodge, um dos fundadores do society of Toxology, a dar início ao Forsyth’s Toxicology Department com a pesquisa sobre o potencial neurotóxico do flúor. Segue, pois, um resumo do seu depoimento, em 14 de setembro de 1998.

"Era 1982 quando soube que o flúor necessitava ser investigado. Mas até conseguirmos desenvolver a tecnologia adequada para determinar com precisão quão seguro são os tratamentos dentários à base de flúor passaram-se cinco anos.

Inicialmente o estudo despertou pouco interesse. Estávamos mais ansiosos por algo mais excitante. Baseando-nos em um modelo já existente para estudar a fluorose dental, esperávamos que os ratos, ao beberem a água fluoretada, tivessem o mesmo comportamento do grupo de controle. Não foi, porém, o que aconteceu.

A literatura científica de que dispúnhamos levava a crer que eles tolerariam 175 ppm de flúor na água e que o flúor não cruzaria as barreiras sangüíneas do cérebro. Também não se supunha que a exposição pré-natal ao flúor provocasse alterações futuras de comportamento. Mas todas essas pressuposições não se confirmaram.

Assim, nosso relatório foi o primeiro estudo laboratorial a demonstrar, in vivo, que as funções do Sistema Nervoso Central são vulneráveis ao flúor, que seus efeitos sobre o comportamento estão relacionadas à idade a que se lhe foi exposto e ao seu acumulo nos tecidos do cérebro – a exposição pré-natal, por exemplo, produz comportamentos semelhantes à hiperatividade induzida por drogas e/ou deficiências cognitivas.

O estudo não examinou a histologia do cérebro, mas sugerimos que os efeitos sobre o comportamento eram consistentes no que diz respeito à interrupção do desenvolvimento do hipocampo – a região do cérebro relacionada com a memória.

Embora a pesquisa não tenha sido projetada para estabelecer a dosagem de flúor que afeta o Sistema Nervoso Central, ficou evidente que os níveis de flúor no plasma sangüíneo dos ratos que consumiram água com 75 a 125 ppm/dia de flúor equivalem aos encontrados no plasma dos humanos que ingeriam entre 5 e 10 ppm/dia.

Esses mesmos níveis são observados no plasma das pessoas que se submetem a certos tratamentos contra osteoporose. E as aplicações tópicas de flúor nos dentes fazem com que dentro de uma hora os níveis no plasma sangüíneo das crianças cheguem a ser até 10 vezes mais elevados.

Os humanos estão sendo expostos a níveis de flúor semelhantes aos que observamos alterar o comportamento e a disfunção motora dos ratos, promover a diminuição do QI e dificultar o aprendizado – dados que representam apenas uma peça do quebra-cabeça, pois o quadro completo ainda está por emergir.

Estudos epidemiológicos dos chineses (Fluoride, 1995-1996) vieram igualmente demonstrar a diminuição do QI nas crianças superexpostas ao flúor, fosse através da água que bebiam ou da fuligem de carvão que inalavam.

Um outro estudo (International Clinical Psychopharmacology, 1994) sobre 60 anos de exposição ao flúor listou uma serie de conseqüências comuns ao Sistema Nervoso Central – problemas de concentração e memória, confusão mental, dor de cabeça, letargia e depressão.

Estudos recentes também demonstraram que a exposição prolongada dos ratos ao flúor, através da água, compromete a integridade neural (hipocampal) e cerebrovascular (barreira sanguínea do cérebro), assim como aumenta a concentração de alumínio nos tecidos do cérebro.

Segundo Masters e Coplan, o uso de silicofluorado na água também promove o aumento dos níveis de chumbo no sangue das crianças – um fator de para o aumento da criminalidade, deficiência de atenção e problemas de aprendizado.

O trabalho apresentado pela Dra. Jennifer Luke, no encontro do International Society for Fluoride Research (ISFR), de 1998, em Bellingham (Washington), mostrava que o flúor se acumula tanto ou mais na glândula pineal do que nos ossos e dentes, afetando a biossíntese da seratonina e da melatonina.

Nesse mesmo encontro expus o fato de os esteróides fluorados (dexametasone) serem fator de perturbação muito mais danoso ao comportamento do que os esteróides não fluorados (prednisolon). Por isso, crianças medicadas com esteróides fluoretadas contra a leucemia sofrem redução no QI, na capacidade de compreensão da leitura e de fazer cálculos matemáticos, na memória de curto prazo ou memória elétrica.

A quantidade de flúor a que estamos sendo expostos é muito alta, pois, além de presente nos cremes dentais e na água que se bebe, a fluoretação da água e pesticidas como a criolita aumentam o teor de flúor nas bebidas e nos alimentos, somando-se também a tendência de se fluorar os medicamentos em geral.

Presentes em vários compostos industriais, a exposição ao flúor é ainda maior aqueles que trabalham ou vivem perto das fabricas de aço, alumínio, petróleo, tijolos, vidro, etc.

Portanto, não se pode mais ignorar suas conseqüências do flúor sobre o Sistema nervoso Central dos seres humanos."

Para fechar a historia, recorro ao artigo de Dale Brown, que descreve as conseqüências da apresentação dos resultados da pesquisa ao National Institute of Dental Research (NIDR), uma divisão do National Institute of Health (NIH).

“Eu não fazia idéia do que estava por vir. No principal hospital do NIH, indo dar um seminário ao NIDR para contar-lhes que o flúor é um neurotóxico!, em todas as paredes por que passava estava escrito: Os milagres do flúor”, contou Mullenix.

Terminado o seminário, ela foi interpelada pelos representantes da industria odontológica, que lhe perguntaram se ela estava querendo dizer que os produtos que fabricavam fazia diminuir o QI das crianças. Ao que ela respondeu que, basicamente, sim.

Não demorou muito para Mullenix ser demitida da chefia do laboratório através de uma carta que dizia que seu trabalho não se relacionava com a odontologia e que determinar a segurança e a toxidade do flúor não era um assunto pertinente ao Instituto. Por que, então, o estudo lhe havia sido encomendado?

Por coincidência (ou recompensa), logo após sua demissão, o Forsyth Institute recebeu US$ 250 mil dólares da Colgate e os equipamentos, que por cinco anos Mullenix havia projetado para aquele estudo especifico, foram encontrados misteriosamente danificados.

A pesquisa, porem, foi publicada pelo Lournal of Neurotoxicology and Teratology, demonstrando que exposição pós-natal ao flúor gera a falta de iniciativa e a tendência a inatividade, enquanto que a exposição pré-natal gera a hiperatividade – condição que tem obrigado muitas criança a viverem sob a ação do Ritalin (fármaco com propriedades bioquímicas semelhantes à cocaína).

“Eu escolhi a ciência porque ela é divertida e gostaria de retornar a fazer mais pesquisas, mas eu não confio mais na integridade do sistema. As pesquisas são totalmente controladas” – diz Mullinex.

E assim terminou a carreira de uma brilhante pesquisadora que, embora hoje se encontre no Research Associate in Psychiatry do Children’s Hospital Medical Center, em Boston, jamais conseguiu verba para qualquer outro trabalho investigativo.

Texto do livro Saúde & Beleza Forever de Mônica Lacombe Camargo 2003.

FONTE

A ciência comprovando as profecias maias ?

Os Maias acreditavam que existia um Sol no centro da Galáxia e o chamavam de Hunabku (Deus é Um), e que esse nucleo da galaxia (Hunabku) mandava informações à Terra, através do nosso sol, para equilibrar o sistema solar.
Estaria a Ciencia atualmente comprovando a cosmologia Maia ?

Dr. Paul LaViollete e’ fisico formado pela Universidade Johns Hopkins, e Ph.D pela Portland State University.
Ele e’ atualmente presidente da “The Starburst Fundation”, instituicao de pesquisa interdisciplinar cientifica.
Dr. Laviollete e’ autor de 3 livros: “Earth Under Fire” (Terra sob fogo), Beyond the Big Bang (Alem do Big Bang) e “Subquantum Kinetics”. Tambem tem varios trabalhos publicados nas areas de fisica, astronomia, climatologia, teoria de sistemas, e psicologia.

Em seu ultimo livro “Earth Under Fire” ele publicou os resultados de mais de 15 anos de pesquisas sobre a influencia de raios cosmicos no sistema solar. Ele defende que altas descargas de raios cosmicos, originados de uma fonte muito distante da galaxia, tem atingido o sistema solar, e assim o planeta Terra. Um fenomeno que agora comeca a ser comprovado por dados cientificos, atraves do descobrimento de altas concentracoes de poeira cosmica (formadas basicamente por Iridio e cobre, muito presentes em cometas e meteoritos) nas camadas de gelo que estao nas regioes polares (Groelandia e Antartica).

Usando uma tecnica chamada “Neutron Ativation” na qual bombardeava as amostras de gelo, permitindo medir o nivel de raios gamas contido.
Baseado nesse trabalho ele previu a entrada de poeira intraestelar dentro do Sistema Solar, 10 anos antes de sua confirmacao em 1996, atraves de dados extraidos da sonda Ulysses.
Explosoes de raios cosmicos provindos do centro da galaxia sao os mais energicos fenomenos que vem ocorrendo no Universo atraves dos tempos. Sao emitidos por raios carregados de eletrons, acompanhados por radiacoes eletromagneticas, variando na forma de radio frequencia e em caso mais violentos, em frequencias de raios X e gamas. E esses raios atingem o sistema solar, especificamente a atmosfera de nosso planeta, causando grandes disturbios.
Atraves da analise de dados astronomicos e geologicos, revelam que raios de eletrons e radiacoes magneticas vindos de uma “irrupcao” do centro da galaxia, atingiu o sistema solar no fim da ultima era do gelo (entre 12.000 a 15.000 anos atras).

Esses raios cosmicos, atingiram diretamente nosso Sol, gerando violentas tempestades solares, afetando o clima da Terra, criando gigantes disturbios no planeta, desencadeando a pior extincao em massa jamais vista no periodo Terciario.
Os efeitos do sol no planeta foram causados pela massiva quantidade de poeira cosmica que entraram no sistema solar atraves da energia provinda do centro da galaxia.
Observacoes astronomicas tem mostrado que atualmente o sistema solar esta emergido em densas nuvens de poeira cosmicas. Mas esse material tem se mantido estavel devido a pressao externa dos ventos solares. Com a descargas desses raios cosmicos (galactic superwaves), eles alteraram os ventos solares, intensifcando sua forca, aumentando de forma dramatica as radiacoes solares sobre a Terra. Detalhes desse cenario podem ser encontrados no livro do Dr. Laviollete “Earth Under Fire que foi base para sua tese para o Ph.D.
Dr. Laviollete sugere que essa poeira cosmica causou um enorme aumento das atividades Solares, causando o aquecimento da atmosfera terrestre e o cambio dos polos magneticos causando a extincao de 90% das especies no planeta.

Esses raios cosmicos, provindo do centro da galaxia (galactic superwaves) e’ um fenomeno recentemente descoberto. Foi nos anos 80 que os astronomos descobriram que a enorme fonte de energia, que se situa no centro da galaxia, periodicamente torna-se ativa. Durante esse periodo ativo, o centro da galaxia libera toda essa energia, em uma intensidade igual a explosao de mais de 100 mil supernovas juntas. Em algumas galaxias essas explosoes tem sido observadas e algumas dessas explosoes chegaram ao equivalente a explosao de bilhoes de supernovas juntas, ou seja, estamos falando de uma intensidade inimaginavel.
Recentemente astronomos acreditavam que essas explosoes de energia, nao eram frequentes, podendo ocorrer em intervalos de 10 a 100 milhoes de anos. Eles tambem acreditavam que o campo magnetico localizado no nucleo da Galaxia, bloqueariam parte dessa energia liberada, fazendo com que chegassem a Terra lentamente e sem perigo. Entretanto Dr. Laviollete em 1983 apresentou para a comunidade cientifica fortes evidencias:
- As explosoes originadas do centro da galaxia, ocorrem num intervalo entre 13 mil e 26 mil anos.
- Os raios comicos (galactic superwaves) derivados da explosao do nucleo, nao sofrem qualquer interferencia ou barreiras, atingindo o sistema solar com forca total, a quase a velocidade da luz.

Essas descobertas geraram preocupacao sobre os efeitos que a explosao do nucleo da galaxia poderia causar, liberando quantidades gigantescas desses raios cosmicos e atingindo nosso planeta sem aviso algum.
Dados obtidos atraves de amostras de gelo dos articos, revelam a ocorrencia desse fenomeno entre 10.000 e 15.000 anos atras.

Parte das pesquisas do Dr. Paul Laviollete, se direcionaram na investigacoes de textos deixados pelas antigas civilizacoes, como as civilizacoes mesoamericanas, egipcias e outras ao redor do mundo. E e’ inacreditavel como textos antigos comprovam, validam ainda mais os achados cientificos. Ele afirma que atraves da cosmologia Maia e Egipcia sinais foram deixados para adverter sobre um especifico evento cosmico. E que as Constelacoes do Zodiaco foi um instrumento deixado por uma antiga civilizacao, com o intuito de indicar nos ceus, o nucleo da Galaxia, atraves da constelacao de sagitario. Se tal evento, ocorrese nos dias de hoje poderiamos ver seus sinais. Dr. Laviollete diz que o centro da galaxia se tornaria luminoso, talvez mais luminoso do que a estrela mais brilhante nos ceus, como o planeta Venus. Teria um brilho azulado com formato de um olho. Curiosamente, nas profecias dos Indios americanos Hopi, consta que a proxima destruicao do mundo sera’ comandado por “Saquasohuh”, o espirito da estrela azul.

Dr. Laviolette declara:
“Hoje, amanha, ano que vem, nosso planeta pode ser mais uma vez atingido por essa massiva quantidade de energia (galactic superwave) vinda do centro da galaxia. Esses raios virao encobertos e escondido de nos, nao saberemos ate que nos atinja. Na verdade vivemos na beira de um “Vulcao Galactico”. Nao sabemos quando, a magnitude, severidade ou quais os impactos em nosso ambiente na proxima explosao. Nos nao estamos preparados para lidar com esse tipo de evento, muito menos evita-lo.

FONTES:
Artigo: http://www.orkut.com.br/Main#CommMsgs.aspx?cmm=172058&tid=5227041122686472303

Original:
Dr. Paul Laviolette
http://www.etheric.com/LaViolette/LaViolette.html

Livro “Earth Under Fire”
http://www.amazon.com/gp/reader/1591430526/ref=sib_dp_pop_fc?ie=UTF8&p=S001#reader-link

domingo, 11 de janeiro de 2009

Finalmente um círculo inglês sem enigmas (segunda parte)

Por Antonio Ilenich em 21 de dezembro de 2008.

"Hoje é dia 21 de dezembro de 2008. Daqui há exatamente 4 anos, à partir de hoje, acaba o calendário de conta longa da cultura Maia.

A contagem de datas neste calendário teve início no dia 11 de Agosto de 3114 a.C. (no calendário gregoriano proléptico), e é tão preciso que eles conseguiram prever e registrar todos os eclipses solares até 2012, com uma margem de erros insignificante.

No dia 20 de julho desse ano 2008, escrevi um artigo intitulado “Finalmente um círculo inglês sem enigmas”, o qual foi publicado pelo site do CUB.

Escrevi o artigo pois, pesquisando na internet, descobri que no dia 15 de julho, apareceu um círculo inglês (crop-circle) em Avebury Manor na Inglaterra, com a posição exata dos planetas do sistema solar no dia 21 de dezembro de 2012.

Porém no dia 22 do mesmo mês de julho, esse desenho foi modificado; apareceram outros desenhos complementando-o. No entanto, nesta data o artigo já havia sido redigido e publicado. O artigo fez muito sucesso. Somente no site do CUB foram mais de 5 mil acessos até o momento.

Também foi publicado no site do Projeto 2012. Onde alguns leitores pediram para que atualizasse o artigo levando em conta as modificações supra-citadas. Publicado também nos site do Mundo Ufo. Foi mencionado no site Pensando Nisso.

Gostaria de deixar claro que escrevi o primeiro artigo, afirmando sobre o fato, pois realmente o desenho da formação planetária é fiel à data em 2012, no entanto, não havia redigido nada sobre a segunda formação até o momento, por que existem formas, desenhos, nessa segunda formação, que ninguém sabe o que é, restando apenas especulações, e isso não é muito bom, até porque, todos que acompanham sites como CUB, Projeto 2012, Mundo Ufo, sabem que a descrença por parte dos céticos é fervorosa.

Nós que estudamos, e quanto mais estudamos, mais acreditamos, pois as evidências são inegáveis, temos que conviver com “desaprovações” de céticos e cientistas.

Por esse motivo, escreverei sobre a segunda formação, e pedirei para que pessoas como eu, que acreditam haver algo errado, que as coisas não vão bem, que as evidências indicam algo nada bom para 2012, me auxiliem, continuem pesquisando, e, caso encontrem algo contrário a este artigo, não guardem para si, enviem um e-mail para o CUB, e peçam para serem ouvidos.

Tenho certeza que se houver procedência, eles ouvirão.

Se nós, seres humanos, que convivemos neste mesmo planeta, não conseguirmos nos ajudar, defender nossas teses, e “tentar” fazer algo para mudar, quem fará isso por nós?

Voltando ao tema do artigo, existe muita especulação no mundo todo sobre o dia 21 de dezembro de 2012. Alguns prevêem a volta do planeta-X, Nibiru, ou Hercólobus. Outros dizem que nessa data a terra passará por uma inversão em seus pólos.

Tanto uma quanto outra especulação faz um certo sentido, existem vários sites na internet afirmando, que, nesta data, o sol estará alinhado com o centro da galáxia, atravessando o equador galáctico.

011

Na cor verde o sistema solar, atravessando o equador galáctico em 2012.

021

Este movimento de sobe e desce é periódico.

Segundo os Maias o ciclo completo de sobe e desce até o mesmo ponto leva 25625 anos, já segundo cientistas como o físico Richard Muller. A UC Berkeley este alinhamento acontece a cada 64 milhões de anos.

O motivo desse sobe e desce diverge quanto a fonte.

O Dr. Richard, diz nesse artigo, que é uma estrela anã apelidada por ele de, NEMESIS, que orbita o sol.

Já os que acreditam nas profecias sumérias, dizem se tratar do Planeta NIBIRU, que orbita uma anã marrom, ou seja, o sistema solar seria binário tanto para a ciência quanto para os Maias.

O que interessa realmente é que tanto cientistas quanto os que acreditam nas profecias maias ou sumérias, concordam que, para que o sol tenha esse movimento em onda, é necessário haver outro corpo que o atraia com sua gravidade.

Portanto é possível sim que haja fundamento nas especulações sobre o planeta Nibiru.

Também faz sentido a inversão polar, pois está atrasada, como pode se ver no artigo do jornal “The Sunday Times”.

Faz sentido atentarmos para o fato de que, se o sol ultrapassar o equador galáctico, terá seus pólos invertidos, pois hoje, digamos que o hemisfério sul solar, é o que recebe maior influência gravitacional do centro da galáxia, e após ultrapassá-lo, será o hemisfério norte solar que receberá esta influência gravitacional.

A guinada solar será instantânea, no máximo durará alguns dias, e conseqüentemente todos os planetas do sistema solar passarão pelo mesmo processo.

Enfim o sistema solar inteiro está passando por uma série de transformações que estão sendo estudadas, porém os cientistas não conseguem explicar o motivo, como pode se ver no artigo do Dr. DR. ALEXEY N. DMITRIEV.

Este artigo é muito completo e pode se notar que são dezenas de eventos ao mesmo tempo.

As profecias maias para 2012 podem ser vistas nesses documentários do History channel e Canal Infinito.

Avebury Manor, Inglaterra, 22 de julho de 2008

Uma semana após aparecer esse desenho em uma plantação,

03

O desenho foi modificado para esse.

04

A forma utilizada por quem fez esses desenhos para dar seu “recado”, foi: dia 15 desenharem como quem quer dizer: “Atentem para essa data”, e no dia 22 mudarem o desenho como quem diz: “Neste dia acontecerá isso!”

Analisei durante muito tempo essas formações, pesquisei em vários sites da internet sobre as modificações e admito que existe muita especulação sobre o que representam.

Algumas coisas posso afirmar.

1º: O sol foi aumentado consideravelmente de tamanho, literalmente engolindo os planetas Mercúrio e Vênus.

2º: Atrás do sol sob a perspectiva da terra surge um corpo celeste (Planeta, asteróide ou cometa) vindo da direção da constelação de Libra ou Virgem.

05

Outra afirmação que posso fazer é em relação a nova formação do lado direito da representação do sistema solar.

Ao contrário do que especulam em sites da internet dizendo se tratar da órbita da lua em relação a terra, trata-se de uma representação do calendário Maia de conta longa.

06

Notem a semelhança.

001

Notem também que nesta nova formação aparecerem um cometa na parte superior,

08

Algo que eu suponho ser uma peça que faz parte do calendário Maia, com 11 círculos externos e um interno.

09

Além de algumas inscrições no rodapé que suponho explicar o que significa toda a formação.

10

Alguns sites da internet dizem se tratar, da direita para a esquerda: um diamante, um espermatozóide, uma tartaruga, um espiral, e uma formação estelar, sol abaixo em relação a outras estrelas.

Eu particularmente acredito se tratar também de desenhos Maias que muito podem nos dizer, pois tanto o diamante, que simboliza o “tempo fora do tempo” como pode ser visto nessa representação,

11

quanto a espiral que faz menção ao tempo circular, fazem parte da cultura Maia.

Infelizmente não sou tão aprofundado nos assuntos dessa civilização para dizer mais, e acredito que cientistas não “perderão tempo” analisando uma formação no campo.

Alguns leitores dirão que estou ligando tudo aos Maias, no entanto, a primeira formação diz respeito à mesma data do término do calendário Maia.

Penso que se foi feita esta observação no primeiro desenho, não tem porque sair do foco na segunda formação.

Por esse motivo peço a todos que, como eu, interessam-se pelo assunto, e tem algum conhecimento ou estudo que possa ajudar a decifrar o que tentaram nos dizer, que o façam.

Gostaria muito de poder mudar a frase de encerramento do artigo, sabendo que descobrimos o que ocorrerá e nos preparamos para isso.

Do contrário.

Só nos resta aguardar até 21 de dezembro de 2012"

FONTE: Projeto 2012.

sábado, 10 de janeiro de 2009

Esoteric Agenda - Legendado

Sempre que o assunto é governo e religião você pode esperar discordância e debate, e frequentemente guerras baseadas nesses dois tópicos controversos.

Esse filme com 2hrs6mins de duração, mas que vale muito a pena ver, tem um ponto de vista completamente diferente sobre o mundo e sobre nós como seus habitantes.

A premissa é que todos os poderes que você vê nos meios de comunicação e as figuras mais proeminentes do mundo são simples marionetes para um poder maior que controla o destino da humanidade. O filme mostra detalhadamente conexões de organizações secretas muito antigas como os Iluminati, Cavalheiros Templários e outras.

Essas organizações recentemente diretamente ligadas à monarquia britânica, controlam tudo no mundo de hoje, desde o que contém a nossa comida até o que vemos nos meios de comunicação.

Esse super poder por trás dos panos faz tudo isso através da manipulação de potências como os Estados Unidos e os seus líderes. Governo, leis, meios de comunicação estão todos focados em uma coisa, e uma coisa apenas: lavagem cerebral e controle de 87% da população mundial que está susceptível a essa hipnose de massas.

Depois de utilizar a informação como a ferramenta mais simples para controlar as pessoas mais vulneráveis, o MEDO é o derradeiro motivador para os mais resistentes que escolhem ver o mundo por si mesmos e não conforme o que querem que acreditemos.

Se estivermos atentos econtraremos sinais desses fatos todos os dias. A cobrança de impostos é o maior elemento de controle da população, pagamos ao governo uma grande percentagem do que recebemos pelo nosso trabalho árduo para que guerras sejam empreendidas em outros países, enquanto os nossos próprios problemas econômicos são negligenciados.

A população em geral é escrava de empréstimos e do comportamento consumista de comprar tudo
o que nos aparece à frente através dos meios de comunicação. As noticias são feitas de forma que tenhamos medo daquilo que o governo quer que receemos, para que depois nos possam “proteger”. A proteção vem em forma de novas leis que se olharmos de perto, nos privam mais dos nossos direitos como seres humanos. Não dos direitos constituídos pelos governos dos países nos quais residimos, mas dos direitos naturais de habitantes deste planeta.

Sendo assim, por quê governo e religião são assuntos que consideramos melhor não discutir entre amigos? Bem, esses dois tópicos estão intimamente relacionados. A religião criou o governo e o governo é apenas uma ferramenta para controlar as populações. Olhe para o passado e pergunte a si mesmo se algumas das coisas que vc vir nesse filme não são realidades envoltas em burocracia e escondidas pelas notícias que nos passam.

Também refere a outra face da questão do aquecimento global e do impacto do filme “An Inconvenient Truth”.(…)

O filme são duas horas de instrução bem aproveitadas, e sim, há alguns tópicos que parecem inacreditáveis, mas isso é o que faz grandioso o ser humano: a capacidade de formar a sua própria opinião em qualquer assunto e ser capaz de ver o mundo por nós mesmos e não pelo que as instituições do mundo querem que vejamos. Tenha a mente aberta enquanto você assiste esse vídeo, mas por favor não o deixe consumir a sua vida, lembre-se que é apenas a opinião de alguém, criada depois de “ligar os pontos” da história e formar uma conclusão.

Veja o filme abaixo ou acesse o link original por aqui:



sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

Editorial do Financial Times admite agenda para criação de um governo mundial ditatorial

Financial Times Editorial Admits Agenda For Dictatorial World Government 091208top


Reportagem de grande impacto afirma que o termo "governo global" é um eufemismo para a criação um governo ditatorial anti-democrático.

Paul Joseph Watson
Prison Planet.com
Tuesday, December 9, 2008

O financial times, um dos jornais de maior respeito e lidos em todo planeta escreveu um artigo especial hoje, defendendo abertamente a agenda para a criação de um governo mundial baseado em princípios anti democráticos, dizendo que o termo "governo global" é meramente um eufemismo a favor do movimento do governo global centralizado.

Por muitos anos, nos fomos chamados de loucos paranóicos por ficarmos em estado de alerta em relação a um plano da elite para a centralização do poder global que visava a destruição da soberania dos EUA.. Em todas as partes do mundo, nos anos 90, pessoas que defendiam essa tese foram taxadas injustamente de lunáticas extremistas por grande parte da população e pela mídia.

Até o momento, a agenda está fora do nosso alcance, os dissimuladores não tem mais munição para nos debochar.

Um artigo editorial de grande expressão escrito pelo chefe de assuntos externos do Financial Times intitulou "E agora, rumo ao governo mundial", ressaltou o plano que visa a criação do governo mundial, e como isso esta sendo feito através de eufemismos e de uma linguagem manipuladora, fazendo com que grande parte das pessoas não tomem conhecimento do plano.

"Pela primeira vez em minha vida, penso que a formação desse tipo de governo é plausível", escreveu Rachman, citando a crise financeira, o aquecimento global e a guerra contra o terrorismo como os três maiores pretextos pelo qual isso está sendo introduzido.

Rachman escreve que o "governo global" poderia ser introduzido bem antes que muitos esperam e que o presidente eleito Barack Obama já expressou seu desejo de atingir essa meta, fazendo referência aos conselheiros de Obama, que inclui Strobe Talbott, que uma vez declarou," No próximo século, nações, como temos conhecimento se tornarão obsoletas; todos os estados reconhecerão uma simples e global autoridade. Soberania nacional não era uma grande idéia afinal de contas".

Rachman, portanto admite que quanto mais abstrato o termo "governo global", na qual é muito usado por grandes defensores da globalização como David Rockfeller, sugerindo que a criação do governo global não está entre as prioridades da verdadeira agenda é meramente um truque de uma linguagem suavizada usada para impedir que as pessoas saibam da verdade.

"Mas alguns pensadores europeus acreditam que eles reconhecem o que está acontecendo", diz Rachman. " Jaques Attali, conselheiro do Presidente da França Nicolas sarkozy afirma que: " Governancia global é apenas um eufemismo para o governo global. " Pelo conhecimento dele, tal forma de governo não viria tão rapidamente. Mr Attali acredita que a parte mais importante da crise é que temos um mercado financeiro global e não possuímos uma lei de regra global".

Rachman ressalta como seriam os primeiros passos do governo mundial, incluindo a criação de um acordo obrigatório de mudança climática negociado com apoio das Nações Unidas e a criação de um exército com 50000 pessoas em missão de paz.

""O governo mundial envolveria muito mais que uma cooperação entre as nações", escreve Rachman. "Seria uma entidade com estado como características, conduzida por um corpo de leis. A União européia já possui um governo continental com 27 países, uma suprema corte, uma moeda, milhares de leis, um amplo serviço civil e a capacidade de usar as forças militares de forma eficaz, e que nos poderia servir como um modelo."

"Portanto nos parece que tudo se encaixa no seu devido lugar. Pela primeira vez, desde quando homo sapiens começaram a fazer pinturas nas paredes das cavernas, existe uma discussão, uma oportunidade e meios para avançarmos seriamente para o governo mundial", conclui Rachman, que antes achava que esse caminho seria lento e doloroso.

Rachman admite que tal governo somente seria efetivo se fosse ante democrático, mencionando a contínua rejeição da expansão da EU quando os temas são postos a votação." Em geral, a união tem progredido rápido quando são aceitos por políticos e tecnocratas e então os projetos são aprovados sem referência direta dos que votam" escreve Rachman.

Portanto, chegamos a uma etapa importante_ Um dos principais jornais do mundo, cujo conteúdo editorial é conduzido por influentes economistas como Martin Wolf, proclamando abertamente que não somente o governo mundial está na agenda, mas que este governo seria atingido através de medidas ditatoriais pelo fato da maioria da população mundial estar morta para isso.

Continuaremos nós sendo chamados de teóricos conspiratórios paranóicos por advertir que um sistema de ditadura mundial está sendo armado, mesmo quando um dos mais influentes jornais do mundo admite o fato? Ou as pessoas irão finalmente acordar e aceitar que existe uma agenda global para destruir a soberania dos países e qualquer forma de democracia e liberdade por si mesma em busca de um poder totalitário, egoísta, centralizado, sem representação e um governo mundial ditador.

FONTE

EUA perdem 2,6 milhões de vagas de trabalho em 2008

http://oglobo.globo.com/blogs/arquivos/PobrezaEUA1.jpg
Queda no número de empregados no ano é a maior desde 1945.
Em dezembro, taxa mensal chegou a 7,2%, a maior desde 1993.

A economia dos Estados Unidos perdeu 2,6 milhões de empregos em 2008, de acordo com dados divulgados nesta sexta-feira (9) pelo Departamento de Trabalho do país.

É a maior perda de vagas desde 1945. Cerca de 1,9 milhão desses postos de trabalho foram eliminados nos quatro últimos meses do ano, informa o governo.

Dezembro de 2008

Durante todo o mês de dezembro de 2008, a economia americana perdeu 524 mil empregos, chegando a uma taxa de desemprego mensal de 7,2%, a maior desde janeiro de 1993, segundo os dados corrigidos das variações sazonais.

Os cortes líquidos de empregos do mês de dezembro correspondem às previsões dos analistas, de 525 mil postos. A taxa de desemprego, no entanto, foi superior à expectativa, que era de 7%. O ministério revisou em forte alta o número de empregos perdidos em novembro, para 584 mil (em vez dos 533 mil anunciados anteriormente).

Muitos economistas acreditam que o desemprego, que era de 5% em abril do ano passado, atingirá 8% nos próximos meses. A última ata do Federal Reserve (Fed, banco central americano), divulgada na terça-feira, mostrou que sua equipe de economistas espera que essa taxa suba "significativamente" até 2010.

O salário médio por hora trabalhada nos Estados Unidos aumentou US$ 0,05, ou 0,3%, para US$ 18,36. Em relação ao mesmo período do ano anterior, o aumento é de 3,7%. O número de horas trabalhadas por semana, em média, caiu em 0,2 para 33,3 horas. As informações são da Dow Jones.

FONTE

OVNI se chocou com uma turbina de uma usina eólica

Uma hélice gigante de uma turbina de uma usina eólica ficou completamente amassada depois de ser atingida por um OVNI.


Hélice da turbina danificada

Os moradores locais foram acordados às quatro horas da madrugada com o barulho do impacto depois que luzes estranhas foram vistas riscando os céus na direção do gerador da usina eólica.


Vejam os vídeos:




Confusos os chefes da usina falaram do acidente em Conisholme, Lincs: “Temos uma equipe investigando o fato." Não havia nenhum sinal da perda de uma hélice. Um ufólogo disse: “Estamos muito entusiasmados.”

Uma mulher contou como viu um OVNI rasgando os céus da usina eólica e se chocando com a turbina.

Dorothy Willows, que mora há dois quilômetros do local do acidente, estava em seu carro quando “luzes estranhas” apareceram no céu.

Ela estava entre várias pessoas que viram as misteriosas esferas amarelas alaranjadas no céu de Lincolnshire onde a turbina foi completamente destruída.

Dorothy, da cidade Louth, disse: “As luzes estavam se movendo pelo céu rumo à usina eólica.

"Então vi um objeto voando baixo. Estava deslizando no céu na direção das turbinas.”

Horas depois havia um estrago enorme.

Dorothy disse: “Meu marido, que se chama Stephen acordou às quatro horas da madrugada devido ao estrondo.”

Logo depois não havia nenhum sinal de uma das três lâminas de uma hélice enorme de uma turbina, que foi arrancada com a colisão.

Outra lâmina foi encontrada torcida e inutilizada. Outros habitantes da região contaram que as luzes se pareciam com bolas de fogo. Lesley Whittingham, de 71 anos, conseguiu fotografar a cena e disse: “Foi uma explosão gigantesca no ar.”


Lesley Whittingham, 71


John Harrison, outra testemunha, contou quando ele olhou pela janela de sua casa que viu a aterrissagem de uma bola enorme de luz com tentáculos que se direcionavam completamente para o chão sobre a usina eólica. Ele disse: “Era enorme e possuía tentáculos, era muito parecido com um polvo.”

O objeto que se chocou com a turbina em Conisholme, perto de Louth, no domingo se esquivou de outras turbinas da usina. Até ontem à noite os peritos não tinham nenhuma explicação para o que tinha acontecido. Não havia nenhuma informação ou relatório de nenhum acidente envolvendo aviões.

O Secretário de Saúde e funcionários da segurança disseram que até mesmo uma forte rajada de vento não explicaria o acidente.

O dano foi descrito pelos Executivos da Saúde e Segurança como um incidente único e sem igual.

A empresa que gerencia a usina e que se chama Ecotricity admitiu: “Não sabemos o que causou o problema. Estamos investigando.”

O ufólogo Russ Kellett, disse que várias testemunhas viram objetos misteriosos antes do estrondo.

Ele disse: “Foram vistas bolas de luz no céu e o Ministério da Defesa não tem nenhuma explicação. Estamos empolgados com este caso.”

Ontem à noite o incidente foi o assunto que rolou na internet. Inclusive o incidente foi batizado de “O OVNI Polvo” por causa dos tentáculos e por causa da forma que as luzes apareceram juntas.

O Ministério da defesa comentou o seguinte sobre o acidente: “A menos que haja evidência de uma ameaça potencial, nenhuma investigação será feita para identificar a natureza do avistamento.”

FONTE

quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

Veneno na Torneira

Provavelmente você ficaria muito alarmado se lhe dissessem que, sem o seu conhecimento, administram regularmente medicamentos com uma substancia mais venenosa que o chumbo, que pode causar fragilidade óssea e câncer, entre uma serie de outras doenças e, que é o componente principal das drogas que alteram o cérebro. Isso é o que alguns médicos qualificados e conselheiros de saúde dizem que ocorre a milhões de pessoas no mundo inteiro. Que substância agressiva é essa? O flúor na água potável.

A maioria de nos conhece o flúor como preventivo das cáries. Por isso foi acrescentado à maioria dentifrícios, supostamente para reduzir as visitas ao dentista das crianças. Contudo, na historia do uso do flúor há um aspecto muito ameaçador.

Foi provado que o flúor pode endurecer a superfície dos dentes, porém, também trata-se de um elemento altamente tóxico relacionado com um grande número de doenças físicas e mentais. Estudos publicados recentemente demonstram que a metade do flúor (ácido hexafluorsilícico) que se acrescenta na água potável do Reino Unido pode produzir danos genéticos.

Desde a Segunda Guerra Mundial não se realizou nenhuma pesquisa sobre os efeitos potencialmente letais do flúor. Contudo vários cientistas, entre eles o Dr. Hans Moolenburg, um dos principais ativistas da campanha anti-flúor dos Países Baixos, estão convencidos de que em muitos países da Europa Ocidental se está reforçando um perigoso e sinistro esquema de medicação massificada que foi usado na Alemanha nazista.

Nos piores dias da Segunda Guerra Mundial, centenas de inocentes foram exterminados nos campos de concentração alemães. A morte por doenças, inanição e extrema brutalidade era algo cotidiano e isso era complementado com o emprego de drogas e produtos químicos. Os cientistas nazistas, desejando manter um clima de temor tinham encontrado um método simples de controlar o comportamento dos prisioneiros dos campos.

Jovens sobreviventes do campo de concentração de Auschwitz, esperando pela libertação. Os nazistas "ministraram" flúor na água dos campos de extermínio, que agiu como sedativo, apaziguando os prisioneiros. Apesar desse precedente, o uso da água fluorada ainda é promovido em diversos países. O flúor também é empregado como componente ativo de poderosos tranqüilizantes.

Descobriu-se que repetidas doses em quantidades muito pequenas de flúor afetam o cérebro, envenenando e narcotizando lentamente as pessoas e tornando-as submissas. Ansiosos em explorar o efeito do flúor, os comandantes dos campos alemães o acrescentaram ao abastecimento d'água.

Os efeitos da água fluorada impressionaram fortemente os serviços de inteligência. Consideraram que a água fluorada era o meio ideal para controlar as populações depois de seus países terem sido invadidos. Antecipando-se à vitória, a fábrica alemã de produtos químicos I. G. Farben, instalada em Frankfurt, foi a encarregada da produção massificada de flúor destinado aos campos de extermínio e a outros futuros usos possíveis.

No final da Segunda Guerra Mundial, os Estados Unidos encarregaram Charles Eliot Perkins, um pesquisador especializado em química, patologia e fisiologia, de estudar a técnica de controle da mente de I. G. Farben. Em sua pesquisa na Alemanha, Perkins obteve várias conclusões assustadoras. Informou que "quando os nazistas, sob as ordens de Hitler, decidiram atacar a Polônia, ao estados maiores alemão e russo intercambiaram idéias, planos, cientistas e militares. Os russos adotaram o esquema de controle de massa através da medicação, porque adaptava-se perfeitamente aos seus planos de domínio do mundo..."

Perkins não envolveu a inteligência aliada nessa pesquisa sobre o controle mundial de mente dos russos, porem, uma investigação mais detalhada da I. G. Farben e suas relações industriais, revela algumas conexões suspeitas.

A I. G. Farben expandiu-se durante os anos vinte e estabeleceu laços através de Wall Street com a companhia de automóveis de Henry Ford, com a General Motors de J. P. Morgan e com a Standard Oil, propriedade da família Rockfeller.

Nos anos trinta, milhões de dólares foram investidos nesses acordos e a relação continuou durante a Segunda Guerra Mundial. É interessante observar que nenhuma das fábricas e edifícios da I. G. Farben foram bombardeados, sabotados ou danificados pelos aliados durante a guerra. O pesquisador Ian E. Stephens disse que os comandantes das missões de bombardeio tinham instruções, procedentes provavelmente dos altos escalões do governo dos Estados Unidos, para evitarem esses edifícios. Porém, por qual motivo?

Desde a depressão dos anos vinte, as organizações como a fundação Rockefeller e a família Ford tinham incentivado publicamente as políticas de controle de população a longo prazo. Também sabe-se que certo numero de pessoas influentes do comércio e da industria tinham investido grandes somas de dinheiro nos projetos da I. G. Farben antes e durante a guerra. Entre elas a família Mellon.

Essa família fundou a Mellon Institute em 1913 como uma organização independente para patrocinar avanços na ciência e na industria. O instituto também participou da "descoberta" do flúor como "um maravilhoso preventivo das cáries dentárias".

A família Mellon também fundou a Aluminium Company of America (ALCOOA). O flúor é um subproduto altamente tóxico da fabricação do alumínio e a ALCOOA foi processada com freqüência por envenenar gado, colheitas e correntes de água. As medidas de segurança eram caras. Por tanto, o que se podia fazer para eliminar esses custos e, talvez, até tornar os materiais residuais rentáveis?

Segundo o Pesquisador de Flúor Ian E. Stephen, a primeira ministra Thatcher triplicou o orçamento para o tratamento da água com flúor da Irlanda do Norte em meados dos anos oitenta. Stephen suspeita que isso não foi motivado por uma preocupação com a saúde dentária e sim, por uma tentativa de pacificar a região.

A ALCOOA e outras indústrias produtoras de flúor financiaram a pesquisa que parecia indicar que pequenas quantidades desse elemento não eram perigosas para os seres humanos. Inclusive a pesquisa sugeria que o flúor protegia contra as cáries dentárias. Os incentivadores concentraram-se no que eles viam como vantagens para a saúde, ignorando por completo os desconhecidos e adversos efeitos cumulativos dessa substância tão tóxica.

Os cientistas que trabalham para a American Dental Association ( ADA) sob o patrocínio da ALCOOA continuaram promovendo o flúor, apesar do uso que os fizeram dele. Ainda que dezenas de cientistas e organizações de pressão questionassem as manifestações do grupo partidário do flúor, a opinião pública aceitou rapidamente as supostas qualidades do novo protetor dental.

Diante da inquietação de muitos cientistas que questionaram os seus benefícios para a saúde, a ADA lançou uma campanha promovendo o uso do flúor. A aprovação do United Stades Public Health Service ( USPHS ) reforçou a confiança na nova "droga maravilhosa" e, em meados dos anos quarenta, várias cidades dos Estados Unidos começaram a adicionar o flúor em seus abastecimentos de água. Os propagandistas obtiveram "aprovações" de instituições que recebiam protestos aos quais não davam resposta e foi dado sinal verde para uma campanha a favor do uso do flúor em escala nacional.

Desde o final dos anos cinqüenta, o USPHS canalizou milhos de dólares dos contribuintes dos EUA para promovem o uso do flúor em outros países e muitas nações aderiram ao projeto. Porém, a maioria dos países europeus deixaram-no de lado e outros que tentaram implantá-lo, logo o abandonaram devido aos seus efeitos adversos contra a saúde e à sua ineficácia geral.

A crença comum é a de que o tratamento com flúor é efetivo por toda a vida, porém, pesquisas demonstram que a sua proteção desaparece antes da pessoa completar 20 anos. De fato, muitos especialistas afirmam que não existem provas de que o flúor seja benéfico para o dentes.

Causando grande perturbação no US National Institute of Dental Research (NIDR), as análises independentes de um relatório do próprio NIDR de 1988 sobre o dados odontológicos de 39.107 crianças dos Estados Unidos, demonstraram que praticamente não havia nenhuma diferença no número de cáries entre as crianças que viviam em regiões onde esse tratamento não era aplicado.

A pesquisa sobre os outros usos do flúor é reveladora. Os tranqüilizantes, que vão desde os sedativos suaves prescritos para a depressão, até os poderosos medicamentos que alteram a mente, transformaram-se em uma indústria multimilionária.

Mais de 60 tranqüilizantes do mercado contêm flúor, aumentando profundamente a potência dos outros componentes desses medicamentos. O acréscimo de flúor no tranqüilizante Diazepam (Valium) produz um tranqüilizante mais forte, o Rohypnol. Ambos são fabricados pela Roche Products, uma filial da I.G.Farben, juntos com outros medicamentos semelhantes. O potente tranqüilizante fluorado Stelazine é empregado profusamente em asilos e instituições para doentes mentais em todo o mundo.

À medida que revela-se mais informação sobre o acréscimo de flúor na água a ansiedade do público aumenta. Seus defensores dedicam centenas de estudos que provam a efetividade do flúor na prevenção contra as cáries dentárias, porem, a união de cientistas profissionais da US Environmental Protection Agency indicam a existência de encobrimentos deliberados dos graves riscos para as populações assim como a difamação e até a demissão dos cientista que se atrevem a falar da verdade.

Para a maioria dos dentistas, o uso do flúor é um "medicamento maravilhoso" que oferece resistência a má higiene bucal e aos problemas de dieta. Para outros, trata-se de um método desleal e cínico para modificar nosso comportamento e de um meio que permite a industria rentabilizar um perigoso produto residual. Muitos encaram o uso do flúor nos abastecimentos de água como um medicamento massificado forçado. A negação dos riscos para a saúde por parte dos organismos oficiais fazem com que alguns pensem que o uso do flúor serve como uma forma de controle social. Apontam a história do uso do flúor e seus vínculos documentados como sendo, talvez, um dos mais perversos regimes desse século.

TESTEMUNHA

Dennis Edmonson usou o medicamento "Exspansyl spansule" entre 1970 e 1976, para combater a asma provocada por sua exposição a produtos químicos clorados quando trabalhou no King's Royal Rifles, durante a segunda guerra mundial. O Exspansyl contem stelazine, um componente fluorado com grandes efeitos tranqüilizantes. Perguntaram-lhe como sua vida foi afetada com o uso desse produto:

"Terrivelmente. O flúor em minha medicação aumentou sua potência em 25 vezes e, diariamente, tomei equivalente a 100 miligramas de flúor durante seis anos. Posteriormente foi diagnosticado que eu sofria de hipondilose, osteoporose, cifose, escoliose, espondilosem astefilose, coração grande, candidiase, glaucoma, em um dos olhos e próstata calcificada. Também fiquei impotente sexualmente desde que comecei a tomar a medicação em 1970 e tive que abandonar meu trabalho como jardineiro em 1980 devido às dores na coluna e nas articulações."

Quais foram as medidas oficias que o senhor tomou para esse problema ao conhecimento do publico?

"Estive em luta com a junta de pensões da guerra desde 1977, alegando que minha situação era resultado do medicamento que me havia sido prescrito. Até agora concederam-me um acréscimo de 10% na minha pensão por minha invalidez provocada pela candidiase e pelo glaucoma. Também estou exigindo uma indenização da companhia farmacêutica. Porem, além da minha penosa situação, perdi aproximadamente 7,5cm de altura. Como poderei remediar isso?

DESAFIANDO O PARLAMENTO

Peter Robinson

Apesar da generalizada oposição. Em 1973, estabeleceram-se na Irlanda do Norte dois programas de uso do flúor, porem, não foi guardado nenhum relatório de suas avaliações. O ministério de saúde admitiu que "não havia sido realizadas nenhuma pesquisa definitiva para avaliar os benefícios de cada um dos programas de uso do flúor aplicadas na Irlanda do Norte".

Com a ajuda da National Pure Water Association. Pediram ao deputado Peter Robinson que questionasse o Parlamento sobre o acréscimo de flúor na água da Irlanda do Norte. O deputado fez as seguintes perguntas: A câmara sabe que não há nenhuma pesquisa que prove a efetividade e a inoculidade do uso do flúor na água? A câmara sabe que existe um relatório que prova a periculosidade e a ineficácia da água fluorada? Até agora não se recebeu nenhuma resposta.

RECONHECIMENTO OFICIAL

Em novembro de 1996, Kevin Isaacs, de dez anos, obteve um indenização de 1.000 libras do fabricante de dentifrícios Colgate-Palmolive.

Foi diagnosticado fluorose dental em Kevin, um sinal evidente de uma superexposição ao flúor. Os dentes fluoríticos ficaram "furados" e manchados e podem cariar-se além de ficarem quebradiços. Durante os últimos cinco anos, mais de trezentas famílias processaram os fabricantes de produtos fluorados.

Apesar das angustiantes provas, a British Medical Association (BMA) mostra-se inflexível em relação a idéia de que a adição de flúor na água e nos produtos dentários não é nociva. A BMA também pressiona o governo para que convença mais companhias de água do Reino Unido a acrescentar o flúor em seus abastecimentos. Essa política contrasta com a polêmica entre os médicos, que continuam divididos sobre os benefícios do uso do flúor na água potável.

REALIDADES DO FLÚOR

· O flúor é mais tóxico que o chumbo, cuja quantidade na água potável não deve superar 0,5 partes por milhão (ppm). O nível do flúor na água potável costuma ser da ordem de 1,5 ppm.

· Em um relatório da Universidade da Flórida é dito: "Uma solução de 0,45 ppm de fluoreto de sódio é suficiente para fazer com que as reações sensoriais e mentais fiquem mais lentas".

· Na Sicília foi achada uma relação entre as regiões de alta concentração de flúor na água com a ocorrência graves doenças dentárias.

· No Reino Unido, aproximadamente 5,5 milhões de pessoas bebem água fluorada artificialmente.

· A US Food and Drug Admistration considera que o flúor é um medicamento não aprovado, para o qual não existem provas de inocuidade e de efetividade. Não o consideram como um nutriente essencial nas dietas.

FONTE

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...